Série de perfurações pelo corpo -

Suspeito de degolar e atear fogo na própria mãe é morto pela PM em SP

Caio Augusto Navarro Arisa, de 31 anos, suspeito de degolar e atear fogo na própria mãe na última sexta-feira (15/9), foi morto pela Polícia Militar em Santos, no litoral de São Paulo. As informações são do Metrópoles.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

O corpo de Elisabeth Amelia Navarro, de 61 anos, foi encontrado por bombeiros dentro do apartamento onde ela morava, no bairro Embaré, após o Corpo de Bombeiros combater um princípio de incêndio no apartamento. Ao encontrar o cadáver da mulher, a corporação acionou a Polícia Civil, que constatou que a idosa tinha uma série de perfurações pelo corpo, especialmente na garganta.

O porteiro do prédio afirmou aos policiais que o filho da vítima havia saído do local momentos antes do incêndio. Ele permaneceu foragido até domingo, quando foi identificado por moradores da região, que acionaram a Polícia Militar.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Caio, ao ver a viatura, tentou fugir e chegou a atingir com uma faca um dos homens que indicou sua localização para a PM. Um dos policiais, então, acertou o suspeito com um tiro após ele não obedecer a ordem para parar.

O Samu chegou a ser acionado, mas o homem não resistiu aos ferimentos. A PM apreendeu cinco facas com o suspeito.

O caso foi registrado como homicídio e morte decorrente de intervenção policial na Central de Polícia Judiciária (CPJ) e encaminhado para o 3ºDP de Santos.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco