Segue recebendo assistência · 19/07/2019 - 17h22

HUT conclui protocolo e descarta morte cerebral de estudante baleado em Teresina


Compartilhar Tweet 1



Na tarde desta sexta-feira (19/07) a assessoria de comunicação do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) informou que o Protocolo de Morte Encefálica do estudante Gabriel Brenno Nogueira da Silva, 21 anos, foi concluído e que o mesmo ainda apresentou atividade elétrica cerebral.

Com isso, o HUT confirma que não foi constatado morte cerebral. Gabriel continuará recebendo toda assistência necessária diante do seu quadro de saúde, diz nota enviada pela assessoria.

Gabriel foi baleado na cabeça na manhã da última quarta-feira (17/07) no Centro de Teresina.

Diante da suspeita de Morte Encefálica a equipe decidiu por abrir o Protocolo de Morte Encefálica. Esse Protocolo é composto por três exames (dois clínicos e um de imagem) que foram realizados pela equipe médica. Veja a nota:

O HUT comunica que o Protocolo de Morte Encefálica do paciente Gabriel Brenno Nogueira da Silva Oliveira, 21 anos, foi concluído e que o mesmo ainda apresentou atividade elétrica cerebral. Portanto, não foi constatado morte cerebral. Gabriel continuará recebendo toda assistência necessária diante do seu quadro de saúde.

SOBRE O CRIME

O estudante Gabriel Brenno Nogueira, de 21 anos, foi baleado na cabeça na manhã desta quarta-feira (17/07) no Centro de Teresina e a Polícia Civil recebeu informações que se trata de um crime passional.

O caso continua sendo apurado e também há informações que o jovem vinha sofrendo ameaças de morte. O celular do estudante deve ser periciado e depoimentos também são colhidos pela polícia.

Gabriel foi baleado na frente de uma pensão, quando ia para o curso preparatório da Escola dos Sargentos e Armas do Exército Brasileiro (ESA), no Curso Tamandaré, quando foi alvejado na cabeça por um homem de boné, que fugiu em um veículo modelo Ônix.


Comentários