Política

Muito próximo · 22/06/2022 - 17h15 | Última atualização em 22/06/2022 - 18h06

É quase chegada a hora do senador Marcelo Castro ajudar a dar vida à CPI do MEC, como prometeu

Segundo o senador Randolfe Rodrigues, falta somente uma assinatura contando com a do parlamentar pelo Piauí 


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

_Senador Marcelo Castro (Foto: Divulgação)
_Senador Marcelo Castro (Foto: Divulgação) 

MARCELO DIZ "CONTE COMIGO"

Embora tenha defendido uma intervenção no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), depois da prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, ocorrida na manhã desta quarta-feira (22), o senador Marcelo Castro (MDB) não assinou no passado a CPI que tem pretensões de investigar o que ocorre na pasta da Educação do governo Bolsonaro. 

Impôs condições. Entre elas a de apor seu nome quando faltasse somente um no requerimento. O aceno foi reafirmado nesta quarta-feira em meio a postagem do senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) justamente relembrando essa espécie de pacto. 

""@simonetebetbr Com a assinatura do Presidente da Comissão de Educação, Senador @MarceloCastroPI, que se comprometeu em assinar quando faltar apenas 1, precisamos de duas para apresentar a #CPIdoMEC!", disse, no que foi correspondido pelo parlamentar piauiense. "Conte comigo!", respondeu Marcelo Castro. 

AGORA, APENAS UMA

Com a promessa de Castro, Randolfe anunciou que agora falta somente uma assinatura para fechar a criação da CPI do MEC após comprometimento do senador Eduardo Braga (MDB-AM).

"URGENTE! O Senador @EduardoBraga_AM acaba de assinar o requerimento de abertura da #CPIdoMEC. Agora falta apenas UMA assinatura para que a CPI seja aberta!", postou. 

 

Comentários