Política

Reforma em Parnaíba · 19/01/2019 - 08h12 | Última atualização em 19/01/2019 - 09h06

Em denúncia ao TCE, SINPOLJUSPI cobra aplicação de R$ 1,1 milhão em penitenciária

Sindicato sustenta que mesmo com anúncio de aplicação do dinheiro, ao visitar as intalações da Fontes Ibiapina a realidade constatada era outra


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - De Goiânia

 

O presidente do SINPOLJUSPI Kleiton Holanda Pereira apresentou denúncia formal ao Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) questionando o emprego de R$ 1.120.296,75 em supostas reformas na penitenciária mista de Parnaíba, denominada de Fontes Ibiapina.

Os recursos seriam empregados na "recuperação do sistema elétrico e hidráulico, bem como do teto, reforço das paredes das celas, troca de grades, reforma da parte administrativa e do consultório odontológico e reativação do poço tubular da unidade".

Kleiton Holanda, no entanto, descreve outra realidade. "(...) Visitando recentemente a unidade prisional, equipe deste sindicato constatou uma realidade visivelmente caótica, especialmente na estrutura hidráulica da unidade penal. A situação de precariedade na estrutura hidráulica da unidade penal dificulta o escoamento de dejetos das celas, tornando o ambiente altamente insalubre para presos e servidores penitenciários que laboram no local", reportou ao presidente do TCE, Abelardo Vilanova.

Diante do constatado pela equipe do SINPOLJUSPI, o sindicato pediu à Corte de Contas que "possa averiguar a consonância dos recursos aplicados na obra".

Além de pedir as providências cabíveis em caso de "provada a má-aplicação de recursos públicos" na penitenciária. 


Comentários