Intenção de voto · 29/07/2015 - 00h01 | Última atualização em 29/07/2015 - 16h02

BrVox/Campo Maior: Antônio Félix 33%, Liége com 14% e Ribinha 10%

BrVox/Campo Maior: Antônio Félix 33%, Liége com 14% e Ribinha 10%


Compartilhar Tweet 1



O 180 inicia nesta quarta-feira (29/07) a divulgação de uma série de pesquisa com intenção de voto nos principais municípios do Piauí. Até o fim do ano 80 pesquisa serão divulgadas em parceria com o Instituto BrVox.

E faltando pouco mais de um ano para as eleições municipais e a cidade de Campo Maior, que fica a 85km de Teresina, já tem pelo menos sete pré-candidatos a prefeito. De um lado, o atual prefeito Paulo Martins (PT) que lança quatro nomes por sua base aliada. De outro, o deputado estadual Antônio Félix (PSD), a médica Dra. Liége (PSB) e Josenaide (PP), presidente da Câmara de Vereadores, todos tentando tirar a base petista do poder.

Nesta disputa, quem sai na frente, segundo a pesquisa BrVox realizada no último dia 25 de junho, é o deputado estadual Antônio Félix. No levantamento, 33,44% dos entrevistados disseram que votariam no parlamentar para prefeito de Campo Maior. Mesmo no parlamento, Antônio Félix já disse em entrevistas à TV que vai começar a visitar a cidade, que está "carente" e em "situação complicada".

Em segundo lugar na pesquisa BrVox, sendo a preferência de 14,06% dos 320 entrevistados, aparece a médica Dra. Liége. Ela que já esteve tanto ao lado de Paulo Martins como do ex-prefeito João Félix, tenta mais uma vez chegar ao poder. Logo atrás da médica aparece Ribinha (PT), Secretaria Municipal de Educação e o mais bem colocado pré-candidato da base de Paulo Martins. Ele tem 10,31% das intenções de voto.

Em seguida aparece mais uma pré-candidata da base de Paulo Martins. Conceição Lima, que é secretária de Desenvolvimento Social e mulher do vereador Edvaldo Lima, tem 7,19% das intenções de voto. Na sequência, com 5,63% das intenções de voto aparece a presidente da Câmara de Campo Maior, Josenaide.

Dos entrevistados em Campo Maior, 2,81% disseram que votariam em Marco do Achico, médico do Programa de Saúde da Família. Outros 2,5% responderam que votariam em Fernando Miranda. Ainda no levantamento, 11,25% respondeu que ainda Não Sabe ou Não Opina sobre o voto, e 12,81% respondeu Nenhu/Nulo/Branco.

A pesquisa BrVox tem nível de confiança de 95% e margem de erro de 5,48%.

CONFRONTOS DIRETOS
O Instituto BrVox questionou também os entrevistados sobre as seguintes situações de confrontos diretos. Caso os candidatos fossem apenas Antônio Félix, Conceição Lima e Ribinha, o deputado sairia na frente com 38%. Conceição Lima e Ribinha, ambos da base de Paulo Martins, teriam juntos pouco mais de 24% das intenções de voto.

Na simulação do confronto entre Conceição Lima e Ribinha, o secretário de Educação sai na frente com 23% das intenções de voto. Neste cenário ainda é grande o número de indecisos.

Nem tantos indecisos assim no cenário de confronto entre Antônio Félix e Ribinha. Nesta situação o deputado teria 41% do eleitorado contra 20%.

A diferença de Antônio Félix para o segundo colocado aumenta quando o confronto direto é contra Conceição Lima. A secretária de Desenvolvimento Social teria apenas 15% dos votos contra 42% do deputado estadual.

PRESIDENTE DA CÂMARA
Como presidente da Câmara de Vereadores, a pré-candidata Josenaide Nunes não tem a melhor das avaliações. Medida na pesquisa BrVox, a avaliação do trabalho da pepista é para a maioria dos entrevistados Regular. Somente 4,69% avaliou a gestão da pré-candidata como Ótima, e 18,75% como Boa.

APROVAÇÃO DE PAULO MARTINS
E se os pré-candidatos de Paulo Martins não aparecem tão bem no levantamento, a aprovação do prefeito também não anima. Segundo levantamento do BrVox, 62,5% dos entrevistados disseram que Não Aprovam a gestão do petista. A aprovação vem de apenas 30% dos entrevistados.

Em relação à avaliação da gestão do petista, 28,44% dos entrevistados respondeu que considera Regular, 27,81% respondeu que acha Ruim, e 22,81% avaliam como péssimo. Apenas 2,81% consideram Ótima a administração e 14,06% avaliam como Boa.

MAIOR PROBLEMA DA CIDADE
Mais da metade dos campomaiorenses entrevistados pelo Instituto BrVox apontaram a questão da saúda como sendo o principal problema do município. 59,38% dos entrevistados respondeu que a área deveria ser prioritária na gestão atual. Logo em seguida, um número que surpreende por ficar à frente de segurança e educação, 10,94% responderam que geração de emprego é o maior problema de Campo Maior.

APROVAÇÃO DA PRIMEIRA-DAMA
Também foi questionado aos entrevistados pelo BrVox como eles avaliam os trabalhos da primeira-dama da cidade, Walquíria Rodrigues. No levantamento, 52,81% respondeu que Não Aprova enquanto 28,13% respondeu que Aprova.

Para saber como encomendar pesquisa BrVox entre em contato com Lorenna Ribeiro (86 9 9984-2767) ou com Joaquim Borges (86 9 9981-5322)

Se deseja tirar dúvidas ou saber mais informações técnicas à respeito do levantamento fale com Amanda Santos (86 9 8167-8818 ou 86 9 9427-0613)