Política

Investigação · 29/06/2022 - 11h17 | Última atualização em 29/06/2022 - 11h37

Preso pela Polícia Civil, ex-Ouvidor de Parnaíba já disputou vaga de vereador pelo Solidariedade

Relação com a família de Mão Santa é de muitos anos. Em 2016, "Pé de Pano" pediu voto para o político, passando a ocupar vários cargos na prefeitura


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

_Alan Pereira de Sousa e Mão Santa (Foto: Divulgação)
_Alan Pereira de Sousa e Mão Santa (Foto: Divulgação) 

“Pé de Pano” era o nome que o eleitor poderia encontrar nas urnas ao escolher Alan Pereira de Sousa ao votar em 2016 para vereador da Câmara Municipal de Parnaíba. Se êxito na eleição, ele, posteriormente, iria ser superintendente da Pesca e ocupante de variados cargos numa das prefeituras mais importantes do estado, como o de Ouvidor-Geral do município, função que tem como incumbência ouvir e entender as reclamações dos cidadãos e tentar solucioná-las junto aos diversos departamentos internos da instituição onde ele atua. 

O hoje preso pela Polícia Civil, tinha em Mão Santa o seu candidato a prefeito naquele ano em que disputou um cargo eleitoral. “Pé de Pano” é investigado por crimes como corrupção passiva, advocacia administrativa e lavagem de dinheiro por fatos quando ocupava o cargo de superintendente da Pesca no município de Parnaíba e teria se utilizado do posto para cobrar propinas dos permissionários do mercado municipal

Quando concorreu a uma vaga no Legislativo municipal, Alan Pereira dos Santos não declarou bens e preencheu como ocupação junto à Justiça Eleitoral a de “Vendedor Pracista, Representante, Caixeiro-Viajante e Assemelhados”. Galgou cargos importantes na administração pública, mas a Polícia investiga se ele se corrompeu.

PREMIAÇÃO DE GRACINHA PELO SESC E A PRESENÇA DO "PÉ DE PANO"

Em dezembro de 2021, seu nome, como Ouvidor-Geral do município de Parnaíba integrava o staff de autoridades municipais que se dirigiram de Parnaíba para Teresina. A hoje pré-candidata a deputada estadual, Gracinha Moraes Sousa, que já ocupou o posto de secretária de Infraestrutura,  iria ser homenageada com a Medalha do Mérito Municipal Conselheiro José Antônio Saraiva no Serviço Social do Comércio (SESC).

Acompanharam a comitiva além de Alan Pé de Pano, outros notáveis, à época, do alto secretariado da prefeitura de Parnaíba, como o secretário de governo Fábio Barros, o secretário de Fazenda Gil Borges, o secretário de Trabalho Francisco Tribuzana, e o representante da prefeitura de Parnaíba em Teresina Thiago Amorim Gomes, além de outras autoridades.

O evento contou ainda com a presença do presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC) José Roberto Tadros, do vice-predidente da CNC Valdeci Cavalcante e da delegada Cassandra Moraes Souza, irmã da homenageada.

Na ocasião Gracinha revelou que fez umas obras, entre elas reformas de mercados públicos. “Todas essas obras foram com muito trabalho e compromisso. E com isso fez resgatar a autoestima dos parnaibanos”, chegou a declarar. 

RELAÇÃO ANTIGA

Uma das nomeação de Alan Pé de Pano nessa história de dois mandados de Mão Santa como prefeito de Parnaíba ocorreu ali em 21 de março de 2018, para a Superintendência da Pesca, cargo onde iria praticar, segundo as investigações iniciais da Polícia, achaques a permissionários do mercado municipal.

 

Comentários