Intenção de voto para prefeito · 20/03/2020 - 00h01

Amostragem/Campo Maior | Joãozinho Félix 49% x Ribinha 26%


Compartilhar Tweet 1



O 180graus divulga, nesta sexta-feira (20/03), números da Pesquisa Amostragem realizada na cidade de Campo Maior, com números da intenção de voto para prefeito. 

No levantamento estimulado, em cenário de confronto direto, quem lidera é o pré-candidato Joãozinho Félix, somando 49,14% de preferência. Já o prefeito Professor Ribinha tem 26,04% de intenção de voto. 

Dos entrevistados, 15,48% responderam que não votariam em nenhum dos dois. 7,13% não souberam ou não quiseram opinar. 2,21% responderam nulo/branco.

Foi medida ainda a preferência entre Ribinha e o ex-prefeito Paulo Martins, que tem sido cotado para disputar as eleições pela base petista, diante da incerteza política sobre a pré-candidatura à reeleição do atual gestor.

Na estimulada, 33,66% disseram que preferem votar em Paulo Martins. 20,88% responderam que votariam em Ribinha. 33,42% não votariam em nenhum dos dois. 

8,6% não souberam ou não quiseram opinar, e 3,44% responderam nulo/branco. 

Números da gestão
O Amostragem também mediu em Campo Maior os números da gestão petista.
Dos entrevistados, 59,21% disseram não aprovar a forma de administrar do prefeito Ribinha. 36,12% responderam que aprovam.

4,67% não souberam ou não quiseram opinar.

Na avaliação, 35,63% consideram Péssima a gestão de Ribinha. É Regular na opinião de 33,42%. 

13,27% consideram Boa, 11,06% avaliam como Ruim, e apenas 2,95% dizem ser Ótima. Dos entrevistados, 3,69% não souberam ou não quiseram responder.

Dados da pesquisa
A Pesquisa Amostragem em Campo Maior foi realizada nos dias 10 e 12 de março, nas Zonas Urbana e Rural, ouvindo 407 eleitores. Está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número PI-08870/2020. Tem margem de erro de 4,76% e nível de confiança de 95%.

Comentar
Veja ainda a Intenção de voto · 23/02/2020 - 00h01

Credibilidade/Cocal-PI: Prefeito Rubens Vieira tem gestão aprovada por 72%


Compartilhar Tweet 1



O blog Pesquisa Eleitoral do 180graus traz, neste domingo (23/02), os números da nova pesquisa Credibilidade realizada no município de Cocal, a 268 quilômetros de Teresina. Além do clima da pré-campanha para as Eleições 2020, o levantamento traz ainda os números da gestão de Rubens Vieira, cujo trabalho à frente da prefeitura tem aprovação de 72,29% dos entrevistados pelo instituto.

Apenas 18% responderam que não aprovam e outros 9,71% não souberam ou não quiseram opinar.

Aprovação que reflete na capacidade de Rubens para transferência de voto. Dos eleitores ouvidos pelo Credibilidade, 54,57% disse votar em um candidato apoiado pelo atual prefeito. Para 16,86%, depende do candidato. 18,86% disse que não votaria, e 9,71% não soube ou não quis opinar.

Rubens é ainda apontado como a maior liderança política de Cocal. No levantamento espontâneo, 66% apontou o nome do prefeito. Como lideranças, foram mencionados ainda os nomes de Dr. Cristiano (8,29%), Monção (1,43%), Nonatim do Sindicato (1,14%), Adriana Luísa (0,29%) e Zé Maria (0,29%). Os que não souberam ou não quiseram opinar somam 22,57%.

Intenção de voto

O atual vice-prefeito de Cocal, Nonatim do Sindicato, foi o nome mais citado na pesquisa espontânea de intenção de voto para prefeito, em 2020. Foi mencionado por 57,14% dos entrevistados. Mencionados ainda Dr. Cristiano (16,57%), Gilson da Serraria (1,14%) e Elizeu Veras (0,29%). Indecisos somam 24,86%.

Nonatim também lidera na estimulada, com 62,86% de intenção de voto. Dr. Cristiano fica em segundo, com 19,14%. Gilson da Serraria tem 1,71%. Elizeu Veras não pontuou. Indecisos somam 12,29% e os que responderam nenhum/nulo/branco, 4%.

Dados da pesquisa

A pesquisa Credibilidade em Cocal foi realizada nos dias 15 e 16 de fevereiro, ouvindo 350 eleitores. Está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número PI-03052/2020. Tem margem de erro de 5,2% para mais ou para menos, e nível de confiança de 95%.

Comentar
Intenção de voto para prefeito · 12/02/2020 - 17h01 | Última atualização em 12/02/2020 - 17h45

Credibilidade/Nossa Senhora dos Remédios: Dr. Zé Fernando tem 60% de intenção de voto


Compartilhar Tweet 1



O pré-candidato Dr. Zé Fernando lidera pesquisa de intenção de voto para prefeito de Nossa Senhora dos Remédios. É o que aponta levantamento realizado pelo Instituto Credibilidade no município, localizado a 182 quilômetros de Teresina.

Na estimulada, o médico alcança 60,67% das intenções de voto. Em segundo lugar fica o ex-prefeito Zé Alexandre, com 14,33% de preferência.

Pedro Filho tem 4%, seguido de Carlos Couto com 1,33% e de Júnior Jabarão, com 0,67%. 

Indecisos somam 12,33%. E 6,67% responderam nenhum/nulo/branco.

Espontânea
No levantamento espontâneo, Dr. Zé Fernando também lidera, sendo mencionado como intenção de voto de 50,33% dos entrevistados. O segundo nome mais lembrado foi o de Zé Alexandre, com 12,33%.

Seguem Pedro Filho com 3,67%, Carlos Couto e Júnior Jabarão, com 1% cada, e Manoel Lázaro, com 0,33%. Dos entrevistados, 2,33% responderam nenhum, e 29% não souberam ou não quiseram opinar.

