Política

Recursos de Empréstimo · 08/10/2019 - 16h00 | Última atualização em 08/10/2019 - 19h27

Empreiteira de então foragido da Polícia Federal também toca obras do FINISA no Piauí

Ontem foi noticiado que várias empresas do Caso IDEPI, incluindo a Construplan, que já teve sigilos quebrados, também ganharam contratos como esses


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

Vitor Neto: ela tinha contratos junto à SEINFRA, oriundos do empréstimo do FINISA
_Vitor Neto: ele tem contratos junto à SEINFRA, oriundos do empréstimo do FINISA 

TUDO EM ORDEM

Um outro empreiteiro que estava responsável por tocar as obras do FINISA no Piauí, oriundas de empréstimo tomados pelo governo do estado, era Vitor Alves Cardoso Neto, que já ostentou o status de foragido da Polícia Federal na Operação Argentum

‘Vitinho’, como é conhecido, tem seus ‘traçados’ na nada mais, nada menos Secretaria de Infraestrutura, a SEINFRA, alvo de inúmeras suspeitas e investigações e alvo até de uma operação da Polícia Federal, como a recente Satélites - que por sua vez investigava outras ações nada republicanas no âmbito do governo. 

A Vitor Alves Cardoso Neto Eireli estava responsável por obras no âmbito do FINISA as mais variadas. 

Entre elas, a recuperação e reforma de estradas vicinais e a construção de pavimentação em paralelepípedo, que ganhou fama nas últimas eleições.

EMPRESAS DO CASO IDEPI

Grande parte das empresas do Caso IDEPI - caso que envolve mais de 30 tomadas de contas especiais que apuram o superfaturamento milionário de recursos de estradas vicinais no governo Zé Filho e estão prestes a serem julgadas  - também tocam obras com recursos do FINISA.

Entre elas a Construplan, de Lourival Grangeiro.

VEJA PUBLICAÇÃO:________

- Empreiteira alvo de quebras de sigilos fiscal e bancário atua em pavimentações do FINISA


Comentários