Crianças ficaram desesperadas -

Subtenente da PM mata cachorro a tiros após animal pular eufórico na direção dele

Uma câmera de segurança flagrou um subtenente aposentado da Polícia Militar de Minas Gerais matando um cachorro a tiros em Guarapari (ES). O suspeito afirmou que foi "atacado" pelo Golden Retriever e agiu em legítima defesa, mas as imagens mostram que o PM correu atrás do bicho. As informações são do SBT News.

Foto: ReproduçãoCâmera registra subtenente da PM matando cachorro a tiros
Câmera registra subtenente da PM matando cachorro a tiros

Anderson Carlos Teixeira, de 52 anos, chegou a ser preso e autuado em flagrante por maus-tratos a animais, mas foi solto no dia seguinte após audiência de custódia sem mesmo pagar fiança. O cachorro "Churros" estava com os tutores, um casal que empurrava um carrinho de bebê, passeando na rua. 

O cão estava eufórico pelo passeio, segundo os tutores, e ao ver o policial, pulou em forma de brincadeira, como é comum da característica dinâmica e animada raça. Anderson tinha dito que o cão avançou, mas a câmera mostra que quando Anderson atravessou a rua, se deparou com o cão, que pulou. Os dois tomaram distância e golden, eufórico, pulou novamente. Uma criança de 12 anos viu a cena e entrou em desespero. 

O policial atirou uma vez, atingindo o animal, que saiu correndo desnorteado e ferido. Depois, foi atrás do cachorro e disparou novamente, causando a morte do cachorro. O pet foi socorrido e levado ao veterinário, mas não resistiu. As câmeras flagraram o desespero da família ao ver a cena. 

O PM foi convocado para uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-Tratos Contra Animais e ser ouvido, mas não compareceu. A tutora também foi convocada e deu o depoimento sobre o caso. O autor dos disparos pode ser chamado pela terceira vez e, caso não vá, pode ser solicitada condução coercitiva. A Polícia Civil segue investigando o caso. 

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco