Piauí -

Quem é Chico Lucas?

Quem é Chico Lucas? 

Um cara de sorte e abençoado. É assim que Chico Lucas se considera. Seus pais, um pequeno comerciante do interior e sua mãe professora da rede municipal de ensino do Prefeitura de Teresina, criaram os dois filhos entre uma cidade e outra no Piauí e Maranhão, sempre tentando se adequar à conjuntura econômica, pois o comércio não estava bom no final dos anos 1980. Mas esse cara vivedor e a professora sabiam muito bem o valor que uma boa educação representava para os filhos e cuidaram disso desde cedo oferecendo o melhor que podiam.

Foto: ReproduçãoQuem é Chico Lucas?

Já morando com a família no bairro Saci, em Teresina, Chico Lucas estudava em uma escola particular com bolsa. Talvez essa tenha sido sua primeira jogada de “sorte”. –Eu soube que esta é a melhor escola de Teresina e que é difícil, então quero estudar aqui. Mas não tenho dinheiro pra pagar. Foi assim que Chico Lucas, aos 14 anos e por iniciativa própria, abordou o professor Marcílio, diretor do Instituto Dom Barreto – IDB. Conseguiu a bolsa e lá ficou até concluir o Ensino Médio.

Atuar com excelência e não se conformar em ficar na média. Esse foi o ensinamento que ficou dos tempos de IDB. Ainda no segundo ano do Ensino Médio, como “teste”, Chico Lucas obteve aprovação para Medicina na UESPI, aos 16 anos. Ao concluir o terceiro ano, conseguiu aprovação para Direito na UFPI e para policial rodoviário federal aos 19 anos. Na PRF ficou até 2009, fazendo malabarismo com a escala de trabalho para fazer o curso de Direito.

Pelo visto a “sorte” continuava o acompanhando, pois aos 25 anos, aprovado em concurso, tornou-se o mais jovem Procurador do Estado do Piauí. Liderança destacada, logo tornou-se presidente da Associação dos Procuradores do Estado. Enfrentando um forte grupo de advogados, aos 31 anos surpreendeu o meio jurídico elegendo-se presidente da OAB-PI. Sempre atuando para manter-se bem acima da média, trabalhou pela implantação do Judiciário em dois turnos como forma de ampliar o atendimento ao público.

Chico Lucas avalia o período na OAB-PI como seu tempo nos salões, em que mediou interesses da categoria dos advogados e da sociedade, lidando com as autoridades do meio jurídico. Esse aprendizado, como define, lhe serviria de base para a próxima missão, a de maior alcance social de sua carreira, até agora.

Convidado para dirigir o Instituto de Terras do Piauí - INTERPI, encontrou um órgão burocrático, de atuação lenta e engessada diante de uma questão secular que parecia sem solução: centenas de milhares de proprietários de terra sem os títulos de posse. Um problema nacional origem de graves conflitos de terra, muitos com extrema violência e mortes.

Desta vez, a sorte estava ao lado das comunidades tradicionais quilombolas, indígenas, assentamentos, quebradeiras de côco e outras. Aquele tempo dos salões de Chico Lucas muito ajudou no maior processo de legalização de terras do Piauí, entregando às comunidades, algumas seculares, finalmente o título de posse.

Chico Lucas conseguiu alcançar importantes metas antes do planejado. Poderíamos concordar que foi tudo sorte. Porém, com um mínimo de convivência, logo chegamos à conclusão de que a história não é bem assim. Seu próximo golpe de sorte está lançado com o convite para umas das mais complicadas secretarias do governo do Estado, a Segurança.

Fonte: Quem é?, Chico Lucas, Piauí

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco