-

Neto do Angelim rebate insinuação de Silvio sobre venda de apoio a Rafael

O vereador Neto do Angelim (Progressistas) rebateu nesta terça-feira (09/08) o candidato a governador da base oposicionista Sílvio Mendes (UB), que durante falou que os vereadores haviam se vendido para apoiar Rafael Fonteles (PT).

Segundo Neto, que afirmou que não vai ter brigas e que pode expulsar eles do partido, e disse ainda que todos tem seu preço. Além de Neto do Angelim, o vereador Valdemar Virgino (PP) também anunciou que vai apoiar a base do governista.

"A gente não vai brigar, podem fazer, podem expulsar a gente. Esse tipo de briga política a gente não vai entrar, porque eu acho que todo homem tem o seu valor e ele tem o seu preço. Mas o preço nosso político é o que a gente cobra todo dia, é o que a comunidade chega todo dia na minha porta cobrando, são as obras e as ações que a gente possa levar para eles no mandato", disse Neto do Angelim.

O vereador explicou que entrou na política para representar o povo e não para tratar de acordos políticos ou financeiros.

"Nos temos as obras do próprio Piauí, a gente calçou várias ruas do Angelim, calçou várias ruas na região da chapadinha. Esse que eu digo é o nosso preço por ser político hoje, é representar o povo. Eu entrei na política para representar o povo, não para se tratar de acordos políticos ou qualquer tipo de acordos financeiros não passam por mim", continuou o vereador.

Questionado se o ministro-chefe Ciro Nogueira seria o problema por trás das insinuações de Silvio, o vereador disse que o candidato do União Brasil sempre foi sensível e maleável. 

"O ministro (Ciro) conversou com a gente e disse que compreende o momento nosso, que não tem dificuldade com qualquer tipo de posição que a gente tomar. Ele sempre foi maleável e sensível a isso", pontuou Angelim.

 

Comentários