Mãe também foi vítima · 21/02/2019 - 08h23 | Última atualização em 21/02/2019 - 08h36

Jovem usa as redes sociais para relatar abusos e torturas que sofreu do padrasto por oito anos


Compartilhar Tweet 1



A história de Eva Luana é aterrorizante e tem ganhado repercussão online nas últimas horas. A jovem de Camaçari, na Bahia, usou as redes sociais para denunciar os casos de abuso sexual e tortura que ela e a mãe sofreram nos últimos oito anos. Segundo ela, o padrasto é o responsável. As informações são do G1. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

{1} respira ♡ / a todos que me ajudaram até aqui,  seja no "desaparecimento" ou agora,  com os fatos verdadeiros, a minha eterna gratidão.  Aos meus amigos de infância, que eu fui obrigada a abandonar um por um, preciso pedir perdão.  Não vou citar nomes, mas quem está firme comigo sabe, eu vou retribuir com todo o meu amor e relembrar até a minha velhice. / Meu caos teve início quando eu tinha 12 anos, minha mãe era agredida,abusada,violada e torturada quase todos os dias. Meu padrasto era obsessivo e ciumento com ela. Resumindo de uma maneira geral, ela era agredida com chutes, joelhadas, objetos.. Era abusada sexualmente de todas as formas possíveis.  Era obrigada a tomar bebidas até vomitar e quando vomitava tinha que tomar o próprio vômito como castigo. Ele começou a me abusar sexualmente.  Eu tinha nojo, repulsa, ódio e não entendia porque aquilo acontecia comigo.  Me sentia uma criança estranha e diferente das outras. Achava que aquilo só acontecia comigo. Eu tentei por diversas vezes ir para a casa da minha avó, mas ele sempre ligava ameaçando todos, dizendo que iria matar e fazer várias coisas assim. Então era uma prisão sem grade, literalmente. Quando eu fiz 13 anos denunciei. Nessa denúncia eu tinha certeza que seria salva por todos.  Mas não foi isso que aconteceu.  O Estado falhou a tal ponto que o meu caso não chegou nem ao Ministério público.  Fui obrigada a retirar a queixa por ameaças do meu padrasto.  Ele utilizou o poder financeiro pra comprar a liberdade e comprar a minha alma. Porque ali eu perdi a minha alma. E o que eu fui denunciar,  1 ano de sofrimento, se multiplicou em mais 8 anos. Desde então os abusos, torturas e todo tipo de agressão foram aumentando dia após dia, ano após ano. Eu não tive mais vida social. Tudo era uma farsa. Ele nos obrigava a fingir que tínhamos uma família perfeita.  As agressões eram verbais, físicas e psicológicas.  Entre elas  comer muito, em tempo estipulado, isso aconteceu com uma pizza família,  pra comer inteira em 10 minutos.  Óbvio que não conseguimos.Tb tomar 2 litros de refrigerante nesses 10 minutos.. eu levei socos no rosto e ele não me deixava me proteger com a mão. Chutes até cair no chão

Uma publicação compartilhada por Eva Luana 🌻 (@evalluana) em

Em sua página no Instagram, Eva publicou uma sequência de fotos em que relata tudo o que passou desde os 12 anos, que vai de estupros e agressões físicas a formas de tortura: "As agressões eram verbais, físicas e psicológicas. Entre elas comer muito, em tempo estipulado. Isso aconteceu com uma pizza família, pra comer inteira em 10 minutos. Óbvio que não conseguimos. Também tomar 2 litros de refrigerante nesses 10 minutos... eu levei socos no rosto e ele não me deixava me proteger com a mão. Chutes até cair no chão", escreveu ela. 

Segundo o relato, ela chegou a fazer uma denúncia formal contra o padrasto, mas "o Estado falhou a tal ponto que o meu caso não chegou nem ao Ministério público", e ela precisou retirar a queixa por conta de ameaças do homem. 

Contando em detalhes o que passou, Eva explica que era monitorada 24 horas por dia, que seu celular era checado diariamente e os seus horários, muito rígidos. Além disso, o abuso sexual lhe rendeu uma série de traumas: "Já abortei diversas vezes. Nunca pude ir ao médico pra fazer curetagem. Todas as vezes sangrava e passava mal a noite inteira", diz ela.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

{2} (...) e de 4 ele enfiou as pizzas na minha boca me chamando de animal, eu vomitei e comi meu próprio vômito.  Meu gato comeu um pedaço e lambeu outro, ele me obrigou a comer o que ele havia lambido. Eu apanhei a noite toda e no outro dia eu tinha que fingir que nada havia acontecido. Eu era obrigada a fazer todos os trabalhos da faculdade dele e se eu não fizesse perfeito eu pagava o preço.  Eu também respondia todas as provas da faculdade,  era obrigada a sair mais cedo da minha aula pra responder às provas dele pelo celular. Existiam castigos e punições pra tudo. Até mesmo se eu não pagasse uma conta no banco que estava super lotado, mesmo tendo horários no trabalho ou estágio. Meu celular era vistoriado todos os dias a noite. Ele desinstalava o whatsapp e reinstalava novamente pra poder recuperar as conversas apagadas.  Eu não podia namorar. Eu não podia sair com meus amigos, não tinha vínculo social com ninguém. Todos os vínculos eram vigiados e ele sempre respondia pessoas como se fossem eu. Todas as minhas senhas no celular, redes sociais e Gmail eram monitoradas por ele . Me vigiava na porta da sala da faculdade.  Todos percebiam e me viam chorando. Ele me tratava mal em público. Ele me agredia nos estupros mas depois de um tempo, só utilizou das ameaças contra a minha família. Eu era usada como um lixo. Já abortei diversas vezes. Nunca pude ir ao médico pra fazer curetagem. Todas as vezes sangrava e passava mal a noite inteira. Já vi os bebês inteiros no vaso sanitário.  Eu era chamada de burra, anta, doente, demente todos os dias e era obrigada a repetir isso pra mim mesma. Quando era solicitada pelo trabalho ou convidada pra algo que eu não poderia recusar, era obrigada a mandar print pra ele me permitir ir ou não.  Minha mãe era agredida psicologicamente constantemente também,  não tinha mais voz ativa dentro de casa. Ele arrancou a alma dela também. Ele é um monstro, perdi minha infância e adolescência. Me sentia um lixo por não ter forças pra pedir ajuda e por sentir tanto medo (...)

Uma publicação compartilhada por Eva Luana 🌻 (@evalluana) em

Eva escreve que agora está sob proteção jurídica, e que contou com a ajuda de "um anjo", alguém que se apaixonou por ela e em quem ela pode confiar o suficiente para contar a sua história e pedir por ajuda. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

{3} Minha irmã não tinha amor de um pai. Ela morria de medo dele pois sempre viu ele fazendo essas atrocidades conosco. Ele foi um pai macabro pra ela. Não tínhamos liberdade, respeito e cuidado.  Nosso dinheiro era entregue pra ele sempre.  Não tínhamos autoridade pra poder comprar ou utilizar como queríamos.  Tapas inesperados, gritaria e agressões eram constantes a qualquer momento. Minha mãe apanhou tanto que teve um parto prematuro, meu irmão morreu depois de 6 dias de nascido. Quando ela estava grávida dele levou diversos chutes e joelhadas na barriga.  Ele não queria mais um filho.  Ela pulou um muro pra se salvar, mais de 2 metros de muro com as unhas. Eu passei em várias faculdades mas só pude ficar onde ele autorizou. Eu era vigiada. Meu aniversário foi comemorado no meu estágio e eu não pude estar presente. Dormia sempre na casinha da minha cachorra, local sujo e úmido sem ventilação ou janelas. Lá não tinha luz. Passei várias horas sem comer. Era obrigada a passar a madrugada inteira em pé , durante horas e horas, até amanhecer o dia. Já dormi na rodoviária várias vezes. Obrigada a ir e voltar da faculdade andando. Cruzava a cidade inteira tarde da noite com medo, fome e as vezes na chuva. Quando chegava em casa não podia sentar e tudo iniciava novamente.  Eu já sai pelada na rua de madrugada e ele dizia que era para eu ser estuprada por homens. Ele tirava fotos minhas com o meu celular e enviava pra ele mesmo, pra fingir que era eu, criava conversas nojentas com ele mesmo. Meu celular era monitorado sempre. Eu perdi os amigos e a confiança na justiça.  Minha família era proibida de se aproximar então todos achavam que eu e minha mãe não queríamos contato. Mas na verdade éramos proibidas por ele em tudo que fazíamos.  Eu sinto ânsia,  repulsa e pavor da presença dele. Eu tive tanto medo de morrer, de perder a minha irmã ou minha mãe.  Ele é um monstro obsessivo e possessivo. Nossos gritos foram calados e tem muito mais pra contar que não daria pra escrever aqui. Eu tentei gravar um vídeo,  mas pra mim foi muito mais pesado essa gravação .

Uma publicação compartilhada por Eva Luana 🌻 (@evalluana) em

"Ele buscou ajuda de um outro anjo, que me mostrou que a justiça ainda pode nos salvar. Desde então, todos colaboram como uma cadeia de solidariedade e amor. Estamos em segurança, mas ao mesmo tempo correndo riscos. Medo me define por completo, no entanto, tenho forças pra dizer: Lutei como uma garota e vou continuar lutando por outras garotas. Se algo me acontecer eu não terei dúvidas que tentei sair dessa e lutei essa guerra com todas as minhas forças".

 

Comentar
Armas foram apreendidas · 21/02/2019 - 08h12 | Última atualização em 21/02/2019 - 08h38

Polícia prende quadrilha suspeita de arrombar banco em Castelo do Piauí


Compartilhar Tweet 1



A Secretaria Estadual da Segurança Pública, através do Grupo de Repreensão ao Crime Organizado (Greco), Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, Divisão de Operações Especiais (DOE) e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) prenderam na madrugada desta quinta-feira (21/02) oito suspeitos de arrombar a agência do Bradesco no município de Castelo do Piauí, ação essa registrada na última terça-feira (19).

Segundo o coronel Márcio Oliveira, um dos suspeitos foi morto durante confronto com a polícia. O coronel disse ainda que alguns dos presos seriam de outros estados.

Além das prisões, foram apreendidos materiais utilizados na tentativa de roubo, sendo pelo menos três armas de grosso calibre, revólver, pistola e carregadores. O grupo estava em uma região de mata, próximo ao município de Santa Cruz dos Milagres.

Sobre o crime
Bandidos fortemente armados aterrorizaram o município de Castelo do Piauí na madrugada desta quarta-feira (19/02). Duas viatura da Polícia Militar foram metralhada com dezenas de tiros.

Populares relataram sequência de tiros que teve início por volta de 01h20. Os bandidos estavam fortemente armados e tocaram o terror nas ruas da cidade de Castelo do Piauí. 

Os suspeitos tentavam assaltar a agência do Bradesco do município, mas a ação foi frustrada. As viaturas atingidas estavam em frente ao Batalhão da Polícia Militar. Segundo a polícia, o bando se dividiu em dois grupos.

Na fuga, a quadrilha abandonou dois veículos que teriam sido roubados em Teresina. Foi apreendido ainda pela polícia armamento, munição e coletes. Eles seguiram em direção à cidade de São João da Serra.

 


Fonte: Com informações da Ascom/SSP-PI
Comentar
Aluna relata momento de medo · 21/02/2019 - 07h37

UFMA afasta professor por denúncias de assédio sexual


Compartilhar Tweet 1



A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) afastou o professor de química do Colégio Universitário (Colun). Em uma Portaria, a reitora da UFMA, Nair Portela, determinou o afastamento por 120 dias diante de um processo administrativo que apura várias denúncias de assédio sexual por parte do professor. 

    Foto: Reprodução

Segundo matéria do Enquanto Isso no Maranhão, de acordo com as denúncias de alunos e ex-alunos do Colégio Universitário, o professor costumava assediar alunas, prometendo boas notas em troca de sexo. Os casos teriam ocorrido até 2017, quando cerca de 15 alunas o denunciaram e pediram o afastamento dele.

"Na minha sala, os alunos faziam uma 'barreira' de cadeiras na frente e as meninas sentavam atrás. Qualquer tipo de contato era evitado. A gente ia para a escola com medo e nos dias de aula dele era dia de pânico. Passar por ele no corredor era tortura", contou uma aluna em uma postagem na internet. 

Nas redes sociais, um grupo composto por atuais e ex-alunos do Colun criou um movimento para que o homem não volte a dar aulas no colégio. 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Rose Vane Teixeira Bispo foi presa por crime de tortura, na manhã desta terça-feira (19/02), em Amélia Rodrigues (Salvador/BA), após espancar seu filho de 1 ano e 5 meses e quase asfixiá-lo com um sabonete porque a criança estava chorando. As informações são do Aratu Online. 

A 3ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Santo Amaro) foi acionada por funcionários do Hospital Municipal Pedro Américo quando o bebê deu entrada na unidade com o rosto roxo e uma fissura na testa.

Depois de três horas de depoimento, a mãe da criança confessou que estava sem paciência com o choro do filho.

"Nesse momento, teria começado a espancar o bebê e colocado-o na cama, de onde teria caído depois de apanhar mais da mãe. Na queda, a criança machucou a testa e a boca e passou a chorar mais. Foi aí que Rose pegou um sabonete e colocou na boca do bebê, para acabar com o choro. Inicialmente, ela disse que tinha deixado a filha em casa e que ao retornar, percebeu que ela havia sido espancada e que o agressor tinha colocado um sabonete em sua boca”, explicou o delegado Idelfonso.

Contudo, continuou ele “após longo interrogatório ela resolveu confessa a verdade e o real motivo da tortura. Que a criança estava chorando muito e ela desferiu tapas em seu rosto, e depois colocou o sabonete em sua boca”, relatou. 

O sabonete foi posteriormente encontrado pelos policiais dentro da casa da mulher e com muitas marcas de sangue vindo da garganta da bebê. “Por muito pouco a criança não faleceu, graças ao imediato socorro prestado pela equipe de saúde do hospital”, disse o delegado. 

Comentar
Caso foi registrado no 5º DP · 21/02/2019 - 07h01 | Última atualização em 21/02/2019 - 08h19

Bandidos fazem arrastão em ônibus no bairro São João, zona Leste de Teresina


Compartilhar Tweet 1



Uma ação que já virou rotina na cidade de Teresina. Na tarde desta quarta-feira (20/02), uma dupla armada fez arrastão dentro de um ônibus na região do bairro São João, zona Leste da capital.

A ação se dá sempre da mesma forma, enquanto um fica ameaçando o motorista, o outro vai recolhendo os pertences, como bolsas, celulares e relógios dos passageiros. Tudo isso sempre com o veículo em movimento, para não chamar atenção.

O caso foi registrado no 5º Distrito Policial, responsável pela área onde ocorreu o crime. Até o momento não há pistas da dupla de assaltantes. 

Com esse, já foram registrados dois assaltos neste ano. Em 2018 foram contabilizados cerca de 80 assaltos a ônibus em Teresina.

Comentar
Era terceirizado · 21/02/2019 - 06h16 | Última atualização em 21/02/2019 - 07h15

Homem cai de telhado e morre quando fazia serviço em farmácia na zona Sudeste


Compartilhar Tweet 1



Um homem morreu ao cair do teto de uma farmácia enquanto estava trabalhando no bairro Dirceu na zona Sudeste de Teresina, no fim da tarde dessa quarta-feira (20/02). 

Segundo reportagem do Piauí TV, o homem ainda foi atendido por uma equipe do Serviço De Atendimento Móvel De Urgência (Samu), mas não resistiu e morreu no local. 

A perícia foi feita e após os procedimentos legais, o corpo foi recolhido e levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), onde passará por exame cadavérico para determinar a causa da morte.

Ainda não se sabe se a vítima estaria utilizando Equipamento de Proteção Individual (EPI) enquanto trabalhava no telhado. 

Comentar
Suspeito está preso · 20/02/2019 - 21h30 | Última atualização em 20/02/2019 - 21h38

'Se eu demoro mais, ela não estaria viva', diz zelador que socorreu vítima agredida por 4 horas


Compartilhar Tweet 1



A Polícia Civil ouviu nesta quarta-feira (20/02) um funcionário do condomínio onde Elaine Caparroz foi brutalmente violentada pelo estudante de Direito Vinícius Batista Serra, na Barra da Tijuca. As informações são do G1

O zelador Juciley de Souza Andrade deu seu depoimento e falou detalhes importantes para a investigação. À polícia, o homem disse que se tivesse demorado mais 10 ou 15 minutos a vítima não estaria mais viva. Ele fazia vistorias de rotina no edifício, quando escutou gritos da mulher.

Juciley disse que ele ajudou a salvar a vida da paisagista, e acionou um policial para auxiliá-lo. O zelador ainda conseguiu render Vinícius até a chegada do agente.

Segundo ele, o apartamento estava destruído e o jovem tinha marcas de sangue. A vítima estava inconsciente, entre o banheiro e a sala. O policial ficou chocado com o estado da mulher.

Elaine ainda será ouvida quando receber alta médica do Hospital Casa de Portugal. A família do jovem foi intimada, mas não compareceu à delegacia.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



A proprietária de uma papelaria identificada como Lyzandra Bittencourt de Freitas, foi presa na manhã desta quarta-feira (20/02), pelo crime de receptação em uma residência no bairro João XXIII em Parnaíba. As informações são do Blog do Flávio Cristo.

Ela foi flagrada com uma televisão que foi furtada da residência de uma Policial Civil. A mulher foi presa em flagrante durante o cumprimento de um mandado de busca apreensão pelos agentes do Departamento de Repreensão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), sob o comando do delegado João Rodrigo.

"O furto aconteceu no final do ano de 2018, na casa desta policial. Na época, foram recuperados alguns objetos e agora ficou faltando esta televisão, os dois indivíduos que praticaram o crime já foram presos", informou o delegado.

Lyzandra foi conduzida para Central de Flagrantes de Parnaíba e alegou não saber que o produto era furtado. "Ela disse que comprou a televisão sem saber, pois uma pessoa passou na casa dela vendendo e ela comprou com a intenção de ajudar a pessoa", mencionou o delegado João Rodrigo.

A empresária que é natural de São Luís (MA) e mora no Piauí há um ano e seis meses, foi autuada pelo crime de receptação e pagou fiança no valor de R$ 499.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) vai pedir ao Instituto de Ginecologia e Obstetrícia do Amazonas (Igoam) o afastamento do ginecologista que aparece agredindo uma parturiente em vídeo gravado na Maternidade Balbina Mestrinho, no Centro de Manaus, que viralizou nas redes sociais esta semana. O profissional é cooperado do Igoam e o vídeo, segundo a Susam, foi gravado há nove meses, em 2018. As informações são do Jornal A Crítica.

