Detido pela Polícia Federal -

Médico é preso por racismo contra passageira chinesa em voo de São Paulo para Manaus

Um médico de 43 anos foi preso em flagrante pela Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, após proferir ofensas racistas contra uma passageira chinesa de 36 anos dentro de um avião da Latam. O incidente ocorreu durante um voo com destino a Manaus.

Segundo informações da PF, os comissários do voo acionaram as autoridades após o médico empurrar a mulher enquanto ela se preparava para se sentar. Testemunhas, incluindo dois advogados que estavam sentados ao lado da vítima, prestaram depoimento, confirmando a agressão e as palavras racistas proferidas.

O voo foi imediatamente cancelado devido ao ocorrido. O médico foi autuado com base no artigo 2º da lei 7.716/89, que criminaliza o racismo, sendo este um crime inafiançável. A Latam foi contatada para comentar o episódio, mas até o momento desta publicação, a companhia aérea não se manifestou. O espaço permanece aberto para futuros esclarecimentos.

Foto: Reprodução

Fonte: Metrópoles

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco