Confira outros dados -

Pesquisa do IPPI aponta vitória de Rafael com 40% no primeiro turno contra 34% de Silvio

Pesquisa divulgada pelo IPPI Pesquisas e Consultoria revelam que o candidato a governador do Piauí Rafael Fonteles (PT) deve ganhar a eleição de 2022 ainda no primeiro turno, de acordo com o cálculo de votos válido, superando os 50% das intenções de voto.

A pesquisa foi realizada de 11 a 15 de setembro com 2 mil entrevistados e tem margem de erro de 2,19% para mais ou para menos. Ela está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-03135/2022 e no Tribunal Regional Eleitoral sob o número PI-02791/2022.

No levantamento estimulado, Rafael aparece com 40% das intenções de votos contra 34,7% de Silvio Mendes (União Brasil). 11,10% dos eleitores disse que ainda não sabe ou preferiu não opinar, outros 7,1% disse que não votaria em ninguém 2% que votaria nulo. Os demais candidatos pontuaram menos de 2% cada um. Confira o gráfico:

No cálculo de votos válidos, Rafael aparece com 50,06%, o que significaria uma vitória no primeiro turno. Silvio Mendes aparece com 43,43% neste cenário e Coronel Diego Melo (PL) com 2,07%. Veja:

Senador
47,10% afirma que deve votar em Wellington Dias (PT) e 21,7% em Joel Rodrigues (PP). 13,75% dos eleitores disse que não sabia ou preferiu não opinar. 9,75% que não votaria em ninguém e 2,6% disse que vota em branco ou nulo: Confira:

Presidente
Lula (PT) foi citado por 65,6% dos entrevistados enquanto 14,35% disse votar em Jair Bolsonaro (PL). 12,65% disse que não sabia ou preferia não opinar. Logo em seguida aparece Ciro Gomes (PDT) com 4,35%. Nenhum ou ninguém soma 1% e os demais candidatos pontuaram menos de 1% cada.

Deputado estadual
No levantamento para deputado estadual, Georgiano (MDB) foi citado por 2,5%, Gracinha Mão Santa (PP) por 1,9% e Janaínna Marques (PT) por 1,45%. Confira os demais citados:

Deputado federal
Para deputado federal, Rejane Dias foi a mais citada com 2,45% das intenções de votos, Júlio César (PSD) com 2,35% e Átila (PP) com 1,9%. Veja os dados:

Comentários