Política

Lista do TCU foi divulgada · 12/06/2016 - 10h23 | Última atualização em 12/06/2016 - 11h30

Inelegíveis lançam os parentes para manter domínio político em cidades

Gestores colocam colocaram a mulher, o filho ou sobrinhos para representar o grupo político


Compartilhar Tweet 1



Vários políticos que estão na lista de inelegíveis estão recorrendo a familiares para disputarem o mandato eletivo no pleito de 2016. Alguns deles recorreram à Justiça em busca de uma liminar para manter a candidatura. Outros, para não correr risco, colocaram a mulher, o filho ou sobrinhos para representar o grupo político que comandam. Boa parte destes políticos já teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral.

De acordo com a lista do Tribunal de Contas da União (TCU), encaminhada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na semana passada, com a relação de responsáveis com contas julgadas irregulares no período de 2006 a 2014, vários pré-candidatos não podem concorrer a mandato eletivo desde as eleições de 2012. O ex-prefeito de São Miguel da Baixa Grande, Osmar Teixeira Moura, impossibilitado de disputar o mandato de prefeito, colocou o irmão Josemar Teixeira Moura na política.

VEJA A LISTA DOS INELEGÍVEIS

Josemar assumiu a prefeitura de São Miguel em dezembro de 2015 e é candidato à reeleição. Seu irmão, Osmar Teixeira, responde a mais de 18 ações na Justiça Federal, sendo condenado em 17 delas. E mais três processos na Justiça Comum. Em Luis Correia, o ex-prefeito Luiz Eduardo dos Santos Pedrosa, na impossibilidade de ser candidato, colocou a esposa, Adriane Prado como candidata e venceu a eleição. Agora, Adriane é candidata à reeleição. Pedrosa é relacionado em sete processos na lista do Tribunal de Contas da União.

O mesmo aconteceu com Francisco Donato Linhares de Araújo, o Chico Filho, que teve o mesmo problema em Uruçuí. Ele conseguiu eleger a esposa, Renata Araujo, que é candidata à reeleição. O ex-prefeito Valdir Soares, que teve o mandato cassado por improbidade administrativa, mesmo estando inelegível, pretende ser candidato para concorrer com a prefeita Renata. Para isso, ele busca uma liminar judicial.

Os ex-prefeitos de José de Freitas, Robert Freitas e Ricardo Camarço, ambos cassados por improbidade administrativa, estão lançando as duas mulheres para disputarem a prefeitura. A população do município já apelidou a disputa de "Briga das Canárias". Maria Freitas, esposa de Robert, disputa o mandato com Layzy Santos e Silva, esposa de Ricardo.

A maioria dos nomes relacionados alega que a condenação já passou e não deveria estar figurando na lista de inelegíveis. Para eles, não existe mais impedimento. Ou seja, não se consideram fichas-sujas.


Fonte: Com informações do jornal Diário do Povo