Política

Área socioambiental · 19/11/2019 - 14h25 | Última atualização em 19/11/2019 - 15h07

Wellington Dias assina contrato de 200 milhões de Euros com Agência Francesa

A AFD anunciou um financiamento de EU$ 60 milhões para PPP de saneamento de Teresina


Compartilhar Tweet 1



O governador Wellington Dias assinou, nesta terça-feira (19), com a direção da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), um pré-contrato de 200 milhões de Euros para área socioambiental e geração de renda. A ação faz parte do segundo dia da missão na Europa onde, em Paris, os governadores do nordeste discutiram com a agência o financiamento de projetos para o desenvolvimento sustentável da região.

Além deste investimento, a AFD anunciou um financiamento de 60 milhões de Euros para PPP de saneamento de Teresina, neste caso a empresa Aegea/Águas de Teresina, e também o projeto Cidade Inteligentes, com a Prefeitura de Teresina. “Aqui reforcei a importância de aprovação pelo Comitê Financeiro da AFD”, destacou o governador.

No encontro com a diretoria-geral da AFD também foi tratado sobre linhas de crédito para investimentos principalmente nas áreas de sustentabilidade e agricultura familiar. De acordo com o governador, o Estado reforça as preocupações com as mudanças climáticas e destaca como os princípios da agência francesa, os de valorização dos ativos florestais e recuperação das matas ciliares e áreas degradadas, são consonantes com as perspectivas do Piauí.

“É fundamental a valorização da produção da agricultura familiar com investimentos na produção sustentável e na recuperação ambiental. Este acordo com a AFD é uma oportunidade de construção de um novo modelo de desenvolvimento que é a diversificação da produção e a recuperação ambiental como temas centrais das ações a serem implementadas. Negociamos o pré-contrato para que 20% sejam de Fundos da Europa, não reembolsável, ou € 40 milhões e os € 160 milhões como empréstimo”, explicou Wellington, acrescentando que a AFD colocou sua agência no Brasil à disposição dos estados do nordeste, trabalhando a partir de suas necessidades e limitações, de modo a encontrar saídas para apoiar os estados dentro das especificidades de cada um.

Durante o evento, o modelo aplicado no Piauí foi elogiado pelo ministro de Relações Internacionais da França, Jean Le Drian, e pela Ministra da Ecologia e Solidariedade da França, Brune Poirson. “É possível França e Brasil e, assim com os estados, fazerem parcerias como esta em que fundos da área ambiental entrem como complemento de operações de crédito”, destacou Brune.

A superintendente de Planejamento Estratégico e Territorial da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), Rejane Tavares, que também participa da missão na Europa, ressalta que o acordo é para investimentos em ações alinhadas com processos de mitigação dos efeitos das mudanças climáticas e que permitam a construção de consciência de preservação e respeito ao ser humano e a natureza. “A AFD é uma agência que atua dentro dos limites da sustentabilidade e busca apoiar os estados com financiamentos inovadores, que não os levem a um endividamento, mas sim à formatação de saídas para os problemas sociais e ambientais dos países de modo que se elabore um roteiro de desenvolvimento que sirva de exemplo para outras regiões como a África”, destaca a gestora.

Presente no Brasil desde 2007, a AFD financia e acompanha projetos que melhoram a vida da população, com foco na implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e nos resultados do Acordo de Paris. As equipes da AFD trabalham em iniciativas em 115 países. No Brasil, a agência atua em 40 projetos, com 1,9 bilhão de euros já investido.


Fonte: CCOM

Comentários