Política

Bertolínia · 20/10/2021 - 12h50 | Última atualização em 20/10/2021 - 14h09

Combate à Corrupção: Promotores, Auditor, Policial Civil e jornalista do 180 são homenageados

Caso raro: vereador que denunciou atos de corrupção se tornou o mais votado e posteriormente o presidente da Câmara do Município


Compartilhar Tweet 1



Do Blog Bastidores/Do Portal 180graus.com

 

UM CASO RARO, TALVEZ ÚNICO, ATÉ AGORA, NO ESTADO

Os ex-coordenadores do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO), promotores de Justiça Rômulo Cordão e Débora Aragão, o auditor de controle externo e responsável pela NUGEI/TCE, José Inaldo de Oliveira, o delegado de Polícia Civil Rafael Ursulino e o jornalista do 180graus.com Rômulo Rocha receberam na noite desta terça-feira (19) o Título de Cidadão Bertolinense, honraria concedida pela Câmara Municipal, com proposição do seu hoje presidente, Jones Werlen Miranda e Silva, e aprovada pela maioria dos seus pares.

O título é em homenagem a trabalhos realizados em prol do município no combate à corrupção. Segundo o vereador Jones, os agraciados contribuíram de alguma forma para com a cidade e o povo de Bertolínia no sentido de combater fatos tidos por corruptos, seja investigando, denunciando, preparando relatórios de inteligência ou noticiando as investigações para que a população tomasse o exato conhecimento do que tivesse a ocorrer e assim pudesse formar suas opiniões e convicções.

O caso, denominado de Operação Bacuri, que levou à prisão o prefeito da época e outros membros que circundavam o poder, varrendo o grupo político-econômico de então da gestão municipal, é tido como uma junção de forças em meio a uma ampla e minuciosa investigação, incluindo o apoio de setores da imprensa.

_Presidente da Câmara de Bertolínia, ao centro, responsável por levar informações à rede de controle
_Presidente da Câmara de Bertolínia, ao centro, responsável por levar informações à rede de controle, que culminariam na Operação Bacuri

O que também chama atenção para esse caso é que o vereador que denunciou as ocorrências aos órgãos da rede de controle à época foi reeleito o mais votado vereador do município, e logo em seguida foi eleito presidente da Câmara de Vereadores, em contexto que demonstra que o trabalho desenvolvido por ele foi reconhecido pela população e pelos seus pares políticos, em meio a todas as adversidades. O feito chama atenção por ser um caso raro no Piauí, se não for único até agora.

Professor, de fala mansa e humilde, Jones enfrentou em uma cidade do sul do estado, entrada da região dos cerrados, toda uma estrutura que parecia organizada, de grande poderio político e econômico, para tentar barrar a sangria dos cofres públicos, e dar um destino diferente ao povo do seu município e à sua família. 

Na noite desta terça-feira (19), Dia do Piauí, ao homenagear e reconhecer novos nomes como cidadãos bertolinenses, o atual presidente da Câmara, na verdade, figurava mais como o homenageado do que como aquele que homenageia.

VEJA ALGUNS DOS REGISTROS FOTOGRÁFICOS DO EVENTO:

 

 

 

Comentários