Um dos pilares à deriva -

Ciro Nogueira critica falta de alicerces para o país em meio a cortes para as universidades

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

Foto: Reproduçãociro nogueira em cideo atacando Lula e wdias
_Ministro Ciro Nogueira

SEM “TETO CONFIÁVEL”

O ministro-chefe da Casa Civil Ciro Nogueira criticou o que para ele seria uma eventual falta de alicerces fortes necessários para dar sustentação ao País. 

Embora as críticas sejam direcionadas ao governo de transição, em seu trabalho para dar sustentação a promessas de campanha a serem implementadas no próximo governo, quando de sua efetivação, as críticas feitas na página do senador no Twitter ocorrem em meio à eclosão de informações sobre os cortes de verbas para universidades públicas, um alicerce para o país. 

Para Ciro Nogueira, “uma casa sólida precisa de alicerces fortes, colunas e pilares bem construídos e um teto confiável. Um país não é diferente. Engenharia ou economia fora das regras desabam”, cravou.

Foto: Divulgação

Ainda ministro, Ciro integra um governo alvo de publicações e críticas em relação à falta de dinheiro para manter o básico para as instituições públicas de ensino superior continuarem funcionando a contento. 

Contingenciamentos pelos quais vem passando o Ministério da Educação (MEC) apontam para cortes substanciais nos repasses. 

Um dos cortes ocorreu neste novembro, através do bloqueio de cerca de 366 milhões de reais para as universidades e institutos federais, sem qualquer previsão de liberação até agora. 

Cortes como esse já tinham ocorrido nos meses de junho e outubro, quando foram retirados dessas instituições, respectivamente, cifras correspondentes a 438 milhões de reais e 328,5 milhões de reais, este último liberado posteriormente. 

Em janeiro o orçamento para educação já havia perdido a quantia de 739,9 milhões de reais quando da sanção, em seu primeiro corte no montante que iria viger esse ano.

Como se vê as universidades seguem suas funções sem um “teto confiável” dentro daquilo que estava previsto. 

Comentários