Política

Corrupção · 26/05/2021 - 11h33 | Última atualização em 26/05/2021 - 12h11

Conselheira do Tribunal de Contas do DF é alvo de Operação da Polícia Federal

Operação visa coletar provas de crimes como peculato, corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e falsidade ideológica


Compartilhar Tweet 1



Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

________________

- Supostos pagamentos a integrantes do TCDF para supostamente burlarem a distribuição de processos referentes à Operação Falso Negativo 

______________________

 

_Sede do Tribunal de Contas do Estado do Distrito Federal (Foto: TCDF)
_Sede do Tribunal de Contas do Estado do Distrito Federal (Foto: TCDF) 

“APLACAR, SATISFAZER, APAZIGUAR”

A Operação Pacare, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (26), teria como um dos alvos a conselheira do Tribunal de Contas do Distrito Federal Anilcéia Luzia Machado, ex-presidente da Corte.

Segundo a Polícia Federal, a operação é destinada a apurar crimes contra a Administração Pública, tais quais peculato, emprego irregular de verbas ou rendas públicas, corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e falsidade ideológica, supostamente praticados por agentes públicos e empresários.

Cerca de 32 policiais federais estavam a cumprir oito mandados de busca e apreensão, no Distrito Federal.

As medidas foram determinadas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), no bojo de dois inquéritos policiais que tramitam perante a corte.

As investigações apuram desde o pagamento e/ou recebimento de vantagens indevidas para a quitação de empenhos sem as observâncias dos requisitos legais até suposta intermediação e patrocínio de interesse privado junto ao Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF).

Segundo a PF, o nome da operação faz alusão à palavra “pagar”, cuja origem etimológica vem do latim pacare, “aplacar, satisfazer, apaziguar”.

O Tribunal de Contas do Distrito Federal não se manifestou.

Comentários