-

Justiça mantém prisão de mulher que aplicou golpe milionário na mãe

Sabine Coll Boghici, ex-modelo, atriz e digital influencer teve a continuidade de sua prisão temporária decidida pela Justiça do Rio de Janeiro. A decisão é da juíza Ariadne Villela Lopes, da Central de Custódia de Benfica. As informações são do SBT News.

Sabine e outros três integrantes de uma quadrilha desarticulada pela polícia são acusados de aplicar um golpe estimado em R$ 720 milhões numa idosa de 82 anos, mãe de Sabine e viúva do colecionador de arte Jean Boghici.

Entre os demais membros do grupo criminoso, todos da mesma família, Rosa Stanesco Nicolau e Jacqueline Stanesco Gouveia faziam-se passar por videntes. O outro investigado é Gabriel Nicolau Hafliger, filho de Rosa. As prisões deles também foram mantidas.

O caso

De acordo com a Polícia Civili do Rio de Janeiro, a idosa vinha sendo extorquida pelo grupo há pelo menos dois anos.  Em ação elaborada pela filha da vítima, as duas mulheres conseguiram que a senhora realizasse transferências em dinheiro calculadas ao todo em R$ 5 milhões de reais.

Mais tarde, enquanto a viúva era mantida em cárcere privado, quadros de artistas como Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral foram roubados pelo grupo.

A Polícia encontrou jóias e parte do acervo guardados num apartamento em Ipanema, na zona sul do Rio. Apenas o quadro Sol Poente, de Tarsila do Amaral, recuperado na operação policial, foi avaliado em R$ 300 milhões. 

As defesas dos suspeitos buscam pedir que as prisões sejam revogadas. Dois outros membros do esquema estão foragidos. 

Receba notícias do 180graus no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: t.me/noticias180graus.

PostMídia: (86) 9 9800-9535

Comentários