Política

Passado Comprometedor · 15/10/2020 - 16h19 | Última atualização em 15/10/2020 - 16h23

Operação TOPIQUE: tenente-coronel Ronald era “devedor da organização criminosa”

Oficial da Polícia Militar negou tal relação, mas seu nome consta de planilha eletrônica apreendida intitulada “empréstimos pessoais”, diz MPF


Compartilhar Tweet 1



Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores


 

_O tenente-coronel Ronald. Quando major seu nome constava de planilha como devedor de quadrilha (Imagem: Divulgação)
_O tenente-coronel Ronald. Quando major seu nome já constava de planilha como devedor da quadrilha da Topique (Imagem: Divulgação) 

“EMPRÉSTIMOS PESSOAIS”

Os procuradores da República que atuam no Caso Topique sustentam que “provas obtidas na Operação Topique também mostram que o vínculo de Ronald de Moura e Silva com Luiz Carlos Magno [chefão do braço empresarial da Topique] é anterior à posse daquele em cargo de gestão na SEDUC”.

Os membros do Ministério Público Federal (MPF) destacam, no entanto, que o fato é negado pelo tenente-coronel “em seu depoimento à autoridade policial”, qual seja, a Polícia Federal. 

Ocorre que, reforçam os investigadores, “planilha eletrônica intitulada ‘empréstimos pessoais’ constante em computador de Paula Rodrigues de Sousa, importante auxiliar de Luiz Carlos Magno Silva e ora também denunciada, registra o nome de Major Ronald entre os devedores da organização criminosa, com referência ao valor de R$ 10 mil na data de 24/11/2014”, antes do início do governo petista de então.

As informações constam das últimas denúncias do MPF encaminhadas e aceitas pela Justiça Federal.

Os topiqueiros silenciaram. 

VEJA MATÉRIAS RELACIONADAS:_______________

- TOPIQUE: “KD meu documento [do carro]”, diz Hélder Jacobina a pagador de propina, segundo MPF

- TOPIQUE: Sugestões de pagamentos de propina a vários nomes continuam sob investigação

- Chefão da Topique pagou parcelas de casa de praia de Tenente-Coronel da PM/PI, traz denúncia do MPF

- Ex-servidora da Secretaria de Educação recebeu vantagem de mais de R$ 1 milhão do chefão da Topique

- Ex-secretário de Educação recebeu ainda um Jetta e um Kia do chefão da Topique como propina, diz MPF

- Ex-secretário de Educação usou a sogra para lavagem de propina, sustentam procuradores da República

- Ex-secretário de Estado da Educação do Piauí recebeu uma S10 LTZ como propina, diz MPF

- Diálogos mostram que ex-secretário Hélder Jacobina temia o empresário chefão da Topique

- Topique: Justiça Federal recebe mais quatro ações penais e decreta sequestro de dois imóveis


Comentários