Nas imagens é possível ver o médico Armando Andrade Araújo batendo com as duas mãos nas virilhas da paciente em trabalho de parto, após familiares da mulher afirmarem que denunciariam as condições de atendimento médico da maternidade à imprensa. Armando foi preso em 2015 acusado de integrar uma quadrilha especializada em cobrar dinheiro para fazer partos, laqueadura e outros procedimentos ginecológicos em maternidades públicas de Manaus.

Por meio de nota, a Susam informou que, apesar de a agressão ter ocorrido no ano passado, tomou conhecimento sobre ela apenas nesta terça-feira (19/02), por meio das redes sociais. “Não há qualquer registro na maternidade ou na Ouvidoria à época de denúncia”, alegou a Secretaria no comunicado.

Um processo administrativo para apurar denúncia de negligência contra o médico em outro caso já tramita na Susam.

“A Susam não está de acordo com o tipo de conduta praticada pelo médico. Por este motivo, o vice-governador e secretário de estado de Saúde, Carlos Almeida, irá solicitar à direção do Instituto de Ginecologia e Obstetrícia do Amazonas (Igoam), empresa ao qual o profissional é cooperado, o seu afastamento. E também reiterar pedido de providências ao Conselho Regional de Medicina (CRM)”, afirma a pasta.

Procurado pela reportagem, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Amazonas (Cremam) afirmou também em nota que quando toma conhecimento de algum ato médico citado pela imprensa, abre uma “Sindicância ex officio”. O procedimento inclui, entre outras etapas, a análise do prontuário médico para averiguação se houve ou não um “ilícito ético”.

“Se houver alguma infração ao Código de Ética Médica será aberto um Processo Ético Profissional, que consta de: Instrução, Relatoria, Revisão e Julgamento, com ampla defesa do denunciado. Da sentença prolatada cabe Recurso, caso haja interesse do denunciante ou denunciado, ao Conselho Federal de Medicina, que irá reanalisar em segunda instância, podendo ou não mudar a sentença deste Regional”, explicou o Cremam.

Comentar
Briga em posto · 20/02/2019 - 15h51 | Última atualização em 20/02/2019 - 16h21

Blogueira irmã de jovem que arrancou lábio de mulher é ex de Eduardo Costa


Compartilhar Tweet 1



    Reprodução/Instagram

Uma discussão envolvendo uma blogueira acabou em briga e lesão corporal grave, em Manaus (AM). O bate-boca entre duas mulheres começou em um bar e terminou com agressão física em um posto de combustíveis. A amazonense Camila Pavanelly, que possui quase 47 mil seguidores no Instagram, é sua irmã Samara, são suspeitas de cometer a violência, mesmo negando. Ela é ex-namorada do cantor Eduardo Costa e teria fugido para Fortaleza após a confusão. As informações são do MCeará.

Angélica Araújo, a jovem agredida, teve quase todo o lábio inferior arrancado pela blogueira, de acordo com denúncias. Ela ficou com os dentes à mostra. Algumas postagens na web dão conta de que Camila seguiu a mulher para iniciar uma agressão física. A ruiva usou sua rede social para falar sobre o assunto, mas se limitou dizendo apenas que a história tem duas versões. Já Angélica passou por uma intervenção cirúrgica.

“A paciente perdeu de 70% a 80% do lábio inferior, por mordedura humana”, disse o médico Gustavo Cabrera, especialista em microcirurgia reparadora. O médico transplantou um músculo chamado músculo grácil, da face interna da coxa no lábio da mulher.”

“A gente o leva com uma artéria e uma veia e vai junto um nervo. O nervo tem que uni-lo com um ramo do nervo mandibular, para poder manter movimento e continência oral. Ou seja, para que quando a paciente for se alimentar não fique babando. Parte do nosso lábio é um músculo. Esse segmento de músculo a gente transplantou para fazer esse neo lábio. A gente conecta tudo com auxílio do microscópio cirúrgico e um fio para microcirurgia muito fino, muito específico”, acrescentou.

A cirurgia reparadora iniciou às 12h30 de segunda-feira (18/02) e terminou somente às 17h39.

Na quinta-feira (14/02), mesma noite que ocorreu a confusão, Camila pegou um avião e fugiu para Fortaleza. Camila Pavanelly é conhecida por usar o bordão: “Sabe onde eu tô? Eu tô nem aí”. Além de ser figura carimbada nas baladas amazonenses. Ela bloqueou os comentários em seu perfil no Instagram.

Comentar
Ficou na mira de revólver · 20/02/2019 - 15h32 | Última atualização em 20/02/2019 - 17h36

Caminhoneiro é rendido na PI-140 por dupla armada e tem R$ 1.200 levados


Compartilhar Tweet 1



Um caminhoneiro, identificado apenas como Thiago, conduzia um caminhão da cidade de Goiânia, no estado do Goiás, com destino ao Ceará, quando foi assaltado na rodovia PI-140 que passa por Floriano.

Em entrevista ao Portal Floriano News, o caminhoneiro relatou que por volta das 9h desta quarta-feira (20), trafegava pela rodovia PI-140, na zona rural do município, quando foi abordado por dois indivíduos armados em uma motocicleta que anunciaram o assalto.

“Emparelharam a moto e anunciaram o assalto, eram dois homens. Eles gritaram para parar o veículo. Aí eu encostei quando vi a arma de fogo, eles já me abordaram, me levaram para o canto do caminhão e um ficou com a arma na minha cabeça. Me colocaram para ajoelhar no chão e perguntaram se eu tinha dinheiro”, relatou o motorista ainda assustado.

Após revirar o caminhão os criminosos ameaçaram atirar no caminhoneiro e empreenderam fuga levando cerca de R$ 1.200. O motorista seguiu até a balança de pesagem, localizada na PI-140, onde recebeu assistência de um policial militar.

Em seguida, a vítima se dirigiu até a Delegacia Regional de Floriano, onde foi feito o registro do Boletim de Ocorrência.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Campo Maior, Múccio Miguel Meira indeferiu o pedido feito por advogado para a revogação da prisão preventiva de Breno Ramos Leite Brito. Ele é suspeito de atirar na namorada na saída de uma festa em Campo Maior, crime ocorrido na madrugada do dia 20 de janeiro deste ano. As informações são do Portal Campo Maior em Foco.

Segundo a decisão, a defesa pede a revogação da prisão alegando a inexistência de motivos para manter o suspeito preso. O juiz aceitou a argumentação do Ministério Público que afirma a manutenção da prisão ser necessária para garantir a ordem pública.

Na decisão, o juiz Múccio Miguel Meira diz que a liberdade do suspeito, poderá, tendo em vista o modus operandi e a gravidade do delito praticado por ele, causar risco à vida da vítima.

Breno está atualmente preso na Penitenciária Regional de Campo Maior.

Comentar
Ação na cidade de Sobral · 20/02/2019 - 14h10 | Última atualização em 20/02/2019 - 14h11

Membro do Comando Vermelho, suspeito de diversos roubos no Piauí, é preso no CE


Compartilhar Tweet 1



Uma ação integrada realizada nessa segunda-feira (18/02), entre a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), a Delegacia Regional de Sobral (CE) e a Unidade Tático Operacional (UTO) da Polícia Civil do Estado do Ceará resultou na prisão de três pessoas, entre elas um homem foragido da Justiça de Tianguá (CE) e de Cocal. Segundo as investigações do Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa e do Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas da Delegacia Regional de Sobral, o suspeito é um dos lideres da facção criminosa Comando Vermelho na cidade de Sobral. 

    Reprodução/Blog do Coveiro

Além do cumprimento dos mandados de prisão, as equipes policiais apreenderam uma metralhadora .40, um fuzil 762, duas pistolas 9 mm, todas de uso restrito, além de munições e entorpecentes. A ação policial aconteceu de forma simultânea nos municípios de Caucaia e Sobral, respectivamente. Todo o trabalho policial foi apresentado, nesta terça-feira (19/02), no auditório do Complexo de Delegacias Especializadas (Code), em Fortaleza. 

    Reprodução/Blog do Coveiro/SSP-CE

De acordo com Harley Filho, titular da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), o alvo principal da operação era Francisco Wagner Xavier Mouta, de 40 anos, mais conhecido como 'Amazonas' ou 'Waguel', que foi localizado em uma casa de praia no Icaraí, em Caucaia. 

Contra Wagner Xavier havia dois mandados de prisão em aberto, sendo um do município de Tianguá, no Ceará, e outro de Cocal, no Piauí. Pesa ainda sobre ele quatro procedimentos por homicídio instaurados pelas delegacias regionais de Sobral e Tianguá, e uma série de roubos e furtos em que ele é apontado como o mandante na cidade piauiense.  

    Reprodução/Blog do Coveiro/SSP-CE

Ao ser abordado, o homem apresentou uma documentação falsa e no interior do imóvel a polícia localizou duas pistolas 9mm municiadas, aproximadamente R$ 2 mil em espécie, substância análoga a maconha, duas balanças de precisão, e no painel de uma Mitsubishi Pajero, foram encontrados um total de 13 kg de crack e pasta de óleo para fabricação da droga. Além disso, o acusado indicou um sítio na cidade de Sobral, onde estavam enterrados uma metralhadora .40, um fuzil 762, 54 munições de calibres .40, 45 e 38, além de quatro carregadores. Waguel disse que o material vinha de Manaus, capital do Amazonas.

    Reprodução/Blog do Coveiro/SSP-CE

O homem alegou, durante depoimento, que o papel dele dentro da facção criminosa era repassar a droga para outras pessoas encarregadas de comercializar a substância no mercado. Além disso, ele confessou que foi condenado a cerca de 14 anos de prisão em Amazonas, por assassinato. O homem foi autuado pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, uso de documento falso, receptação e organização criminosa.

    Reprodução/Blog do Coveiro/SSP-CE

Além de Wagner Xavier, a operação resultou na captura de mais duas pessoas, também em Caucaia. O primeiro foi identificado como Aloísio da Silva Sousa, de 45 anos, mais conhecido como 'Neguim do Frango'. Ele é apontado como braço direito de 'Amazonas'. A segunda pessoa foi Arlinda de Melo Xavier, de 33 anos, que é prima de Wagner. Os levantamentos da polícia apontam que o casal colaborava com o tráfico de entorpecentes na região de Sobral. 

    Reprodução/Blog do Coveiro/SSP-CE

Aloísio já tinha passagem pela Polícia por crimes contra a administração pública, tráfico e associação para o tráfico de drogas, tentativa de roubo, receptação, homicídio, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, desobediência, e associação criminosa. Ele foi autuado em flagrante por tráfico e associação, posse ilegal de arma de fogo de uso restrito, receptação e organização criminosa.

Já Arlinda respondia por tráfico e associação para o tráfico de drogas, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e receptação. Ela foi autuada por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.

As investigações sobre a atuação do trio em Sobral ficará a cargo da Delegacia Regional do Município.


Fonte: Com informações da SSP-CE e Blog do Coveiro
Comentar
Agrediu amigos da vítima · 20/02/2019 - 10h42 | Última atualização em 20/02/2019 - 10h58

Jovem dá mordida e arranca lábio de funcionária pública durante briga


Compartilhar Tweet 1



Uma funcionária pública de 35 anos teve parte dos lábios arrancados após ser mordida por uma jovem de 19 anos. A agressora foi identificada como Samara da Silva Pinheiro, que já prestou depoimento na Polícia Civil e confessou o crime. A informação foi repassada pela delegada Alyne Lima, titular do 16º Distrito Integrado de Polícia, que será a responsável pela investigação do caso. As informações são do site A Crítica

A agressão iniciou no estacionamento de um bar e restaurante, na avenida Ephigênio Sales e terminou em um posto de combustíveis, na avenida André Araújo, Aleixo, na zona Centro-Sul, na madrugada de sexta-feira (15/02), por volta das 2h, conforme consta no Boletim de Ocorrência. O caso foi divulgado apenas nesta terça-feira (19/02). A publicitária Ana Rosa Cardoso, 35, que também foi agredida por Samara conversou com a reportagem do Portal A Crítica e deu detalhes da ocorrência.

De acordo com ela, ao sair do estabelecimento e se dirigir até seu carro na companhia da amiga e de outro amigo, um homem desconhecido se aproximou e questionou o trio sobre uma suposta fofoca que estava fazendo sobre Samara.  “Esse homem abordou meu amigo e perguntou sobre o que falávamos da mulher dele. Eu me meti e disse que não falamos nada, que nem conhecíamos ela e nem ele. Então ele disse que nós chamamos ela de p****, então de repente essa mulher saiu de um veículo e me empurrou, eu revidei o empurrão e ela me deu um tapa que eu caí”, explicou.

