Política

Oitiva na CPI · 02/06/2021 - 12h57 | Última atualização em 02/06/2021 - 13h04

Dono da Transpremium diz à CPI do SETUT que se PMT pagar, o transporte público dará certo

“Se teve algum colega que acha que não resolve [o pagamento do atrasado pela Prefeitura de Teresina] teve algum equívoco", falou


Compartilhar Tweet 1



Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

_Representante legal da empresa Transpremium,
_Representante legal da empresa Transpremium Claudionor Costa (Imagem: Reprodução)

O EMPRESÁRIO QUE SOCORREU O CONSÓRCIO POTY

O representante legal da empresa maranhense Transpremium, Claudionor Costa, disse à CPI do SETUT que se a Prefeitura de Teresina pagar o subsídio atrasado, prometido quando da licitação, e honrar esse pagamento mês a mês, o sistema de transporte público da capital segue seu curso normal, sem maiores entraves.

“Se teve algum colega que acha que não resolve [o pagamento do atrasado pela Prefeitura de Teresina] teve algum equívoco. No meu entendimento, se houver o pagamento do subsídio atrasado e efetivamente for feito o repasse mensalmente, conforme dita o edital, eu não vejo porque não dê certo”, falou, ao ser indagado pelo presidente da Comissão, vereador Edilberto Borges, o Dudu. 

Claudionor Costa disse também que os ônibus da sua empresa chegaram a abastecer ao menos duas frotas de empresas locais, mesmo perdendo a licitação de 2014 voltada para o setor. As empresas beneficiadas foram a EMVIPI e Piauiense.

O empresário informou que teve anuência da STRANS, posteriormente, para atuar no setor e há um aditivo do consórcio na Junta Comercial do Estado datado de fevereiro de 2019. Em face disso atualmente roda com três ônibus, reforçando o consórcio Poty.

O CICLO

Dudu diz que o empresário, que atua em São Luís, veio ao Piauí como “um salvador da pátria” do consórcio Poty - incapaz que foi de honrar os contratos assumidos. Os empresários, por sua vez, cobram da Prefeitura de Teresina o pagamento correto dos subsídios, sempre repassados em atraso. 

Com a pandemia, o setor entrou em crise, e uma ampla maioria de trabalhadores saiu prejudicada, sem o recebimento dos devidos direitos trabalhistas.

VALOR RECEBIDO PELA TRANSPREMIUM

A empresa Transpremium recebeu mais de meio milhão de reais até agora do poder público.

VEJA O QUE DISSE OUTRO EMPRESÁRIO DO SETOR:______________

- Empresário à CPI do SETUT: Querem mais ônibus? Ok. Nós colocamos. Agora tem que ser pago

- À CPI do SETUT empresário diz que não gosta de cobrar o atrasado porque “autoridade zanga”

Comentários