Entraram sem impedimento -

Se passando por morador, criminoso invade prédio e faz família refém

Uma família foi feita refém dentro de seu próprio apartamento em Perdizes, bairro da zona oeste de São Paulo. Dois criminosos invadiram o condomínio de alto padrão, fingindo ser moradores, e foram flagrados por câmeras de monitoramento. O crime ocorreu na noite de terça-feira (09). Com informações do SBT News.

Foto: Reprodução

Os bandidos entraram no edifício pela portaria, sem levantar suspeitas. Um deles usava uma blusa e uma touca, mexendo no celular e passando pelos portões como se fosse um residente. O porteiro não exigiu identificação.

Segundo a polícia, um dos criminosos arrombou a porta de um apartamento vazio usando uma chave de fenda. Minutos depois, o comparsa também entrou no prédio, novamente sem ser questionado.

A dupla invadiu o apartamento onde estavam um casal e um bebê. Eles ameaçaram a família e roubaram joias, relógios, dinheiro, computadores e itens pessoais. Outro apartamento vazio também foi arrombado e furtado. Na saída, os ladrões passaram pela portaria sem impedimentos e ainda não foram identificados.

Reclamação de insegurança na região

Moradores de Perdizes reclamam da crescente insegurança no bairro. Especialistas sugerem que o aumento da criminalidade na área pode estar relacionado ao aumento do policiamento na região central, fazendo com que os criminosos migrem para bairros próximos.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, entre janeiro e maio de 2024, foram registrados mais de 1,2 mil roubos em Perdizes, um aumento de 18% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Em relação aos furtos, foram registradas mais de 4,5 mil ocorrências, um aumento de 18,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Apesar desse aumento em Perdizes, a análise da zona oeste, que inclui bairros como Perdizes, Pinheiros e Lapa, mostra uma queda nos índices de criminalidade. De janeiro a maio de 2024, foram registrados 9,3 mil roubos, uma redução de 9,6%. Os roubos diminuíram 21%, com 871 boletins de ocorrência. Os casos de homicídio doloso e estupro de vulneráveis também caíram, embora os furtos tenham aumentado.

Fonte: SBT News

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco