Crime bárbaro -

Capitão da PM que atirou em garota de programa usava carro oficial

Um policial militar, utilizando um veículo do Gabinete Militar do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), atirou em uma garota de programa em Aparecida de Goiânia, região metropolitana de Goiânia, no dia 11 de abril. O caso gerou repercussão após imagens de uma câmera de segurança registrarem o momento do ocorrido. Com informações do Metrópoles.

Foto: Reprodução

O TJ-GO emitiu uma nota afirmando que o PM foi "imediatamente dispensado" das atividades no tribunal assim que foi constatado o uso não autorizado do veículo oficial. O policial foi devolvido ao Comando da Polícia Militar e a apuração do caso ficou a cargo da corporação e da Polícia Civil de Goiás (PC-GO).

Assista o vídeo aqui!

Nas imagens da câmera de segurança, é possível observar a vítima se encontrando com o veículo onde estaria o PM. Momentos depois, a garota de programa cai na calçada, e o veículo deixa o local após 44 segundos. Segundo o advogado do PM, os tiros foram efetuados em legítima defesa, pois o policial teria sido alvo de uma tentativa de roubo por parte de três indivíduos.

A mulher atingida pelos disparos está em uma unidade de saúde, enquanto as investigações sobre o caso seguem em andamento.

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco