Política

Construção de uma adutora · 05/12/2019 - 15h41 | Última atualização em 05/12/2019 - 17h37

Senador Ciro busca solução definitiva para a falta d’água em Curimatá

Todos os meses são gastos R$ 500 mil com caminhões pipa para abastecer a cidade


Compartilhar Tweet 1



Com o objetivo de encontrar uma solução para a escassez de água em Curimatá, o senador Ciro Nogueira (Progressistas) reuniu-se, nesta quarta-feira (04), com o ministro Gustavo Canuto, do Desenvolvimento Regional e com o presidente da Companhia de Desenvolvimento das Bacias do São Francisco (Codevasf), Marcelo Andrade Moreira Pinto.

Na reunião com o ministro Gustavo Canuto, o senador apresentou dados que mostram que são gastos, todos os meses, R$ 500 mil com caminhões pipa para abastecer a cidade, o que representa R$ 6 milhões gastos anualmente com esse serviço.  Para Ciro, os recursos seriam mais bem empregados na construção da adutora.

“Sabemos que a construção da adutora não é uma obra barata, mas não podemos deixar os moradores de Curimatá dependendo apenas de caminhões pipa”, justificou o senador.

Na Codevasf, ao lado do prefeito da cidade, Valdecir Junior, o senador pediu o auxílio da companhia para a construção de uma adutora na barragem de Algodões II, que fica a 26 km de Curimatá.

“Tenho acompanhado com muita preocupação essa questão da escassez de água na cidade. Só por meio dessa adutora é que nós teremos uma solução definitiva para esse problema”, argumentou Ciro.

O prefeito Valdecir informou que mais de 12 mil pessoas dependem da água da barragem de Algodões, “atualmente tanto a zona urbana quanto a rural dependem de carros pipas. O senador passou a ser a esperança do povo curimataense, confiamos nele”, disse.


Fonte: AsCom

Comentários