Na zona Rural -

Delegacia investiga se houve maus-tratos a animais que morreram em vaquejada em Sebastião Barros

A delegacia de Corrente iniciou uma investigação para apurar possíveis maus-tratos a animais ocorridos durante uma vaquejada na localidade de Pitombas, zona rural de Sebastião Barros, município localizado a aproximadamente 920 km de Teresina. O evento resultou na morte de pelo menos sete animais: seis deles sofreram fraturas e precisaram ser sacrificados, enquanto um faleceu na pista de competição.

Foto: Reprodução

Em comunicado, a delegacia destacou que realizou diligências no dia 12 e constatou que o material utilizado na pista não era areia lavada, mas sim um composto argiloso com petrificações e pedras, inadequado para a prática de vaquejada. Segundo a nota, esses materiais provavelmente contribuíram para os traumas enfrentados pelos animais durante a competição, colocando em risco tanto eles quanto os competidores.

Apesar disso, foi confirmada pela delegacia a presença adequada de alimentação, água e estrutura para o confinamento dos animais no local do evento.

A prefeitura de Sebastião Barros, responsável pela organização da vaquejada, emitiu uma nota esclarecendo que o evento foi conduzido conforme as normas estabelecidas para a prática desse esporte, regulamentado por lei. Segundo a administração municipal, seis animais que sofreram fraturas foram sacrificados de acordo com protocolos adotados em vaquejadas para evitar prolongamento do sofrimento, além do falecimento de um animal após uma corrida. A prefeitura assegurou que todos os protocolos de segurança e cuidados foram seguidos durante o evento, visando o bem-estar dos animais participantes.

Fonte: Cidades Na Net

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco