Política

MPE desconfia de contrato · 06/12/2018 - 15h23 | Última atualização em 08/12/2018 - 09h38

Alvo de investigação em Campo Maior, Lojão dos Pneus contratou R$ 1,9 milhão

Um dos contratos foi investigado pela Polícia Civil de Campo Maior a pedido do Ministério Público. Caso já foi encaminhado ao Tribunal de Justiça


Compartilhar Tweet 1



 

 

Por Rômulo Rocha – Do Blog Bastidores

 

A empresa alvo do Ministério Público Estadual (MPE) em face de um contrato realizado com a Prefeitura de Campo Maior ainda quando o atual prefeito, Ribinha do PT, era secretário de Educação do município, é recorrente fornecedora do Poder Executivo do local.

Desde o de 2016, quando o prefeito era Paulo Martins, até os dias atuais, o Lojão dos Pneus é donatário de contratos da ordem de R$ 1.971.111,51. Pagos até o momento, segundo o respectivo portal da transparência, corresponde a R$ 1.302.762,41.

A investigação teve início após o Ministério Público Estadual considerar persistentes as suspeitas de que o Lojão dos Pneus teria sido beneficiado em ao menos um dos contratos, com uma certa dispensa de licitação.

Com isso, o promotor Maurício de Souza solicitou à Polícia Civil que investigasse o caso, hoje já enviado pela delegacia regional de Campo Maior ao Tribunal de Justiça do Piauí, devido à prerrogativa de foro que passou a ter o atual prefeito.

O Lojão dos Pneus tem como sócias de direito Sammya Cristina Rodrigues e Maria do Rosário de Fátima Saraiva. E como sócio de fato teria o senhor Saraiva.

ANOS, VALORES E O CRESCIMENTO NO GOVERNO RIBINHA DO PT

Em 2016, último ano da gestão de Paulo Martins, o Lojão dos Pneus contratou com a Prefeitura de Campo Maior o equivalente a R$ 377.952,56, tendo recebido a quantia de R$ 358.125,56.

Já em 2017, primeiro ano da gestão de Ribinha do PT, a cifra contratada saltou para R$ 861.657,17 e a paga, para R$ 701.864,92.

Agora em 2018, a quantia contratada está em R$ 731.501,78. Já a paga acusa o montante de R$ 242.771,93.

Veja todos os detalhes do levantamento_

 

Clique e leia mais matéria sobre_

- Pedido de investigação contra Ribinha do PT é datado ainda do início do ano de 2016

Desembargador remete à Procuradoria Geral de Justiça inquérito contra Ribinha do PT

Comentários