Residia em área do 'CV' · 23/05/2022 - 17h00 | Última atualização em 23/05/2022 - 17h03

Ouça áudio do chefe de facção que ordenou execução de jogador: 'Não tem papo'


Compartilhar Tweet 1



Um áudio atribuído a um dos líderes do Terceiro Comando Puro (TCP), que ordenou a morte de um jogador de futebol amador, foi divulgado nesta segunda-feira (23/05). No conteúdo o chefe da facção diz: 'Não tem papo'.  As informações são do O Dia/IG.

"Vamos ver qual é desse maluco aí, vamos ver qual é desse maluco aí, meu parceiro. Pega a visão geral: se ele tem família no morro, qual é a dele. Se ele for de Manguinhos, parceiro, não tem papo. Não tem papo, mano, não tem papo", diz o suspeito de ordenar a execução de Fabrício Santos da Silva, de 24 anos, jogador de futebol amador e assistente de cozinha.

Fabrício dos Santos Silva, 24 anos: morador de Manguinhos foi morto ao entrar no Morro da Cruz
Fabrício dos Santos Silva, 24 anos: morador de Manguinhos foi morto ao entrar no Morro da Cruz    Arquivo pessoal

O jovem, morador de Manguinhos, foi morto na madrugada de sábado (21/05), com tiros de fuzil, após entrar no Morro da Cruz, na Zona Norte do Rio. O motivo da morte, segundo testemunhas, seria o fato dele residir em um local de atuação de venda de drogas do Comando Vermelho (CV), quadrilha rival. 

O corpo de Fabrício, que além de atuar como jogador de futebol amador trabalhava em uma fábrica de salgados em Bonsucesso, foi enterrado no último domingo (22/05), no Cemitério do Caju, sob forte comoção.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital.

Comentários