Andrea Tombolini é o acusado -

Acusado de esfaquear o zagueiro Pablo Marí é condenado a 19 anos de prisão

O indivíduo acusado de esfaquear o zagueiro Pablo Marí em outubro do ano passado foi sentenciado a uma pena de 19 anos e 4 meses de prisão em regime fechado. Com informações do Metrópoles.

Foto: Reprodução

Além de ter agredido o jogador, Andrea Tombolini, com 46 anos de idade, também causou ferimentos a outras quatro pessoas, resultando na trágica morte de uma delas.

Em adição à sua pena de prisão, o agressor, que sofre de distúrbios mentais, foi condenado pela Justiça de Milão a pagar uma multa de 30 mil euros (equivalente a R$ 155 mil) à família da vítima fatal, que era um funcionário do mercado onde Andrea perpetrara o ataque. Outros 15 mil euros (cerca de R$ 77 mil) serão destinados às outras pessoas feridas no incidente.

No decorrer de seu depoimento perante as autoridades, o acusado emitiu um pedido de desculpas pelo ataque. Apesar de ser diagnosticado com distúrbios mentais, um laudo apresentado durante o depoimento concluiu que Andrea Tombolini é capaz de compreender os eventos ocorridos. Ele alegou que a inveja em relação às pessoas felizes foi o que o motivou a cometer o crime.

Apesar do incidente, Pablo Marí não sofreu ferimentos graves durante o ataque, embora tenha requerido quase dois meses para recuperar-se completamente e retornar aos treinamentos.

Um dos médicos que o atendeu destacou a importância da musculatura atlética do jogador para evitar consequências mais severas. Pablo Marí, que foi um dos campeões com o Flamengo em 2019, atualmente atua no Monza, na Itália.

Fonte: Metrópoles

Instagram

Comentários

Trabalhe Conosco