Política

Sem Transparência · 15/01/2020 - 14h26 | Última atualização em 15/01/2020 - 19h40

Após matéria sobre 'repasses secretos', página de site da Prefeitura de Campo Maior apresenta falha

Mas volta ao normal depois de envio de nota da prefeitura, com ao menos alguns dos nomes de fornecedores antes "não declarados"


Compartilhar Tweet 1



 

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

 

 

"OPS"

Após a publicação intitulada "Prefeitura de Campo Maior paga R$ 3,4 milhões a vários fornecedores "não declarados" o campo onde demonstra os pagamentos realizados chegou a apresentar mensagem de "erro". Ou seja, não estava permitindo mais a pesquisa. "Oops. Ocorreu uma falha. Tente novamente", dizia a mensagem em vermelho.

A publicação inicial do 180 sustentou que entre os anos de 2018 a 2019 a prefeitura pagou cifra exata de R$ 3.495.783,01 a fornecedores “não declarados”, segundo era possível extrair do Portal da Transparência do município. 

E que até a data da publicação era impossível o contribuinte saber a quem foi realmente repassada essa quantia, que se subdivide em vários pagamentos, sendo 47 no ano de 2018 e cerca de 275 pagamentos no ano de 2019.

A matéria chegou ainda a citar alguns pagamentos como os R$ 919 mil e os R$ 499 mil. Prints feitos pelo portal monstram a ausência dos fornecedores a quem foi repassado a dinheirama.

Um exemplo é o que trata da cifra superior a R$ 900 mil, conforme imagens abaixo.

 

PREFEITURA DIZ QUE NÃO É BEM ASSIM

_Secretário de Finanças, César Robério
_Secretário de Finanças, César Robério 

Em nota, após a primeira publicação, a prefeitura de Campo Maior sustentou "que o Tribunal de Contas do Estado e o Portal da Transparência do Município são atualizados periodicamente com as informações exigidas pela legislação, que não há qualquer intenção do município em esconder dados - uma vez que toda sua atividade financeira respeita as normais constitucionais".

E que "os itens citados pela matéria como “não declarado” estão descriminados no Portal da Transparência e são abertos a qualquer pessoa que desejar acompanhar as atividades do município".

Também afirmou que "a prefeitura não foi procurada para explicar estes fatos e está aberta para qualquer questionamento". 


Comentários