Em diversos locais · 22/02/2021 - 14h22

Jovens fura-filas da vacina fingiam ser estudantes de medicina: casos se espalham pelo Brasil


Compartilhar Tweet 1



A Polícia Civil do Rio realizou uma operação contra fura-filas da vacina contra o novo coronavírus, na manhã desta segunda-feira (22/2), em diversos locais do estado. A reportagem é do Metrópoles.

Agentes cumpriram mandados de busca e apreensão no Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, Região Metropolitana do Rio, e nas casas dos jovens que tomaram a vacina sem pertencer ao grupo prioritário estabelecido pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A polícia apreendeu os cartões de comprovação da vacina de um adolescente de 16 anos e uma jovem de 20 anos. Eles se passaram por estudantes de medicina para receber o imunizante. Segundo as investigações, eles são filhos de uma coordenadora do Instituto Sócrates Guanaes, organização social (OS) que administra o Azevedo Lima.

Segundo a Polícia Civil, há ainda uma lista longa de estudantes de medicina que teriam tomado a vacina. Agora, investigadores vão confirmar se todos os vacinados são mesmos médicos acadêmicos. No Hospital Estadual Azevedo Lima, agentes coletaram também as relações de todos os vacinados na unidade.

A investigação partiu de uma denúncia do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-RJ). Todos os investigados foram intimados a depor.

Comentários