PC investiga o caso -

Professor do IFPI é afastado por acusação de crime sexual involvendo ex-aluna

Um professor do Instituto Federal do Piauí (IFPI), lotado no campus de Angical, interior do Piauí, foi afastado de suas funções após uma denúncia de crime sexual envolvendo uma ex-aluna. O afastamento cautelar, que tem duração inicial de 120 dias, foi adotado como medida preventiva e poderá ser prorrogado, conforme a necessidade da investigação. O docente, que também foi candidato a prefeito de Teresina em 2016, ocupa o cargo de professor do ensino básico, técnico e tecnológico.

O IFPI instaurou um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) em decorrência da formalização da denúncia junto à corregedoria da instituição. Além disso, a reitoria do IFPI emitiu uma nota oficial repudiando atos de assédio, importunação e manipulação por meio das relações de poder, destacando que tais práticas não estão alinhadas com os princípios éticos, de respeito e segurança que a instituição preza para todos os seus alunos, servidores e colaboradores.

O IFPI reafirmou seu compromisso em combater a naturalização das violências e dos abusos de poder, tanto dentro como fora das instituições de ensino. Encorajou todos os estudantes e servidores que enfrentem situações semelhantes a formalizar denúncias por meio da Ouvidoria, que pode ser contatada pelo telefone (86) 3131-1407 ou pelo e-mail ouvidoria@ifpi.edu.br, ou a procurar a equipe multidisciplinar dos campi, composta por profissionais habilitados para ouvir e oferecer o suporte necessário às vítimas dessas situações. O IFPI ressaltou seu comprometimento em garantir o amparo às vítimas e em assegurar um ambiente educacional seguro e ético.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco