Detentos ainda levaram comidas -

Fugitivos de Mossoró invadem galpão e agridem agricultor, afirmam investigadores

Dois detentos que escaparam da penitenciária federal de Mossoró foram responsáveis por invadir um galpão durante a madrugada deste domingo (3/02), agredindo um agricultor que estava dormindo no local. Com informações do BNews.

Foto: Reprodução

De acordo com relatos de investigadores, os fugitivos chegaram à área rural de Baraúna (RN), onde um deles segurou o pescoço da vítima, perguntando se ele possuía arma e celular. A violência ocorreu após o homem negar ter um celular. Em seguida, os detentos fugiram com três pacotes de bolacha, uma carne em lata, dois pacotes de bolo e água gelada, conforme descrito por policiais.

Os fugitivos, identificados como Rogério da Silva Mendonça, 36 anos, conhecido como Martelo, e Deibson Cabral Nascimento, 34 anos, apelidado de Tatu ou Deisinho, têm vínculos com a facção criminosa Comando Vermelho, segundo as investigações.

As autoridades que estão conduzindo as buscas acreditam que os fugitivos ainda possam estar na região rural de Baraúna, última cidade do Rio Grande do Norte antes da fronteira com o Ceará. A área é marcada por propriedades rurais que cultivam diversos produtos, como melão, melancia, banana, mamão e cebola, facilitando a subsistência dos detentos.

Há relatos de duas funcionárias de uma fazenda próxima que avistaram os fugitivos na área conhecida como Vila Nova 2, na quinta-feira (29). Apesar da denúncia, uma operação policial não conseguiu localizá-los.

As operações de busca já duram 18 dias, com cerca de 600 policiais envolvidos, incluindo membros da Força Nacional. Helicópteros e drones estão sendo utilizados nas buscas. Até o momento, seis pessoas foram presas.

A fuga ocorreu na madrugada do dia 14 deste mês, gerando uma crise para o governo de Lula (PT), especialmente em um tema frequentemente explorado por seus oponentes políticos: a segurança pública.

Uma recompensa de R$ 15 mil por detento está sendo oferecida para quem fornecer informações que levem à captura dos fugitivos.

Fonte: BNews

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco