Em excesso é ainda pior · 27/05/2019 - 09h22

Fumar apenas um cigarro por dia aumenta em até 57% risco de doenças cardíacas


Compartilhar Tweet 1



"Ah, mas eu só fumo um cigarro por dia, talvez nem isso". Bom, já é o suficiente para entrar no grupo de risco de doenças cardíacas e circulatórias, incluindo AVC. Como as próprias embalagens de cigarros fazem questão de frisar, "não existem níveis seguros para o consumo destas substâncias". Pena que muita gente não preste atenção nestes avisos.

Fumar apenas UM cigarro por dia aumenta em 48% o risco de doença cardíaca em homens. Nas mulheres, o efeito é ainda pior: as chances de infarto ou derrame crescem 57% depois de algumas tragadas. Os dados são de um estudo publicado por pesquisadores britânicos no jornal de medicina The BMJ.

Mais cigarros, mais riscos para a saúde

Caso o fumante consuma 20 cigarros por dia, a quantidade média de um maço, as chances de doenças cardíacas quase triplica. Para chegar a estes percentuais, os pesquisadores reuniram dados de estudos sobre doenças cardíacas e tabagismo desde 1946. 

Ao cruzar os dados históricos, eles fizeram a comparação com os valores médios de um não-fumante e calcularam os riscos. “Fumar apenas um cigarro por dia aumenta o risco de doença cardíaca e derrame de maneira muito maior que o esperado", admitem os cientistas.

Conselho dos pesquisadores

"Fumantes deveriam tentar parar totalmente em vez de diminuir a quantidade de cigarro para reduzir significativamente o risco destas doenças", concluem os pesquisadores. Por fim, talvez sem querer, eles parafrasearam o aviso das embalagens brasileiras: "Não existem níveis seguros de cigarro para doenças cardiovasculares".


Comentários