Política

Valores na pandemia · 04/09/2020 - 09h56 | Última atualização em 04/09/2020 - 16h31

Quem recebeu auxílio emergencial indevido na PGE já havia saído, diz Plínio Clerton

Tribunal de Contas do Estado fez levantamento dos nomes e tem pedido órgãos estaduais e municipais para notificar servidores


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

 

Instado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) a se manifestar nas colaborações para identificar e notificar quem recebeu auxílio emergencial sem atender aos critérios previstos em lei, o procurador-geral do estado Plínio Clerton Filho disse que as únicas duas pessoas que teriam recebido o pagamento na PGE já não atuavam mais para a procuradoria. 

“(...) em  resposta ao Ofício Circular TCE nº 1068/2020  -  GP, cumpre informar à Vossa Excelência que os estagiários de CPF [ XXXXXX ] e [ XXXXXX ], mencionados no referido Ofício,    encerraram suas atividades nesta Procuradoria Geral do Estado nos dias 01/02/2020 e 07/02/2020, respectivamente, não existindo  mais qualquer  vínculo  dos  mesmos com este órgão a partir destas datas acima mencionadas”, informou o procurador à Corte de Contas.

O Tribunal está solicitando aos órgãos e poderes estaduais e municipais que notifiquem aqueles que receberam o pagamento de forma indevida.

Há a expectativa de que os envolvidos devolverão o dinheiro ao erário.

Confira publicação sobre ocorrência na Polícia Militar:_______

- Comandante da PM envia para Corregedoria quem recebeu auxílio emergencial indevido


Comentários