Durante todo o mês de junho -

HGV capacita servidores sobre o acolhimento no Ambulatório Trans Makelly Castro

Nesta quinta-feira (04/07), a equipe do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) concluiu o primeiro ciclo de palestras com os servidores do Hospital Getúlio Vargas (HGV). Durante todo o mês de junho, os funcionários das clínicas de ginecologia e pneumologia participaram de treinamentos abordando temas como equidade de gênero, identidade de gênero, sexualidade, raça, etnia e deficiências. As informações são do Governo do Piauí.

Foto: Governo do estado do PiauíGoverno do estado do Piauí

O programa do governo federal foi desenvolvido por grupos de estudantes, com tutoria de um professor, organizados a partir de formações em âmbito de graduação com assessoria tutorial da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e parceria da Secretaria da Saúde (Sesapi).

Segundo a coordenadora do Comitê Acadêmico do HGV, Gisella Serafim, o objetivo foi capacitar os trabalhadores da saúde para estarem aptos a acolher, da melhor forma possível, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Neste primeiro momento, focamos no atendimento no Ambulatório Trans Makelly Castro, localizado no Ambulatório Azul do HGV, onde procuramos capacitar os trabalhadores para melhorar o acolhimento aos usuários que precisam do serviço”, explica a professora.

Como funciona o Ambulatório Trans?

O ambulatório disponibiliza serviços de saúde integral para a população trans, incluindo transexuais, travestis e transgêneros, totalmente via SUS. No ano de 2023, o serviço realizou 349 consultas.

Segundo a diretora do Ambulatório Integrado do HGV, Iolete Soares, o atendimento inclui especialidades como endocrinologia, psicologia, urologia e ginecologia. Para ter acesso a uma consulta, basta entrar em contato com o posto de saúde mais próximo da residência da pessoa e informar o interesse nas vagas disponíveis no Ambulatório Trans.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco