Política

Regime militar é mal retratado · 10/01/2019 - 17h36 | Última atualização em 10/01/2019 - 18h02

Filho de Bolsonaro propõe revisão histórica sobre ditadura em livros

Segundo Eduardo, regime militar é mal retratado


Compartilhar Tweet 1



Após anulação de polêmico edital de livros didáticos, o presidente, Jair Bolsonaro (PSL), e seu filho deputado federal, Eduardo (PSL-SP), fizeram publicações nas redes sociais em que atacam supostas doutrinações de esquerda na educação e em materiais escolares. 

Segundo a Folha de São Paulo, Eduardo Bolsonaro propõe revisionismo histórico sobre ditadura e chama ex-combatentes de esquerda de assassinos.

    Imagem: Reprodução

Eduardo Bolsonaro publicou no Twitter mensagens em que diz que a ditadura militar é mal retratada pelos livros didáticos. "Um povo sem memória é um povo sem cultura, fraco. Se continuarmos no nosso marasmo os livros escolares seguirão botando assassinos como heróis e militares como facínoras."


A revisão de livros didáticos como forma de combate a supostas doutrinações de esquerda será um dos focos do governo de Jair Bolsonaro e tem sido articulada desde antes da posse.


Comentários