Política

Alvo de denúncias · 14/09/2020 - 18h35 | Última atualização em 14/09/2020 - 18h55

Prefeito cuja gestão foi alvo do GAECO já venceu processo por ser chamado de “corrupto”

Sentença econômica impôs condenação de R$ 3 mil a “um habitante do município de Amarante” 


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - do Blog Bastidores

 

Diego Teixeira, prefeito de Amarante (Foto: Divulgação)
_Diego Teixeira, prefeito de Amarante, ele venceu processo contra popular (Foto: Divulgação) 

O prefeito de Amarante, Diego Teixeira, já venceu processo contra “um habitante do município”, de nome Moisés Alves da Costa, por ser chamado de “corrupto” em comentário em rede social na página do então secretário de Segurança Pública Fábio Abreu, após o popular se manifestar em registro fotográfico de ato público que envolveu os dois políticos. 

Narra a inicial que em “03 de junho de 2017 a cidade de Amarante recebeu a visita do [então] secretário estadual de Segurança Pública, Sr. Fábio Abreu, que realizou visita na delegacia do município, devidamente acompanhado do Requerente (prefeito), oportunidade em que ambos procederam o levantamento de reivindicações da população local no que se refere a segurança pública”.   

“Tal evento”, segundo também a inicial, “foi devidamente registrado nas redes sociais (Facebook) do Secretário de Segurança Pública Sr. Fábio Abreu”. 

Oportunidade em que “um habitante do município de Amarante, ora Requerido, ao visualizar a fotografia e perceber que o Requerente acompanhava o secretário estadual na visita à delegacia local postou o seguinte comentário depreciativo: Minha Amarante, só não combinou vossa autoridade ao lado desse prefeito corrupto”.

_Reprodução dos autos
_Reprodução dos autos  

O prefeito pediu uma indenização de R$ 20 mil a títulos de danos morais.  

O juiz da Vara Única da Comarca de Amarante Netanias Batista de Moura, no dia 27 de março de 2018, numa sentença econômica, condenou Moisés Alves da Costa a pagar uma indenização de R$ 3 mil.

_Reprodução de íntegra de sentença do juízo da Vara Única de Amarante
_Reprodução de íntegra de sentença do juízo da Vara Única de Amarante 

ALVO DO GAECO: "OPERAÇÃO CARTÃO VERMELHO"

Última semana, a gestão do prefeito foi alvo de uma operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), um dos braços mais bem preparados do Ministério Público do Piauí.

Em vídeo o prefeito diz que é papel das instituições investigar, mas que apresentará as devidas respostas e que já arquivou várias denúncias. "Nós já respondemos várias denúncias, arquivamos várias denúncias", falou.

Detalhes do anúncio da investigação feito pelo canal de comunicação oficial do Ministério Público remetem a informações, no mínimo, semelhantes a matéria divulgada pelo Blog Bastidores, do 180graus, que usou como fontes documentos repassados por vereadores ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), além de relatórios daquele órgão. 

- Relatório afirma que prefeitura pagou de forma “ilegal” R$ 1,2 milhão a alvo da Polícia Federal

VEJA MAIS:

- Prefeitura de Amarante prioriza pavimentações de cerca de R$ 500 mil em plena pandemia


Comentários