Ainda segundo a publicitária, ao se levantar chamou a polícia. “Eu falei pra ela que não podia bater e ficar por isso mesmo, eu chamei a polícia, os seguranças vieram e apartaram a confusão, e então eles entraram no carro e foram embora”, concluiu. Ana Rosa contou ainda que junto com a amiga e o amigo seguiram depois da confusão para um posto de gasolina, na avenida André Araújo.

“A minha amiga disse que queria fumar então paramos no posto e, lá, a minha amiga viu essa moça de novo e foi tirar satisfação com ela, perguntar o porquê da agressão e quando eu vi elas já estavam brigando. Essa moça que nunca vi na vida pegou minha amiga pelos cabelos e a jogou no chão. Fui separar as duas e depois vi que havia muito sangue no rosto dela, quando chegamos no hospital que vimos a gravidade do ferimento. Como é que uma pessoa faz isso com a outra?”, disse ela.

A vítima foi conduzida para o HPS 28 de Agosto, onde passou por cirurgia de reconstrução labial. Segundo a amiga, as medidas cabíveis em relação à agressão serão acompanhadas por um advogado.

Versão da autora

A autora da mordida já se apresentou na polícia e prestou o primeiro interrogatório sobre o fato. De acordo com a delegada Alyne Lima, titular do 16º DIP, Samara confirmou a versão apresentada pela vítima e a amiga, dizendo que a confusão teria iniciado no estacionamento do bar e restaurante e estendido até o posto de gasolina. Segundo a delegada, a agressora contou que no estacionamento a vítima a xingou, o que motivou a discussão e posteriormente agressão.

“A agressora contou que teve xingamentos, agressões verbais por parte da vítima e que houve a discussão no estacionamento, que posteriormente eles se encontraram no posto e, segundo a agressora, a vítima avançou nela e a agressão iniciou. A Samara confessa que mordeu, mas alegou que não sabia que havia sido tão grave”, explicou a delegada, esclarecendo que a unidade policial tem o prazo de 30 dias para concluir o inquérito policial sobre o fato.

Segundo a titular do 16º DIP, Samara foi ouvida em termo de interrogatório e que possivelmente poderá ser indiciada por lesão corporal grave, podendo pegar de 1 a 5 anos de reclusão. A delegada revelou ainda que o crime pode ser mudado para lesão corporal gravíssima. “Tenho 30 dias para concluir e possivelmente ela será indiciada por lesão corporal grave, mas dependo do laudo do hospital porque pode haver uma mudança, dependendo do resultado, até para gravíssima”, esclareceu.

Irmã se pronuncia

A irmã de Samara, a blogueira Camilla da Silva saiu em defesa da irmã em sua rede social. “Eu estava lá, tentei separar a discussão, pensei que estava tudo bem, mas quando chego em casa minha irmã me liga, falando que tinham pegado ela, duas moças e um rapaz, bateram os três nela, e contra três ela deu a mordida, sem saber da intensidade”, escreveu em seu post.

Comentar
Com espingarda e simulacro · 20/02/2019 - 08h54 | Última atualização em 20/02/2019 - 16h52

Trio suspeito de realizar assaltos na rodovia PI-459 é preso pela PM


Compartilhar Tweet 1



Nessa terça-feira (19/02), a Força Tática e o GPM de Queimada Nova/PI, efetuaram as prisões de três suspeitos de participarem assaltos que vinham acontecendo na PI-459.

Após várias diligências com o intuito de coibir e capturar os suspeitos que vinham aterrorizando os condutores de veículos que trafegavam naquela rodovia, as equipes policiais obtiveram êxito.

Segundo informações do Portal FN Notícias, com os suspeitos a polícia apreendeu material utilizado para a prática dos delitos, uma espingarda artesanal calibre 12, motocicleta utilizada para fuga e um simulacro de arma de fogo.

O trio foi conduzido para a Delegacia Regional da Policial Civil em Paulistana-PI para que fossem tomadas as medidas cabíveis.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Um caso de agressão chocou o estado do Acre, na última semana. Uma mulher teve as partes íntimas queimadas com água fervendo pelo ex-companheiro, após o mesmo não aceitar o fim do casamento de três anos. As informações são do G1.

O caso aconteceu no último dia 12, mas só foi divulgado nesta terça-feira (19/02). A vítima, Agerlânia Miranda de 25 anos, sofreu queimaduras de terceiro grau durante uma discussão com Jessé Nogueira. O fato ocorreu na cidade de Sena Madureira (AC) após a vítima chegar em casa do trabalho.

Segundo a mulher, ela havia dito ao ex-companheiro que iria terminar o casamento porque apenas ela arcava com as despesas da casa, onde moravam eles dois e mais três filhas, uma de 12, nove e dois anos.

Ao ouvir a mulher, o suspeito disse que ela o pagaria se fizesse isso. A mulher saiu para trabalhar de manhã, mas dormiu na casa de um amigo com medo das ameaças.

As filhas ligaram no dia seguinte, comunicando que a o homem tinha saído com a mais nova nos braços, foi então que a mulher resolveu voltar para a residência.

No local, ela encontrou as garotas e o ex-marido. Eles começaram uma discussão e Jessé tomou uma leiteira que fervia água no fogão e atirou nas pernas da ex-esposa.

Ela está internada no Hospital de Urgência e Emergêncai de Rio Branco (Huerb) e não tem previsão de alta. O homem se apresentou à Delegacia e disse que fervia a água para atirar no formigueiro, mas acabou usando contra a ex-esposa poror acidente na briga. Ele foi autuado por lesão corporal e responde em liberdade. A Polícia nvestiga o caso.

Comentar
Tentativa de feminicídio · 20/02/2019 - 08h01 | Última atualização em 20/02/2019 - 16h44

Suspeito de tentar matar a cunhada é detido pela polícia civil em Simões-PI


Compartilhar Tweet 1



Agentes da Delegacia Regional de Polícia Civil de Simões efetuaram a prisão de um homem, identificado por José da Silva Nonato, na tarde desta terça-feira (19/02). As informações são do Cidades na Net.

A prisão aconteceu no povoado Cabaceiras, zona rural do município de Caridade do Piauí. O suspeito, ao avistar a chegada da viatura, adentrou na mata fechada correndo, mas foi cercado pelos policiais e capturado.

José da Silva Nonato era procurado pela polícia, pois contra ele havia um mandado de prisão preventiva, expedido pela Justiça da Comarca de Simões no dia 6 de setembro de 2018. Ele é suspeito de tentativa de feminicídio contra a sua cunhada, Maria do Carmo de Jesus Souza. 'Nascimento' efetuou vários disparos de arma de fogo acreditando que essa se tratava da sua ex-companheira.

Por todo o tempo em que permaneceu livre depois do crime, ele causava medo nos moradores do povoado Cabaceiras, se autodefinindo como o dono do local e que nenhuma polícia pegaria ele. O homem, inclusive, já havia conseguido fugir da polícia por várias vezes. Sempre que avistava um veículo no povoado, o mesmo corria para a mata.

Comentar
No município de Picos-PI · 19/02/2019 - 17h04

Polícia prende travesti suspeita de abuso sexual contra três menores


Compartilhar Tweet 1



Uma travesti foi presa nessa segunda-feira (18/02), suspeita de ter estuprado pelo menos três menores na cidade de Picos. A prisão foi realizada pela 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil no bairro São Vicente. As informações são do site Folha Atual. 

A suspeita teve a prisão preventiva decretada mediante representação da Delegacia da Menor Vítima (Delegacia da Mulher), bem como ainda foi expedido um Mandado de Busca e Apreensão, realizado na residência da suspeita.

A delegada da Mulher, Laura Regina Carneiro, explicou que a suspeita foi presa após registro do Boletim de Ocorrência feito pela mãe de uma das vítimas, um adolescente do sexo masculino, de 12 anos. A partir do B.O. deu-se início às investigações.

“Foi registrado um Boletim de Ocorrência pela genitora de um adolescente pelo crime de estupro de vulnerável. O Boletim deu início as investigações e até o momento já têm duas outras possíveis vítimas. Acreditamos que possa, no decorrer das investigações, surgir novas vítimas”, afirmou a delegada.

Laura Regina Carneiro destacou ainda que as possíveis vítimas foram submetidas a exames de conjunção carnal.

A suspeita que não teve a identidade revelada pela Polícia encontra-se presa na Delegacia Regional e deverá ser encaminhada para a Penitenciária José de Deus Barros. 

Comentar
Levado para a delegacia · 19/02/2019 - 15h54 | Última atualização em 19/02/2019 - 17h58

Suspeito de tentativa de feminicídio é detido pela polícia em ônibus no litoral do Piauí


Compartilhar Tweet 1



A Polícia Civil do Estado do Piauí, por intermédio da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), Núcleo de Inteligência da Planície Litorânea e Delegacia de combate a Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio de Parnaíba - DHTL, sob a coordenação da Delegada Fernanda Íris e do Delegado Eduardo Ferreira, com apoio da Polícia Rodoviária Federal – PRF, cumpriram mandado e prenderam preventivamente um homem suspeito de crime de tentativa de feminicídio na cidade de Parnaíba.

Segundo a polícia, contra o suspeito existe uma tentativa de feminicídio contra sua então esposa à época, fato ocorrido no Bairro João XXIII, no dia 26 de novembro de 2018. Segundo as investigações, o suspeito desferiu várias facadas contra a vítima após uma discussão. A vítima foi socorrida em estado grave pelo SAMU e depois encaminhada para o Hospital Dirceu Arcoverde – HEDA.

Após o crime, o suspeito fugiu para o estado do Pará, onde Policiais Civis chegaram a efetuar buscas para tentar localizá-lo, não logrando êxito. O suspeito então decidiu retornar para Parnaíba nesta segunda-feira (18), quando os agentes, após criteriosa investigação, descobriram o ônibus em que o mesmo chegaria em Parnaíba e montaram barreira com o apoio da Polícia Rodoviária Federal – PRF para interceptá-lo no trajeto.

Após a prisão, o suspeito foi encaminhado à delegacia para os procedimentos cabíveis.


Fonte: Com informações do Portal do Catita
Comentar
Motorista foi localizado · 19/02/2019 - 15h02

PI: vítima de acidente entre moto e caminhão tem a perna amputada


Compartilhar Tweet 1



Um jovem teve a perna amputada nesta segunda-feira (18/02) após sofrer um grave acidente no município de Gervásio Oliveira no Piauí. O homem estava em uma moto que acabou colidindo com um caminhão. Com informações do WD Notícias. 

    Foto: Reprodução/ Arquivo Pessoal

Segundo informações do comando da Companhia Militar, o GPM informou que na sede do município aconteceu um acidente gravíssimo, envolvendo um caminhão e uma moto tendo como vitima Diogo da Silva Ribeiro.

O rapaz foi colhido por um conduzido por José dos Santos Alencar. Segundo informações da polícia, após a colisão o veículo passou por cima da perna de Diogo da Silva que estava na moto. A policia imediatamente, através do GPM, tomou providencias para a localizar o motorista.

A vitima foi transferida para Teresina e o condutor da moto precisou passar pelo procedimento de amputação da perna, por conta do acidente. 

Comentar
Cela teve grade afastada · 19/02/2019 - 14h48 | Última atualização em 19/02/2019 - 14h52

Dois detentos fogem pulando o muro de unidade prisional na cidade de Parnaíba


Compartilhar Tweet 1



Na madrugada desta terça-feira (19/02) dois internos fugiram da penitenciária Mista de Parnaíba pulando o muro.

A Secretaria de Justiça informou que a fuga ocorreu por volta de 1h da madrugada. Ainda segundo a secretaria, os dois internos desobstruíram a grade da cela, por onde passaram e depois pularam o muro da unidade.

A Polícia Civil e a Polícia Militar foram acionadas para tentar recapturar os fugitivos, mas até o momento eles não foram encontrados.

Comentar
Carro e dinheiro foram levados · 19/02/2019 - 14h10

Piauí: bandidos fazem assalto a posto e deixam frentista e cliente trancados


Compartilhar Tweet 1



Um ação criminosa foi registrada na madruga desta terça-feira (19/02) em um posto de combustíveis na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí. As informações são do Portal do Águia.

Um veículo foi tomado de assalto por volta das 2h, no Posto Ipiranga que fica no cruzamento da BR-343 com a Avenida 19 de Outubro. O condutor do automóvel abastecia o carro no momento do roubo.

Câmeras de segurança conseguiram registrar toda a ação. Eram dois suspeitos, armados de revólver, renderam o frentista e levaram o dinheiro arrecadado e alguns objetos do estabelecimento.

