Política

Acusado de comprar votos · 06/04/2015 - 16h34 | Última atualização em 06/04/2015 - 20h15

Justiça Eleitoral cassa o prefeito e o vice da cidade de Dirceu Arcoverde

SENTENÇA DETERMINA posse do presidente da Câmara e a realização de novas eleições


Compartilhar Tweet 1



A Justiça Eleitoral do Piauí cassou na tarde desta segunda-feira (06/04), o prefeito de Dirceu Arcoverde, Carlos Gomes Oliveira, o Carlão do Feijão (PR) e seu vice, Marconis Ribeiro Galvão (PTB).

Segundo o advogado Leandro Cavalcante de Carvalho, o gestor foi acusado de abuso de poder político ao distribuir vários materiais de construção e elétrico aos eleitores da cidade. O prefeito também teria recebido ajuda do ex-prefeito sem que os gastos tivessem sido registrado em sua conta de campanha.

"A sentença determina que o presidente da Câmara assuma imediatamente a prefeitura e que o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí seja comunicado para que marque novas eleições no município", afirmou o advogado Leandro Cavalcante, que atuou pela coligação adversária ao prefeito.

De acordo com Leandro Cavalcante, prefeito e vice foram condenados ainda isoladamente ao pagamento de multa no valor de 5.000 (cinco mil) UFIR's e a inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos oito anos subsequentes à eleição de 2012. "As sanções impostas se deram devido à gravidade das condutas dos candidatos de forma a influenciar o pleito e ainda porque afetou a vontade de muitos eleitores", disse o advogado.

ELEIÇÕES 2012
Carlos Gomes, o Carlão do Feijão, foi eleito em 2012 com 2.407 votos ou 53,24% da votação. Diante disso e em conformidade com o art. 224 do Código Eleitoral, haverá nova eleição. Assume o cargo até que o TRE-PI defina a data da nova eleição o vereador Abi Baldoino de Castro (PP), que é o presidente da Câmara.