Dados da pesquisa
O levantamento do Credibilidade foi realizado entre os dias 6 e 8 de fevereiro, ouvindo 300 eleitores. Está registrado no Tribunal Regional Eleitoral com o número PI01772/2020. Tem margem de erro de 5,5% e nível de confiança de 95%.

Comentar
Instituto Opinar denunciou · 03/02/2020 - 17h46 | Última atualização em 03/02/2020 - 18h01

Pesquisa falsa circula em cidade do Piauí e instituto registra queixa em delegacia


Compartilhar Tweet 1



O proprietário do Instituto de Pesquisa Opinar, Rodrigo Melo, registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Crimes de Informática após um pesquisa falsa circular em grupos de WhatsApp.

A pesquisa falsa foi divulgada no grupo 'Cada Dia Pior C. Castro' e trazia dados inexistentes sobre intenções de votos para a cidade.

O proprietário do instituto afirmou no boletim de ocorrência que a pesquisa é inverídica, apresentou percentuais de maneiras equivocadas e somatório incorreto, trazendo danos à imagem da empresa.

A pessoa que compartilhou a pesquisa já foi identificada e ela poderá responder pelo caso.

 

Comentar
Veja avaliação do petista · 23/01/2020 - 15h44 | Última atualização em 23/01/2020 - 16h44

Estimativa/Campo Maior: gestão de Ribinha tem 72% de reprovação


Compartilhar Tweet 1



Levantamento realizado em Campo Maior pelo Instituto Estimativa/R10, no dia 17 de janeiro, mostra que 72,75% dos entrevistados desaprovam a gestão do prefeito Professor Ribinha. Dos 400 eleitores ouvidos no município, apenas 13,5% disse aprovar a administração do petista.

9,25% não souberam opinar e 4,5% respondeu nenhum/nulo/branco.

Já na avaliação, 32,75% considera a administração de Ribinha regular. É péssima na opinião de 31,25%. Para 22% é ruim. Boa para 8% e ótima na avaliação de 1,75%. 4,25% não soube ou não quis opinar.

Os entrevistados puderam ainda avaliar como estão suas vidas na gestão do petista. Para 78,25%, a vida não melhorou desde que o petista assumiu a prefeitura. Na opinião de 9,75%, a vida está sim melhor na gestão de Ribinha. 12% não soube ou não quis opinar.

Intenção de voto

O Estimativa fez ainda levantamento da intenção de voto para prefeito de Campo Maior. Na espontânea, o nome mais lembrado foi o do ex-prefeito Joãozinho Félix, somando 12,5% das menções. Ribinha foi o segundo mais citado, aparecendo com 5,5%. Em seguida está Paulo Martins, mencionado por 4,5% dos entrevistados.

Com 0,25% das menções, cada um, aparecem os nomes de Antônio Félix, Carbureto, Devan Eugênio, Gabriela Pinho e Wilson Espíndola.

48% não soube ou não quis opinar e 28,25% respondeu nenhum/nulo/branco.

Cenários estimulados

A pesquisa traz ainda cenários de confronto direto entre os principais pré-candidatos. Em uma situação de embate entre Joãozinho Félix e Ribinha, o primeiro lidera com 42,75% das intenções de voto, contra 13,25% de preferência para o petista. 35,5% responderam nenhum/nulo/branco e os indecisos somam 8,5%.

Já entre Devan Eugênio e Ribinha, o empresário aparece um pouco à frente, com 14% das intenções de voto. O petista fica com 13,75%. Os que responderam nenhum/nulo/branco somam 56,75% e indecisos, 15,5%.

Um dos cenários traz como candidato do PT o ex-prefeito Paulo Martins contra Joãozinho. O membro da Família Félix leva a melhor, com 37,5% das intenções de voto contra 15,25% para o ex-gestor. 36,75% respondeu que votaria nulo/branco/nenhum e 10,5% disse que não sabe ou não quis opinar. 

Nome do PT

Os eleitores de Campo Maior ouvidos pelo Estimativa apontaram ainda quem preferem que seja escolhido como candidato do Partido dos Trabalhadores, para disputar a reeleição para prefeito. 17,75% opinou pelo nome de Paulo Martins. 10,75% disse preferir Ribinha, para disputar a reeleição.

53,25% respondeu nenhum/nulo/branco e 18,25% não soube ou não quis opinar.

Dados da pesquisa

Registrado no Tribunal Superior Eleitoral com o número PI-00034/2020, a Pesquisa Estimativa em Campo Maior foi realizada no dia 17 de janeiro, ouvindo 400 eleitores. Tem margem de erro de 4,9% e nível de confiança de 95%.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Pompilio Evaristo Cardoso Filho, mais conhecido como Pompilim, lidera intenção de voto para prefeito na cidade de São Miguel do Tapuio. Em levantamento estimulado realizado pelo Credibilidade, ele tem 54,67% de preferência. Está bem à frente de Miguel Vieira, segundo colocado na pesquisa, que soma 16%.

A pré-candidata Neide Alves ficou em terceiro, com 13%. Neste cenário, 15% dos entrevistados não souberam ou não quiseram opinar, e 1,33% respondeu nenhum, nulo ou branco.

Na espontânea, o nome mais lembrado foi o de Pompilim, mencionado por 39,33%. Citados ainda Miguel Vieira (13%), Neide Alves (5,33%) e Lincoln (4%). Indecisos foram 38,33%.

Confronto direto

Dois cenários de confronto direto foram simulados pelo Instituto, que seguem:

- Cenário 1

  • Pompilim - 55,33%
  • Miguel Vieira - 18,67%
  • Não sabe/Não opina - 21,67%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 4,33%

- Cenário 2

  • Pompilim - 58,67%
  • Neide Alves - 14,33%
  • Não sabe/Não opina - 23%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 4%

Transferência de voto

Questionados, 40,33% dos entrevistados disseram que não votariam em um candidato apoiado por Lincoln Matos. 16% respondeu que sim. Para 33%, depende do candidato. Indecisos somam 10,67%.

Maior líder político

Em questionamento espontâneo, 44% dos entrevistados apontaram Pompilim como o maior líder político de São Miguel do Tapuio, atualmente. Para 23,67%, é Lincoln Matos. Seguem Miguel Vieira (6%), Jandira (3%) e Neide Alves (1%). Os restantes 22,33% não souberam ou não quiseram opinar.

Avaliação do atual prefeito

O Credibilidade mediu a avaliação do prefeito Lincoln Matos. Foi considerada Ótima por 3%. É boa para 19,33%. Regular na opinião de 42,67%. Ruim para 28,67%, e Péssima na opinião de 5% dos entrevistados. 1,33% não souberam ou não quiseram opinar.

Dados da pesquisa

O levantamento do Credibilidade em São Miguel do Tapuio foi realizado nos dias 23 e 24 de novembro, ouvindo 300 eleitores das zonas Rural e Urbana.

Tem margem de erro de 5,6% e nível de confiança de 95%.

Comentar
Veja números da rejeição · 05/12/2019 - 09h35 | Última atualização em 05/12/2019 - 17h37

Credibilidade/Porto Alegre do Piauí | Márcio Neiva lidera intenção de voto com 75%


Compartilhar Tweet 1



O prefeito Márcio Neiva lidera pesquisa de intenção de voto na cidade de Porto Alegre do Piauí. Em levantamento estimulado realizado pelo Instituto Credibilidade, ele aparece com 75% de preferência dos entrevistados. Como pré-candidato à reeleição no município, está bem à frente do segundo colocado na pesquisa, advogado João Carlos, que soma 17%.

Na pesquisa, os indecisos somam 6% e os que responderam nulo/branco foram 2%.

Márcio Neiva também lidera na espontânea. Seu nome foi o mais lembrado por 62,33%. O nome do advogado João Carlos foi mencionado por 13,67%. Os que não souberam ou não quiseram opinar somam 24%.

Rejeição

Na rejeição, 53,67% disseram não votar de jeito nenhum em João Carlos. 13,67% descartaram voto em Márcio Neiva. 16,67% não quiseram ou não souberam opinar e 16% responderam nenhum/nulo.

Maior liderança

O prefeito foi apontado por 58,67% dos eleitores como a maior liderança política de Porto Alegre do Piauí. Para 8% é o advogado João Carlos, para 1% é o deputado Gustavo Neiva e para 0,33% é o ex-presidente da Codevasf, Avelino Neiva.

32% não quis ou não soube opinar.

Gestão de Márcio Neiva

O Credibilidade ouviu os eleitores em Porto Alegre do Piauí sobre a administração do prefeito, que alcançou 80% de aprovação. Os que desaprovam somam 14,33%. 

5,67% não quis ou não soube opinar.

Dados da pesquisa

A pesquisa Credibilidade foi realizada no 1º de dezembro, ouvindo 300 eleitores nas zonas Rural e Urbana do município. A margem de erro é de 5,2% e o nível de confiança 95%

Comentar
Pesquisa de intenção de voto · 21/11/2019 - 09h34

Credibilidade/Floriano | Almir Reis tem 41%, Joel Rodrigues 28% e Bilú 10%


Compartilhar Tweet 1



O pastor Almir Reis lidera pesquisa de intenção de voto para prefeito da cidade de Floriano. Em levantamento estimulado realizado pelo Instituto Credibilidade, ele aparece com 41,71% de preferência entre os eleitores entrevistados.

O atual prefeito e pré-candidato à reeleição, Joel Rodrigues, aparece em segundo com 28% de intenção de voto. O vereador Bilú, em terceiro na pesquisa, soma 10,86% de preferência. É seguido de Professor Gilmar Duarte, com 4,57%, de Maurício Bezerra, somando 1,71%, e do vereador Antônio José, que pontuou em 0,86%.

Dos entrevistados, 12,29% não souberam ou não quiseram opinar.

Espontânea

Na espontânea, Almir Reis foi o mais lembrado pelos eleitores. Seu nome foi mencionado por 35,14%. Joel Rodrigues somou 27,71% das menções. Citados ainda os nomes de Bilú (8,57%), Professor Gilmar (1,14%), Professor Gilmar Duarte (0,86%), Maurício Bezerra (0,57%) e Antônio José (0,57%). Os que não souberam ou não quiseram opinar somam 25,43%. Neste tipo de levantamento, o eleitor diz o nome de sua preferência, sem indicação do pesquisador.

O Credibilidade simulou também os seguintes cenários:

- Se a eleição fosse hoje e fossem somente esses os candidatos, em quem você votaria?

  • Almir Reis - 45,45%
  • Joel Rodrigues - 28.29%
  • Bilú - 12%
  • Não sabe/Não opina - 14,29%

- Se a eleição fosse hoje e fossem somente esses os candidatos, em quem você votaria?

  • Almir Reis - 48%
  • Joel Rodrigues - 28,86%
  • Maurício Bezerra - 2,57%
  • Não sabe/Não opina - 20,57%

Foram simulados ainda os seguintes cenários de confronto direto:

- Cenário 1

  • Almir Reis - 48,86%
  • Joel Rodrigues - 28,57%
  • Não sabe/Não opina - 22,57%

- Cenário 2

  • Joel Rodrigues - 31,14%
  • Bilú - 31,14%
  • Não sabe/Não opina - 37,71%

Rejeição

Os eleitores em Floriano foram ainda questionados em quem não votariam de jeito nenhum para prefeito. Quem aparece com maior rejeição é o atual gestor, Joel Rodrigues, com 38,86%. Dos entrevistados, 11,71% responderam que não votariam em Almir Reis. 7,71% disse não votar em Professor Gilmar. 7,43% não votaria em Maurício Bezerra, 7,43% não votaria em Antônio José e 5,14% não votaria em Bilú. 

