Política

Gasto com combustível · 18/05/2020 - 15h22 | Última atualização em 18/05/2020 - 17h46

Vereadores dizem que contrato de R$ 1,8 milhão em Geminiano é "superfaturado"

Valor seria destinado para aquisição de combustível em processo realizado por “dispensa de licitação”, segundo membros do Legislativo municipal


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

_Prefeito de Geminiano, Erculano Carvalho
_Prefeito de Geminiano, Erculano Carvalho (Imagem: Divulgação)

Vereadores do município de Geminiano estão desconfiados de uma licitação da prefeitura destinada para gasto milionário com a aquisição de combustível. 

Trata-se do “processo n° 004/2019, procedimento n° 001/2019, na modalidade ‘dispensa de licitação’, publicado no mural de licitações do TCE-Pl em 11/01/2019, com abertura em 24/01/2019, destinado à contratação de empresa para fornecimento de combustíveis para a prefeitura e secretarias do município, no valor de R$ 1.829.800,00”.

Os vereadores responsáveis pela denúncia ao Tribunal de Contas são Erismar Feitosa Gonçalves, Maria Vanusa de Moura e Genilda Caminha de Moura.

Segundo os membros do Legislativo municipal, “a modalidade é inaceitável (dispensa de licitação)”.

“Ademais o contrato em si enseja vício de superfaturamento. Senão, vejamos: dividindo o valor estratosférico do contrato pelos 12 meses do corrente ano, chega-se a um gasto médio mensal superior a R$ 152 mil, ou seja, aproximadamente quatro vezes o valor que efetivamente gasta a prefeitura de Geminiano com combustíveis”. 

“Fica evidente, portanto, que há superfaturamento no referido contrato, com o claro objetivo de desvio de dinheiro público em larga escala, pois embora a despesa seja realizada e documentada, o consumo seguramente não há, pelo menos no montante faturado”, pontuam.

O prefeito ainda não foi notificado para apresentar a sua defesa.

Os vereadores querem uma inspeção in loco para constatação das irregularidades denunciadas.


Comentários