Veja a aprovação do prefeito · 21/04/2019 - 11h34

BrVox | Fernando Miranda é apontado como vereador mais atuante de Campo Maior


Compartilhar Tweet 1



O presidente da Câmara de Campo Maior, Fernando Miranda, é considerado o vereador mais atuante, por 11,61% dos entrevistados na pesquisa BrVox, realizada entre os dias 16 e 17 de abril.

Apesar de filiado ao PT, Fernando Mirando rompeu com o prefeito Professor Ribinha e entregou cargos que indicava na prefeitura de Campo Maior. E mesmo fora da base aliada, é reconhecido pela população, em mais um sinal da dificuldade que Ribinha tem de se firmar como líder.

A segunda considerada mais atuante, com 8,76%, é a vereadora Sílvia do Caú, seguida de Edvaldo Lima, com 8,14%. Seguem Manin Pereira (5,09%), Luís Lima (4,68%), Daniel Soares (4,48%), Neto dos Corredores (4,48%), Hamilton Segundo (4,07%), Gabriela Pinho (4,07%), João Maroca (3,26%) e Sena Rosa (3,05%).

Por fim, aparecem Paiva Lasqueirão (2,85%) e Geraldo Paz (2,445). 32,99% dos entrevistados não souberam ou não quiseram opinar.

O levantamento foi feito com múltipla escolha, com os entrevistados apontando dois vereadores.


Antônio Félix lidera intenção de voto em Campo Maior

Novos números do Instituto BrVox, que o 180graus divulga neste sábado (20), denotam a dificuldade que o prefeito Professor Ribinha (PT) terá dificuldade de convencer os aliados a encampar sua campanha à reeleição em Campo Maior (PI).

A um ano e meio das eleições municipais, quem lidera as intenções de voto no município é Antônio Félix, tendo a preferência de 30, 31% dos entrevistados, em levantamento realizado nos dias 16 e 17 de abril, sondando os principais pré-candidatos no município.

Em segundo lugar, quem aparece é o empresário Devan Eugênio, que foi candidato a deputado estadual em 2018, que para prefeito, soma 20,63% de preferência.

Ribinha só aparece em terceiro lugar, com 18,44%. Ainda na estimulada, o presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Miranda, tem 8,44%. Indecisos foram 3,44%. Nenhum, nulo, branco somam 18,75%.

O BrVox simulou ainda os seguintes cenários de confronto direto:

*Números completos abaixo

Em todos as quatro possibilidades de confronto simuladas pelo BrVox, Ribinha sai perdendo. Mesmo para nomes novos, como o da DraHelderlene, e para Joãozinho, interessado na pré-candidatura em Jatobá do Piauí, mas que ainda é opção de candidatura da Família Félix em Campo Maior.

Gestão

No levantamento, os campomaiorenses entrevistados puderam ainda analisar a gestão do prefeito Ribinha, que foi desaprovada por 65,31%. Só 27,81% responderam que aprovam o trabalho do petista. 6,88% não souberam ou não quiseram opinar.

Na avaliação, a gestão foi considerada péssima por 33,13%. É regular para 32,5% e ruim para 13,13%. Apenas 12,81% consideram boa, e 5% avaliam como ótima. Não souberam ou não opinaram 3,44%.

O BrVox ainda perguntou sobre a condição de vida de cada um na gestão de Ribinha. Para 76,25%, a vida não melhorou desde então. 18,13% disseram que sim, que suas vidas melhoraram. Não souberam ou não opinaram foram 5,63%.

Confrontos diretos | Dados completos

Cenário 1

  • DraHelderlene Eugênio - 43,44%
  • Professor Ribinha - 25,62%
  • Não Sabe/Não Opina - 4,69%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 26,25%

Cenário 2

  • Devan Eugênio - 45,63%
  • Professor Ribinha - 26,25%
  • Não Sabe/Não Opina - 4,69%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 23,44%

Cenário 3

  • Antônio Félix - 50,31%
  • Professor Ribinha - 27,5%
  • Não Sabe/Não Opina - 3,13%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 19,06%

Cenário 4

  • Joãozinho Félix - 50,63%
  • Professor Ribinha - 25,94%
  • Não Sabe/Não Opina - 3,13%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 20,31%

Pesquisa indica que Paulo Martins pode ser candidato a prefeito em 2020

O clima de rivalidade entre os líderes petistas na cidade de Campo Maior fica mais acirrado a cada dia. A debandada de nomes da base aliada e os recorrentes desentendimentos entre líderes do Legislativo e o prefeito Professor Ribinha podem até mesmo complicar a pretensa candidatura do gestor à reeleição.

São pelejas como a de Fernando Miranda, presidente da Câmara de Vereadores, com Paulo Martins. Inimizade que aflorou quando ex-prefeito fez campanha para ajudar Luis Lima a tomar o lugar do rival na chefia do Legislativo municipal.

Depois foi a vez de Miranda romper com o prefeito Ribinha, com direito a discurso em Plenário e entrega de cargos como o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Campo Maior), que era de sua indicação.

Outra ponta solta do Partido dos Trabalhadores é Raimundo Pereira, ex-presidente da legenda no município, e que disputou as eleições em 2018 para deputado estadual, obtendo 1.063 votos no colégio eleitoral.

Uma salada que pode favorecer Paulo Martins, considerando a inabilidade política de Ribinha em manter um time coeso de aliados. Prova disso os números que o Instituto BrVox divulga agora, de pesquisa realizada em Campo Maior, para saber: quem é o principal líder do PT no município?

Para 48,75%, é de fato Paulo Martins. Na opinião de 12,19%, é o vereador Fernando Miranda. 10,31% avaliam que é Raimundo Pereira. E somente 7,81% apontaram o nome do prefeito Ribinha. 20,94% não souberam ou não opinaram.

A pesquisa deixa claro que os problemas de viés político enfrentados pelo prefeito têm reflexo no modo como a população o referencia como gestor. Evidente também que o sinal para Ribinha está amarelo, apesar de ainda haver tempo para correr atrás do prejuízo. Mas se o professor não fizer o próprio dever de casa, a base por demais insatisfeita não hesitaria em rejeitar sua candidatura à reeleição para apoiar Paulo Martins, sustentados na boa aceitação do político como líder e articulador.

Dados da pesquisa

Foram ouvidas 320 pessoas na zona Urbana de Campo Maior, entre 16 e 17 de abril. A margem de erro é de 5,48% e o nível de confiança é de 95%


Comentários