21,71% não soube ou não quis opinar.

Gestão de Joel Rodrigues

Quando perguntados sobre a administração municipal, 62,57% disse não aprovar o trabalho de Joel Rodrigues na prefeitura. É aprovado por 32,29%. 5,14% não soube ou não quis opinar.

Dados da pesquisa

O levantamento do Credibilidade em Floriano foi realizado nos dias 15 e 16 de novembro, ouvindo 350 eleitores em bairros da Zona Urbana e em povoados da Zona Rural. A margem de erro admitida é de 4,9% pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O prefeito Professor Ribinha alcançou índice recorde de reprovação na cidade de Campo Maior. Em levantamento realizado pelo Instituto Credibilidade, 80,5% dos entrevistados disseram que não aprovam a gestão do petista. Números que podem complicar ainda mais a empreitada de Ribinha na tentativa de disputar a reeleição pelo Partido dos Trabalhadores.

Na pesquisa, só 11% disse aprovar a gestão do prefeito. 5% não quis ou não soube opinar. 3,5% respondeu nenhum.

Na avaliação, 2,25% considera a gestão como ótima. É boa para 8,5%, regular na opinião de 13%, ruim para 53% e péssima para 18,5% dos entrevistados. 2,75% não quis ou não soube opinar, e 2% respondeu nenhum.

O Credibilidade quis saber ainda se a vida dos campomaiorenses entrevistados melhorou na gestão de Ribinha. 

9,25% respondeu que sim. 83,25% disse que não. 5,25% não soube ou não quis opinar. E 2,25% respondeu nenhum.


Intenção de voto para prefeito de Campo Maior

O ex-prefeito Joãozinho Félix lidera pesquisa de intenção de voto para prefeito de Campo Maior, em 2020. No levantamento estimulado realizado pelo Instituto Credibilidade, ele soma 52% de preferência.

É seguido por outro ex-prefeito, Paulo Martins, com 23,25% de intenção de voto. O atual prefeito, professor Ribinha, cuja candidatura à reeleição ainda é tida como incerta no Partido dos Trabalhadores, soma apenas 8,50%.

Dos entrevistados, 10,5% não souberam ou não quiseram opinar. Os que responderam nenhum, nulo ou branco somam 5,75%.

Espontânea

Na espontânea, quatro nomes foram citados. Joãozinho foi o mais lembrado, mencionado por 39% dos entrevistados. Paulo Martins foi citado por 15,75%. Professor Ribinha somou 6,75% e Fernando Miranda foi lembrado por 0,5%. 38% não soube ou não quis opinar. 

Confronto direto

O Credibilidade simulou ainda cenários de confronto direto. Entre Joãozinho e Paulo Martins, o primeiro leva a melhor com 52% de intenção de voto, contra 27,75% do petista. Indecisos são 13,25% e os que responderam nenhum, nulo ou branco somam 7%.

Já no embate entre Joãozinho e Ribinha, o ex-prefeito melhora seu desempenho e vai a 57,5% de intenção de voto, contra 12% para o petista. 17,5% não souberam ou não quiseram opinar, e os restante 13% disse que votaria nenhum, nulo ou branco.

Melhor prefeito

A pesquisa questionou ainda os eleitores de Campo Maior sobre quem foi o melhor prefeito da cidade, considerando os que são pré-candidatos. Na opinião de 53,75%, o melhor foi Joãozinho Félix. Para 27,5% o melhor foi Paulo Martins. Ribinha é o melhor na opinião de 5,75%. Indecisos somam 6,5% e os que responderam nenhum, 6,5%.

Escolha do candidato a vereador

Os eleitores também foram sondados sobre o processo de decisão na escolha do candidato a vereador. 32,75% escolheriam um candidato ligados ao ex-prefeito Joãozinho. 5% tem preferência por um nome ligado ao prefeito Ribinha. Para 45%, tanto faz. 

Indecisos somam 12,75% e os que responderam nenhum, nulo, branco são 4,5%.

Dados da pesquisa

O levantamento do Credibilidade em Campo Maior foi realizado nos dias 12 e 13 de novembro, ouvindo 400 eleitores. A margem de erro é de 4,9% e o nível de confiança é de 95%.

Comentar
Intenção de voto para prefeito · 14/11/2019 - 12h19

Credibilidade/Campo Maior: Joãozinho 52%, Paulo Martins 23% e Ribinha 8%


Compartilhar Tweet 1



O ex-prefeito Joãozinho Félix lidera pesquisa de intenção de voto para prefeito de Campo Maior, em 2020. No levantamento estimulado realizado pelo Instituto Credibilidade, ele soma 52% de preferência.

É seguido por outro ex-prefeito, Paulo Martins, com 23,25% de intenção de voto. O atual prefeito, professor Ribinha, cuja candidatura à reeleição ainda é tida como incerta no Partido dos Trabalhadores, soma apenas 8,50%.

Dos entrevistados, 10,5% não souberam ou não quiseram opinar. Os que responderam nenhum, nulo ou branco somam 5,75%.

Espontânea

Na espontânea, quatro nomes foram citados. Joãozinho foi o mais lembrado, mencionado por 39% dos entrevistados. Paulo Martins foi citado por 15,75%. Professor Ribinha somou 6,75% e Fernando Miranda foi lembrado por 0,5%. 38% não soube ou não quis opinar. 

Confronto direto

O Credibilidade simulou ainda cenários de confronto direto. Entre Joãozinho e Paulo Martins, o primeiro leva a melhor com 52% de intenção de voto, contra 27,75% do petista. Indecisos são 13,25% e os que responderam nenhum, nulo ou branco somam 7%.

Já no embate entre Joãozinho e Ribinha, o ex-prefeito melhora seu desempenho e vai a 57,5% de intenção de voto, contra 12% para o petista. 17,5% não souberam ou não quiseram opinar, e os restante 13% disse que votaria nenhum, nulo ou branco.

Melhor prefeito

A pesquisa questionou ainda os eleitores de Campo Maior sobre quem foi o melhor prefeito da cidade, considerando os que são pré-candidatos. Na opinião de 53,75%, o melhor foi Joãozinho Félix. Para 27,5% o melhor foi Paulo Martins. Ribinha é o melhor na opinião de 5,75%. Indecisos somam 6,5% e os que responderam nenhum, 6,5%.

Escolha do candidato a vereador

Os eleitores também foram sondados sobre o processo de decisão na escolha do candidato a vereador. 32,75% escolheriam um candidato ligados ao ex-prefeito Joãozinho. 5% tem preferência por um nome ligado ao prefeito Ribinha. Para 45%, tanto faz. 

Indecisos somam 12,75% e os que responderam nenhum, nulo, branco são 4,5%.

Dados da pesquisa

O levantamento do Credibilidade em Campo Maior foi realizado nos dias 12 e 13 de novembro, ouvindo 400 eleitores. A margem de erro é de 4,9% e o nível de confiança é de 95%.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O ex-prefeito Antônio Lages lidera pesquisa de intenção de voto para prefeito, na cidade de Batalha. No levantamento estimulado realizado pelo Instituto Credibilidade, ele soma 37% de preferência entre os entrevistados.

Em segundo aparece o atual prefeito, João Messias, com 17%, seguido da ex-vereadora Shammara, com 14,67%, de Adão, com 6,33% e de Zé Luiz, com 5,33%. 

Dos entrevistados, 19,67% não souberam ou não quiseram opinar.

O Credibilidade também simulou cenários de confronto direto entre os pré-candidatos.

Cenário 1

  • Antônio Lages - 50,67%
  • João Messias - 17,33%
  • Não Sabe/Não Opina - 32%

Cenário 2

  • Adão - 37,33%
  • João Messias - 17%
  • Não Sabe/Não Opina - 45,67%

Cenário 3

  • Shammara - 40,33%
  • João Messias - 17,67%
  • Não Sabe/Não Opina - 42%

Cenário 4

  • Zé Luiz - 27,33%
  • João Messias - 17,33%
  • Não Sabe/Não Opina - 55,33%.

Rejeição
Os entrevistados foram consultados sobre a rejeição entre os pré-candidatos. 57% respondeu que não votaria de jeito nenhum em João Messias. 6,33% descartou voto em Antônio Lages. 5% disse não votar em Shammara e 4,33% não votaria em Zé Luiz. 2,67% respondeu que não vota em Adão.

24,67% não soube ou não quis opinar.

Aprovação
O Credibilidade mediu ainda a percepção dos entrevistados sobre a administração do atual prefeito João Messias. 21% respondeu que aprova e 62,33% disse que não aprova. 16,67% não soube ou não quis opinar.

Dados da pesquisa
O levantamento do Credibilidade em Batalha foi realizada nos dias 11 e 12 de outubro, ouvindo 300 pessoas nas zonas Urbana e Rural. A margem de erro é de 5,5% e nível de confiança de 95%.

Comentar
Intenção de voto para prefeito · 08/11/2019 - 21h41 | Última atualização em 08/11/2019 - 22h30

Credibilidade/Conceição do Canindé | Adriano 32%, Júnior 24%, Mirim 19% e Brenno 5%


Compartilhar Tweet 1



O ex-prefeito de Conceição do Canindé, Adriano Veloso, lidera pesquisa de intenção de voto para prefeito, realizada pelo Instituto Credibilidade. No levantamento estimulado, ele soma 32% de preferência.

Júnior aparece em segundo, com 24,33%, seguido do atual prefeito, Alcimiro Mirim, com 19,33%. Brenno Felipe aparece com 5%. Dos entrevistados, 19,33% não souberam ou não quiseram opinar.

O instituto simulou ainda cenários de confronto direto:

Cenário 1

  • Adriano - 39,67%
  • Alcimiro Mirim - 19,67%
  • Não Sabe/Não Opina - 40,67%

Cenário 2

  • Júnior - 35,67%
  • Alcimiro Mirim - 21,33%
  • Não Sabe/Não Opina - 43%

Cenário 3

  • Alcimiro Mirim - 23,67%
  • Brenno - 17,33%
  • Não Sabe/Não Opina - 59%

Cenario 4

  • Adriano - 50,33%
  • Brenno - 11%
  • Não Sabe/Não Opina - 38,67%

Cenário 5

  • Adriano - 44,33%
  • Júnior - 27,33%
  • Não sabe/Não Opina - 28,33%

Rejeição
O Credibilidade mediu ainda a rejeição dos pré-candidatos até agora apontados por lideranças e partidos, no município. 37,67% disse que não votaria em Alcimiro Mirim, 16,33% disse não votar em Brenno, 4,67% disse não votar em Júnior e 2,67% só descartou voto em Adriano.

38,67% não quis ou não soube opinar.

Gestão do prefeito
Os eleitores também foram questionados sobre a gestão do prefeito Alcimiro Mirim. 25,33% respondeu que aprova. 48,67% desaprova. Os que não souberam ou não opinaram somam 26%.

Dados da pesquisa
O levantamento do Credibilidade em Conceição do Canindé foi realizado nos dias 5 e 6 de outubro, ouvindo 300 eleitores das zonas Rural e Urbana. A margem de erro é de 5,6% e o nível de confiança é de 95%.

Comentar
Intenção de voto para prefeito · 08/11/2019 - 15h01 | Última atualização em 08/11/2019 - 15h08

Credibilidade/Jurema | Kaylanne tem 41%, Elder Rocha 19% e Lucrécia 17%


Compartilhar Tweet 1



No município de Jurema, quem lidera a pesquisa de intenção de voto para prefeito, realizada pelo Instituto Credibilidade, é a pré-candidata Kaylanne, somando 41% no levantamento estimulado.

O prefeito Elder Rocha, que pretende disputar a reeleição, aparece com 19,67% das intenções de voto. Já a ex-primeira dama Lucrécia Maria tem 17,67%. Os indecisos somam 21,67%.

Confronto direto

O Credibilidade simulou ainda cenário de confronto direto entre Kaylanne e Elder, no qual ela soma 53% de preferência contra 20,33% para o prefeito. 26,67% não soube ou não quis opinar.

Rejeição

Quando questionados em quem não votariam de jeito nenhum para prefeito de Jurema, 35,33% dos entrevistados descartaram voto em Elder Rocha. 4,33% disse não votar em Lucrécia e só 2% não votaria em Kaylanne. 58,33% não quis ou não soube opinar.

Dados da pesquisa

A pesquisa Credibilidade em Jurema do Piauí foi realizada entre nos dias 4 e 5 de outubro, ouvindo 300 eleitores nas zonas Urbana e Rural.

A margem de erro é de 5,5% e o nível de confiança, de 95%.

 

Comentar

Compartilhar Tweet 1



A vereadora Íris Moreira (PP) lidera as intenções de voto para prefeito de Valença, cidade a 216 km de Teresina. No levantamento estimulado realizado pelo Instituto Credibilidade, com os pré-candidatos já apresentados por partidos e lideranças no município, a progressista soma 37,67%.

Em segundo lugar está Marcelo Costa, ex-candidato a prefeito, que tem 22% de preferência. A atual prefeita, Ceiça Dias (SD), soma 8,67%, seguida de Getúlio Gomes, com 6,67%. O ex-deputado Marllos Sampaio (MDB) tem 5,67% e Lívia Nogueira, 1,67%.

17,67% dos entrevistados não souberam ou não quiseram opinar.

No cenário com apenas três nomes, Íris, Ceiça e Marllos, a vereadora soma 47,67% de preferência, seguida da atual prefeita, com 9,33%. O ex-deputado emedebista fica com 7,33%. Os indecisos somam 35,67%.

O Credibilidade simulou ainda cenários de confronto direto:

Cenário 1

  • Íris Moreira - 49,67%
  • Ceiça Dias - 9%
  • Não Sabe/Não Opina - 41,33%

Cenário 2

  • Marllos Sampaio - 19,67%
  • Ceiça Dias - 9,33%
  • Não Sabe/Não Opina - 71%

Cenário 3

  • Íris Moreira - 48%
  • Marllos Sampaio - 7,67%
  • Não Sabe/Não Opina - 44,33

Rejeição

Questionados em quem não votariam de jeito nenhum para prefeito de Valença, 73,33% descartaram voto em Ceiça Dias. 6% não votaria em Getulio Gomes, 4,33% não votaria em Lívia Nogueira, 3% descartou voto em Marcelo Costa. Os que não votariam em Marllos somam 2,33% e os que não votaram em Íris Moreira, 1,67%.

9,33% não soube ou não quis opinar.

Aprovação da atual gestão

Dos entrevistados pelo Credibilidade, 82,33% responderam que não aprovam a administração da prefeita Ceiça Dias. 11% diz que não aprova. 6,67% não soube ou não quis opinar.

Dados da pesquisa

O levantamento do Credibilidade foi realizado nos dias 03 e 04 de novembro, ouvindo 300 eleitores das zonas Rural e Urbana. 

A margem de erro é de 5,5% e o nível de confiança é de 95%.

Comentar
Intenção de voto para prefeito · 07/11/2019 - 22h32

Credibilidade/Cocal de Telha | Karyne do Rodrigão 67%, Andrade 14% e Kilson 7%


Compartilhar Tweet 1



A vereadora Karyne do Rodrigão lidera pesquisa de intenção de voto para prefeito na cidade de Cocal de Telha. No levantamento estimulado, realizado pelo Instituto Credibilidade, a pré-candidata soma 67,12% de preferência.

Em segundo, quem a aparece é Professor Andrade, com 14,38%, seguido de Kilson Oliveira, com 7,88%. Os que não souberam ou não quiseram opinar foram 10,62%.

O instituto simulou ainda três cenários de confronto direto entre os pré-candidatos. Entre Karyne do Rodrigão e Professor Andrade, a vereadora soma 69,52% das intenções de voto, contra 15,41%. 15,07% não soube ou não quis opinar.

Na simulação de embate entre Karyne do Rodrigão e Kilson Oliveira, a vereadora também leva a melhor, ficando com 72,95%, contra 7,88% de intenção de voto. 19,18% dos entrevistados não souberam ou não quiseram opinar.

Entre Professor Andrade e Kilson Oliveira, o primeiro aparece com 43,49%, contra 11,64%. Os restante 44,86% dos entrevistados não souberam ou não quiseram opinar.

Rejeição

Os eleitores foram ainda questionados pelo Credibilidade sobre a rejeição dos pré-candidatos. 55,14% responderam que não votariam de jeito nenhum em Kilson Oliveira. 11,64% descartaram voto em Professor Andrade e apenas 5,48% disseram não votar em Karyne do Rodrigão.

27,74% não souberam ou não quiseram opinar.

Avaliação da prefeita

Os entrevistados foram consultados ainda sobre a avaliação da gestão da prefeita Ana Célia. Foi considerada regular por 40,07%. É péssima na opinião de 18,15%, ruim para 17,81%, boa para 17,12% e ótima na opinião de 6,16%. O percentual dos não souberam ou não opinaram ficou em 0,68%.

Questionados se votariam em um candidato apoiado pela atual prefeita, 14,38% responderam que sim. 31,85% disseram que não. Para 46,23%, depende do candidato. 7,53% não souberam ou não quiseram opinar.

Dados da pesquisa

O levantamento do Credibilidade foi realizado nos dias 11 e 12 de outubro, ouvindo 292 eleitores. A margem de erro é de 5,5% e o nível de confiança é de 95%.

Comentar
Intenção de voto para prefeito · 10/10/2019 - 23h10 | Última atualização em 10/10/2019 - 23h11

Credibilidade/Flores do Piauí | Evandro DD tem 53%, Nael 26% e Dr. Valteres 12%


Compartilhar Tweet 1



O Instituto Credibilidade realizou pesquisa de intenção de voto na cidade de Flores do Piauí, localizada a 385 km de Teresina, para medir o clima da pré-campanha para as eleições de 2020.

Considerando os nomes já colocados como pré-candidatos no município, o que se sai melhor no momento é Evandro DD, que soma 53,67% na pesquisa estimulada. Em seguida aparece Nael Barros, com 26,33%, Dr. Valteres, com 12,67% de intenção de voto, e Zé Dias, com 0,33%.

Dos entrevistados, 7% não souberam ou não quiseram opinar.

O instituto simulou ainda cenários de disputa direta entre os pré-candidatos, que ficaram assim.

  • Cenário 1 - Estimulado

Evandro DD - 61%
Nael Barros - 27,67%
Não Sabe/Não Opina - 11,33%

  • Cenário 2 - Estimulado

Evandro DD - 56%
Dr. Valteres - 24,33%
Não Sabe/Não Opina - 19,67%

  • Cenário 3 - Estimulado 

Evandro DD - 63,67%
Zé Dias - 8,67%
Não Sabe/Não Opina - 27,67%

  • Cenário 4 - Estimulado 

Dr. Valteres - 55,33%
Zé Dias - 4,33%
Não Sabe/Não Opina - 4,33%

Questionados sobre a possibilidade de o atual prefeito, Nael Barros, ser novamente candidato, só 26,67% dos entrevistados responderam que votariam nele novamente. 65,33% responderam que não. 8% não souberam ou não quiseram opinar.

Espontânea para vereador

Para vereador, em levantamento espontâneo - onde o entrevistado diz o primeiro nome que lhe vem à mente - o nome mais lembrado foi o de Duda Macaxeira, somando 10% das citações.

Em seguida aparecem Edilberto Barros, com 8,67%, Rubem Ribeiro, com 3,33%, Augusto Hipólito e Professor Fernando, cada um com 1,67%, e Fábio, com 1%. Os demais nomes citados não chegaram a um ponto percentual. Os que não souberam ou não quiseram opinar foram 68%.

Veja lista completa abaixo.

Dados da pesquisa

O levantamento do Credibilidade em Flores do Piauí foi realiza entre os dias 5 e 6 de outubro, ouvindo 300 eleitores, nas zonas Rural e Urbana.

A margem de erro é de 4%.

Comentar
Números da estimulada · 20/09/2019 - 07h34 | Última atualização em 20/09/2019 - 17h32

BrVox/Nossa Senhora dos Remédios | Dr. Zé Fernando lidera intenção de voto para prefeito


Compartilhar Tweet 1



O 180graus traz nesta sexta-feira (20/09) os números da pesquisa BrVox em Nossa Senhora dos Remédios, com a intenção de voto para prefeito em 2020, considerando os pré-candidatos já apresentados por partidos e lideranças no município.

No cenário estimulado, quem lidera é o médico Dr. Zé Fernando. O filho do falecido ex-prefeito Tintin soma 57,5% da preferência dos entrevistados pelo instituto.

Em seguida aparece José Alexandre, ex-prefeito, somando 15,31% de intenção de voto. Luanna Lages, que foi vice-prefeita na atual gestão, mas renunciou, rompendo com o grupo político, ficou com 8,44%.

Já o presidente da Câmara de Vereadores no município, Júnior Jabarão, obteve 7,19% de intenção de voto.

Os que não souberam ou não opinaram foram 5,94%, e 5,63% responderam nenhum, nulo ou branco.

Dados da pesquisa

O levantamento do BrVox foi realizado nos dias 17 e 18 de setembro, ouvindo 320 eleitores na cidade de Nossa Senhora dos Remédios, nas zonas Rural e Urbana.

A margem de erro admitida é de 5,48% e o nível de confiança é de 95%.

Pleito disputado

As eleições em Nossa Senhora dos Remédios prometem ser uma das mais disputadas dos últimos anos, em virtude das idas e vindas no comando da prefeitura em 2019. O atual gestor, Dr. Manoel Lázaro, chegou a ser vítima de um impeachment aberto pela Câmara dos Vereadores.

Foi afastado, mas entrou na Justiça e conseguiu reassumir o mandato, após o Tribunal de Justiça reconhecer irregularidades no tramite do processo de impedimento aberto pelos vereadores.

Comentar
Veja números da pré-campanha · 19/09/2019 - 22h01 | Última atualização em 19/09/2019 - 22h31

Credibilidade/Cocal | Administração de Rubens Vieira tem aprovação de 76%


Compartilhar Tweet 1



No município de Cocal, localizado a 266 km de Teresina, o prefeito Rubens Vieira (PSDB), que está em seu segundo mandato, soma 76,03% de aprovação em pesquisa realizada pelo Instituto Credibilidade.

Dos entrevistados, apenas 18,3% disseram não aprovar a atual administração. 

Os restante 5,68% não souberam ou não quiseram opinar.

Rubens é ainda, na opinião de 59,31% dos entrevistados, a maior liderança política em Cocal. Seguem os nomes de Monção, com 7,89%; Gilson da Serraria, com 3,47%; Dr Cristiano, com 2,84%; Nonato do Sindicato, somando 2,52%; Professora Adriana, com 1,26%; e ainda Anastácio Gomes, que obteve apenas 0,95%.

Não souberam ou não quiseram opinar foram 21,77%.