Os criminosos usaram de muita violência. Depois de tomar o veículo, antes de empreenderem fuga, ainda prenderam o condutor do carro e o frentista dentro das dependências do posto.

 

    Portal do Águia
    Portal do Águia
    Portal do Águia
    Portal do Águia

 

Comentar
Vítima tem 13 anos · 19/02/2019 - 13h31

Homem que estuprou e engravidou adolescente é preso no MA


Compartilhar Tweet 1



A Polícia Civil do Estado do Maranhão, deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva, expedido contra Rodrigo Ferreira da Silva, pela suspeita de ter cometido o crime de estupro de vulnerável, contra uma menor de 13 anos. As informações são do Blog do Gilberto Lima. 

Após ofício oriundo do Conselho Tutelar de Carolina, a polícia tomou conhecimento de que Rodrigo Silva teria engravidado a adolescente, o que foi confirmado através de outros elementos informativos constantes nos autos.

Além disso, constatou-se que, mesmo ciente da ilicitude de seu comportamento, o investigado permaneceu mantendo relações sexuais regulares com a adolescente.

O delegado, diante da comprovação do crime, representou pela decretação da prisão preventiva, deferido pelo Poder Judiciário.

O preso foi encaminhado para a Unidade Prisional de Carolina, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Polícia Civil do Estado do Piauí, por intermédio da Delegacia de combate a Homicídios/Tráfico de Drogas/Latrocínio de Parnaíba - DHTL, e Núcleo de Inteligência da Planície Litorânea, sob a coordenação dos Delegados Eduardo Ferreira e Igor Gadelha, deram cumprimento nesta segunda-feira (18), a mandado de prisão preventiva e busca e apreensão contra homem suspeito de planejar assalto que terminou com a vítima baleada no rosto. 

Segundo as investigações da polícia, ele teria fornecido arma de fogo e motocicleta para menores de idade realizarem um assalto ocorrido no dia 20 de novembro de 2018, no bairro São Vicente de Paula, ocasião em que a vítima e proprietário da loja, alvo da ação, levou um tiro no rosto.

Durante o cumprimento do mandado foi encontrado um revólver calibre 38, com numeração raspada e municiado. Uma porção de substância análoga à maconha também foi apreendida.

O suspeito foi conduzido para a Central de Flagrantes de Parnaíba, onde foi autuado pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e porte de drogas para consumo pessoal.


Fonte: Com informações do Portal do Catita
Comentar

Compartilhar Tweet 1



A Polícia Civil descobriu que Vinicius Batista Serra, 27 anos, acusado de ter espancado a paisagista Elaine Perez Caparros, 55 anos, no apartamento dela, na Barra da Tijuca, no último fim de semana por 4 horas, tem um registro de agressão contra o próprio irmão, que é deficiente físico. O registro foi feito pelo próprio pai do agressor, no dia 8 de fevereiro de 2016.

O pai contou à polícia que naquela madrugada, por volta das 2h30, acordou com gritos vindos do quarto dos filhos. Ao abrir a porta, encontrou Vinicius desferindo golpes de jiu-jitsu contra o irmão. Ao tentar apartar, o pai também foi agredido com um soco no rosto, desferido por Vinicius. Ontem à tarde, a Justiça decretou a prisão preventiva dele.

O motivo da agressão, contado pelo pai na polícia, foi o sumiço de R$ 1,2 mil que teriam desaparecido do quarto e o agressor acusou o irmão. O dinheiro estava numa caixa que a mãe tinha retirado do quarto e que depois apareceu. O caso não prosseguiu, porque o pai, tempos depois, retirou a queixa contra o filho na Justiça. 

Desabafo

A campeã de jiu-jitsu Kyra Gracie se manifestou nas redes sociais contra a agressão sofrida pela ex-cunhada Elaine, mãe de seu sobrinho, Rayron Gracie, lutador de artes marciais mista (MMA) que mora nos Estados Unidos e que está vindo para o Brasil para acompanhar a mãe. Elaine foi casada com Ryan Gracie, já falecido, tio de Kyra. O agressor Vinicius Batista Serra, 27 anos, foi preso quando tentava deixar o condomínio da vítima, na Barra da Tijuca. Ele estava com a camisa manchada de sangue.

Kyra desabafou sobre os golpes desferidos contra Elaine. O espancamento durou cerca de 4 horas e só terminou quando um vizinho ligou para o zelador, narrando que a moradora estava gritando por socorro e ele tomasse uma providência. “Com uma dor no coração venho falar com vocês sobre esse episódio de tentativa de homicídio. A gente nunca acha que pode chegar tão perto de nós. É uma sensação horrível, de aperto no peito, mãos atadas”, escreveu a lutadora.

Vinicius Batista Serra é estudante de Direito, mora no Leme, bairro da zona sul carioca. É faixa roxa de jiu-jitsu. “Ele agrediu brutalmente a mãe do meu sobrinho de maneira premeditada e tentou o feminicídio. Um monstro! Que a justiça seja feita e a pena para esse crime tão grotesco seja dura! A sociedade e a justiça não podem mais permitir que psicopatas como esse permaneçam impunes e em convívio com a sociedade”, acresecntou Kyra.

Internação

O gerente de Comunicação e Marketing da Casa de Portugal, Luciano Fuzer, onde Elaine está internada, disse que a vítima deixou o Centro de Tratamento Intensivo (CTI)e foi para um quarto. “Ela está com o rosto ainda muito inchado. Está falando e reagindo bem. É muito forte. No momento não há indicação cirúrgica. Mais para frente ela será submetida a uma cirurgia reparadora, no campo da estética”.

Elaine sofreu fratura do nariz, nos ossos perto dos olhos e levou quase 40 pontos dentro da boca, além de ter perdido um dente da frente. A tomografia na qual foi submetida não apontou danos neurológicos.

Primeiro encontro

A empresária contou ao irmão, Rogério Perez Caparroz, que conheceu Vinícius em uma rede social e vinha conversando com ele há oito meses. No último sábado (16), resolveram se encontrar pela primeira vez. Como foi ficando tarde, Vinícius pediu para dormir no apartamento da empresária.

De madrugada, Elaine acordou sendo agredida violentamente e a sessão de tortura durou cerca de 4 horas, ainda segundo o relato dado pelo irmão da vítima. À polícia, o agressor disse que tomou vinho e acordou de madrugada em surto. O caso está sendo investigado.


Fonte: Agência Brasil
Comentar