Arma do soldado da PM -

Arma roubada de PM morto em posto é encontrada em matagal em Teresina

O revólver pertencente ao soldado da Polícia Militar, Agamenon Dias Freitas Júnior, que foi tragicamente morto neste domingo (04/02) em um posto de combustível na Avenida dos Expedicionários, foi enterrado em uma área alagadiça localizada no bairro São João, próximo à sede do MDB, na zona Leste de Teresina.

Foto: Reprodução/redes sociais

O delegado Francisco Barrêta, coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), informou à imprensa que o suspeito, junto com outros residentes na área, optou por enterrar a arma em uma região alagadiça. Para preservar a arma da degradação, eles a envolveram em um saco plástico após aplicarem óleo.

Além da arma, a polícia também apreendeu seis bicicletas esportivas roubadas na residência de um dos suspeitos envolvidos no crime. A polícia está investigando se todas as bicicletas são produtos de roubo ou furto. Algumas dessas bicicletas são avaliadas em R$ 25 mil, e as vítimas desse tipo de crime são encorajadas a procurar a sede do DHPP com a nota fiscal e documentos pessoais para reivindicar a propriedade das bicicletas recuperadas.

O inquérito sobre a morte do PM está em andamento, e a equipe do DHPP sudeste está trabalhando para concluí-lo dentro de 10 dias. O delegado Barrêta afirmou que a autoria do crime está esclarecida, e o foco agora é fortalecer o inquérito com provas concretas. A dinâmica do crime já foi elucidada, indicando que o soldado Agamenon foi morto durante uma briga originada por um desentendimento na fila de uma loja de conveniência. O DHPP esclareceu que os agressores foram presos por homicídio qualificado, uma vez que tinham a intenção de matar o policial, e o roubo dos pertences das vítimas ocorreu como consequência do homicídio.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco