Defesa alega inocência -

Professor preso pela PF em Oeiras por pornografia infantil recebe liberdade provisória

Um professor de Oeiras, preso na sexta-feira (10) em uma operação da Polícia Federal contra pornografia infantil, foi libertado pela Justiça Federal na noite do mesmo dia.

A decisão foi tomada pelo juiz Flávio Marcelo Sérvio Borges da Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Floriano, Piauí, durante a audiência de custódia.

A defesa do professor, representada pelo advogado Fleyman Fontes, argumentou que não havia motivos para a prisão preventiva e pediu a sua liberdade.

O juiz acatou o pedido da defesa e concedeu a liberdade provisória ao professor, impondo algumas medidas cautelares.

O professor deve comparecer a todos os atos da investigação e do processo quando intimado, informar ao juízo sobre qualquer mudança de endereço e se abster de acessar qualquer site ou plataforma digital ou física que contenha imagens pornográficas ou temas similares.

O advogado Fleyman Fontes afirmou que não há dúvidas sobre a inocência de seu cliente e que durante o processo será possível comprová-la.

Fonte: Com informações do Mural da Vila

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco