Apresenta propostas · 23/06/2022 - 08h27

Rafael e Wellington defendem fortalecimento do SUS e políticas de financiamento


Compartilhar Tweet 1



Os pré-candidatos a governador, Rafael Fonteles (PT), e a senador, Wellington Dias (PT), participaram na noite da última quarta-feira (22/06) da Plenária em Defesa do SUS, organizada por gestores, especialistas e profissionais da área da saúde. O evento foi realizado no auditório da Tupperware, localizado no Centro de Teresina.  

A plenária enfatizou a importância do Sistema Único de Saúde e discutiu políticas públicas e iniciativas para o fortalecimento do programa. “Fiquei muito emocionado ao participar da Plenária em Defesa do SUS, com profissionais de saúde comprometidos, que dão a vida, o trabalho, o suor e toda dedicação para salvar outras vidas, que promoverem a saúde e o bem-estar da população", disse Rafael Fonteles. "Assumimos um compromisso em defesa do SUS, apresentamos o nosso programa de governo, com os principais pontos, que ainda está em construção, recebemos inclusive uma carta, feita por vários profissionais de saúde, com outras propostas”. 

Ele também frisou que o encontro foi uma oportunidade para reafirmar essa importante política pública, que talvez seja a mais inclusiva de todas, que é o Sistema Único de Saúde (SUS). E ainda acrescentou que um dos principais desafios da área da saúde hoje é o financiamento do SUS, destacando que esta deve ser uma preocupação de qualquer governo que for eleito.

“O SUS é uma bandeira de luta do Time do Povo, do time da ciência, da vida, da vacina. Não é à toa que o Piauí é o primeiro lugar em vacinação contra a Covid-19 do Brasil, mérito de todos esses profissionais, de toda a sociedade, que abraçou as orientações da Secretaria de Saúde e do então governador Wellington Dias, nesse momento tão desafiador para todas as famílias piauienses, brasileiras e do mundo inteiro, que foi a pandemia da Covid-19. Vamos defender o SUS todos os dias. Viva o SUS!”, enfatizou Rafael.        

O pré-candidato a senador, Wellington Dias, ainda acrescentou que são muitos os desafios a serem vencidos nessa área da saúde, sendo um dos essenciais garantir o reajuste na tabela do SUS, a fim de que o sistema tenha condições de atendimento e eficiência.

 “E para isso, é claro, tem que garantir fonte de financiamento. Lá atrás, quando tiraram a CPMF e não se colocou nada no lugar, ficou um buraco. E isso leva a situações como essa crise agora: a crise na área de hospitais do câncer, na área cardiológica, filas no SUS, em laboratórios, por conta dessa distorção. Hoje, uma consulta na tabela SUS, por exemplo, custa R$ 10,00. Isso tem que ter uma solução porque é um problema relacionado com a vida”, enfatizou o pré-candidato a senador do PT, Wellington Dias.   

Durante o evento, Rafael e Wellington Dias receberam o título do “Zé Gotinha” pelo Piauí ser o primeiro lugar em vacinação contra Covid-19 no país. Eles também entregaram uma placa em homenagem à dedicação de todos os profissionais de saúde do Piauí na pandemia. 

Principais compromissos do Time do Povo para a Saúde  

Durante a plenária, Rafael Fonteles apresentou os principais compromissos do Time do Povo para a área da saúde e ainda recebeu um documento, a carta “Defesa e Fortalecimento do SUS no Piauí”, elaborada por representantes de todas as categorias de trabalhadores da saúde, com sugestões para fortalecer e democratizar o SUS, que devem ser incorporadas no Plano de Governo. 

Dentre as propostas estão: fortalecer a atenção primária de saúde e sua articulação com atenção secundária; reestruturar e aprimorar o sistema estadual de vigilância em saúde; fortalecer a assistência de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar, reorganizando e aprimorando o funcionamento das Redes Setoriais que compõem a Rede de Atenção à Saúde; implantar o sistema de regulação do acesso a procedimentos ambulatoriais especializados.

Além dessas, ainda foram apresentadas como propostas: garantir o acesso a serviços ambulatoriais de apoio diagnóstico e terapêutico nas 11 regiões de saúde; garantir e qualificar o acesso às urgências nas quatro macrorregiões, assegurando assistência 24 horas nos hospitais regionais; implementar ações integradas de promoção da saúde mental; implantar a Telemedicina para especialidades e diagnósticos em todos os territórios de desenvolvimento; modernizar os hospitais regionais e os de referência; implementar políticas de redução da morte materna; implantar, em parceria com os municípios, o transporte sanitário nas outras 10 regiões de saúde, uma vez que já existe na região Entre Rios.

Veja mais fotos do evento:

 

Comentários