Entenda! -

Família agride PMs para evitar apreensão de moto, e policial chuta mãe

No momento em que abordavam um adolescente usando droga em uma rua da QNQ 4, em Ceilândia (DF), policiais foram ameaçados por um homem que pilotava moto com identificação adulterada e estava sem capacete. Os militares foram atrás do motociclista, e se iniciou um conflito com a família do rapaz. As informações são do Metrópoles.

A confusão generalizada deixou policiais feridos e a mãe de um dos envolvidos foi chutada quando já estava rendida.

De acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), a equipe abordou também o motociclista que resistiu. “Enquanto entrava brigando com os policiais, outras pessoas da família tentavam levar a moto para dentro do lote para evitar a apreensão”, indicou a corporação.

Vídeos chegam a mostrar familiares, incluindo menores de idade, sentados na moto para evitar que o veículo fosse levado pelos policiais militares. O caso aconteceu por volta das 8h da última quarta-feira (27/03).

Ao Metrópoles a PMDF afirmou que os militares foram atacados por mais pessoas que saíram de casa. Um dos soldados teve a mão quebrada e o joelho lesionado, enquanto outro policial quase teve a arma furtada. Assim que foi dada a voz de prisão e com a chegada do apoio, os agressores correram para dentro de casa a fim de evitar a ação policial.

No entanto, após toda a confusão, PMs tentaram conter a mãe dos rapazes envolvidos na briga. Imagens exibem a mulher deitada no chão, praticamente imobilizada, quando ela recebe um chute próximo ao rosto de um dos policiais.

Os envolvidos foram contidos e o menor de idade, autuado por uso e porte de entorpecente, ameaça e resistência. Outros quatro suspeitos foram detidos na 15ª DP por adulteração de veículo automotor, resistência e ameaça.

“Cabe salientar que durante toda a ocorrência os envolvidos ameaçaram os policiais de morte, dizendo que eles não iam terminar o ano vivos e que iam descobrir onde eles moravam. A mãe do menor de idade, que também foi detida, afirmou durante o percurso para a delegacia que ia denunciar falsamente os policiais por agressão”, informou a PMDF. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) irá investigar o caso.

A PMDF foi indagada sobre o posicionamento em relação ao ocorrido e a atuação do policial que chutou a mulher, mas não indicou uma resposta para o questionamento. O espaço segue aberto.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco