Política

Esquema na SEDUC · 13/10/2020 - 18h16 | Última atualização em 13/10/2020 - 18h33

TOPIQUE: Sugestões de pagamentos de propina a vários nomes continuam sob investigação

MPF informa estar de posse de "registro documental da contabilidade paralela da organização criminosa" desbaratada pela Operação Topique


Compartilhar Tweet 1



Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

OS NOMES

Numa das novas denúncias ofertadas pelo Ministério Público Federal (MPF) e aceita pela Justiça Federal é informado ao juízo responsável que algumas sugestões de pagamento de propina a nomes que constam de manuscritos apreendidos estão sob investigação.

Trata-se de registros em um caderno de anotações apreendido quando de buscas e apreensões realizadas pela Polícia Federal e que estavam com aquela que é apontada como "uma das principais auxiliares de Luiz Carlos Magno Silva (o chefão do braço empresarial da Topique)", Paula Rodrigues de Sousa. 

Nas anotações da funcionária da Locar constam escritos como "90.000 Helder", "40.000 Major R.", "João Gabriel ... Zé Barros 25.000"

Anotações com disposições semelhantes às que constam de caderno de Paula Rodrigues de Sousa (Imagem: Reprodução).
_Anotações com disposições semelhantes às que constam de caderno de Paula Rodrigues de Sousa apreendido pela Polícia Federal (Imagem: Reprodução). 

As suspeitas são de que estes nomes estejam todos ligados à Secretaria de Educação e que tenham recebido valores em troca de favores à organização criminosa que atuava na pasta.

Para o Ministério Público Federal "essas anotações [em destaque] indicam algumas operações sugestivas de pagamento de propina que são objeto de investigações específicas".

"Trata-se de registro documental da contabilidade paralela da organização criminosa sob a responsabilidade de Paula Rodrigues de Sousa", traz peça acusatória. 

VEJA MATÉRIAS RELACIONADAS:________

- Chefão da Topique pagou parcelas de casa de praia de Tenente-Coronel da PM/PI, traz denúncia do MPF

- Ex-servidora da Secretaria de Educação recebeu vantagem de mais de R$ 1 milhão do chefão da Topique

- Ex-secretário de Educação recebeu ainda um Jetta e um Kia do chefão da Topique como propina, diz MPF

- Ex-secretário de Educação usou a sogra para lavagem de propina, sustentam procuradores da República

- Ex-secretário de Estado da Educação do Piauí recebeu uma S10 LTZ como propina, diz MPF

- Diálogos mostram que ex-secretário Hélder Jacobina temia o empresário chefão da Topique

- Topique: Justiça Federal recebe mais quatro ações penais e decreta sequestro de dois imóveis


Comentários