Intenção de voto
O Credibilidade mediu ainda a intenção de voto com cenários de confronto entre os principais pré-candidatos na disputa. Em todos os cenários, a chefe de gabinete Fabrícia Vieira, cujo nome vem sendo trabalhado pela base do prefeito, aparece liderando em percentual.

No primeiro cenário estimulado, Fabrícia tem 50,47% contra 22,40% de Dr Cristiano, com 27,13% que não souberam ou não quiseram opinar.

No segundo cenário, também estimulado, Fabrícia tem 57,10% de preferência, contra 14,20% da Professora Adriana. Os restantes 28,71% não souberam ou não opinaram.

Quando colocados os nomes de Fabrícia e Gilson da Serraria, a pré-candidata alcança 58,36%, contra 11,99%. Os que não sabem ou não opinam neste cenário foram 29,65%.

E sobre a possibilidade de votar em um candidato apoiado pelo atual prefeito, 61,20% dos entrevistados pelo Credibilidade responderam que sim, e 18,93% disseram que não. 19,87% não quiseram ou não souberam responder.

Dados da pesquisa
O Instituto Credibilidade entrevistou 317 eleitores entre os dias 14 e 15 de setembro, nas zonas Urbana e Rural.

A margem de erro é de 5,5% e o nível de confiança de 95%.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



Em pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto Credibilidade na cidade de Capitão de Campos, com os pré-candidatos a prefeito no município, quem aparece na liderança é o atual gestor, Tim Medeiros (Progressistas).

Na estimulada, ele soma 60,62% de preferência entre os eleitores.

Aparece em segundo na pesquisa o ex-prefeito Moisés Barbosa, somando 16,25%. Já o advogado Edcarlos Costa, que chegou a disputar as eleições em 2016 no município, soma 10%.

Os que não souberam ou não quiseram opinar foram 13,12%.

Números da aprovação

Dos eleitores entrevistados pelo Credibilidade, 76,88% disseram que aprovam a gestão de Tim Medeiros.

16,88% responderam que desaprovam.

Os restante 6,25% não souberam ou não quiseram opinar.

Dados da pesquisa

A pesquisa Credibilidade foi realizada em Capitão de Campos entre os dias 14 e 15 de setembro, entrevistando 320 eleitores. Tem margem de erro de 5,38% e nível de confiança de 95%.

Comentar
Intenção de voto estimulada · 19/09/2019 - 10h53 | Última atualização em 19/09/2019 - 11h11

Credibilidade/Cocal dos Alves | Osmar Vieira 63%, Silvestre 10% e Edmilson 6%


Compartilhar Tweet 1



O prefeito de Cocal dos Alves, Osmar Vieira (PT), obteve 63,33% de intenção de voto em pesquisa estimulada realizada pelo Instituto Credibilidade. Pré-candidato à reeleição no município, ele aparece bem à frente do segundo colocado, o ex-prefeito e também pré-candidato Antônio Lima de Brito, conhecido como "Silvestre", que somou 10%.

Já o vereador professor Edmilson (PDT), também pré-candidato a prefeito, somou apenas 6,33%.

Os que não souberam ou não quiseram opinar foram 20,33%.

Avaliação da gestão

O Credibilidade mediu ainda a aprovação do prefeito. Dos entrevistados, 74% disseram aprovar a administração do petista.

Os que desaprovam são 18,67%. Os restante 7,33% não souberam ou não quiseram opinar.

Dados da pesquisa

O levantamento do Credibilidade foi realizado nos dias 13 e 14 de setembro, ouvindo 300 eleitores das zonas Urbana e Rural. Tem margem de erro de 5,5% e nível de confiança de 95%.

Comentar
Veja intenção de voto em THE · 27/08/2019 - 09h17 | Última atualização em 27/08/2019 - 10h54

Amostragem/Meio Norte | 43% votariam em candidato apoiado por Firmino Filho


Compartilhar Tweet 1



A Rede Meio Norte divulgou nesta terça-feira (27) pesquisa realizada pelo Instituto Amostragem, com números sobre a corrida pré-eleitoral em Teresina. 

O levantamento mostra que o atual prefeito, Firmino Filho, que em 2020 terá o desafio de fazer um sucessor na PMT, tem a confiança de 43,95% dos entrevistados que afirmaram da possibilidade de votar em um candidato lançado por ele. 

    Foto: Divulgação/PMT

Potencial de transferência de voto de Firmino para prefeito de Teresina

  • Votaria 43,95%
  • Não votaria 34,57%
  • Depende do candidato 19,01%
  • Não sabe/Não opina 2,47%

O Amostragem também mediu o potencial de transferência de voto de Wellington Dias, governador do Piauí.

Potencial de transferência de voto de Wellington para prefeito de Teresina

  • Votaria 40,74%
  • Não votaria 39,75%
  • Depende do candidato 16,79%
  • Não sabe/não opina 2,72%
40,74% votariam em candidato apoiado por Wellington Dias para a PMT. Foi apontado o maior líder político
40,74% votariam em candidato apoiado por Wellington Dias para a PMT. Foi apontado o maior líder político    Foto: 180graus/Arquivo

Os entrevistados pelo instituto foram questionados sobre quem consideram o maior líder político do estado. Wellington Dias somou 34,57%. Em segundo lugar ficou o secretário de Segurança, Fábio Abreu, com 5,19%, seguido de Dr Pessoa, com 4,44%.

O prefeito Firmino Filho ficou com 3,70%, o ex-deputado Robert Rios com 2,47%, o senador Ciro Nogueira com 1,48%, e o deputado Franzé com 1,23%. Outros somam 9,4%. Não souberam ou não opinaram foram 25,19% e os que responderam nenhum ou não tem, somaram 12,33%.

Intenção de voto - Estimulada
O Amostragem traz ainda a intenção de voto para prefeito de Teresina, relacionando os principais pré-candidatos já apontados no cenário político.

Na estimulada, Dr. Pessoa (MDB) soma 29,63%, seguido de Fábio Abreu (PL) com 20,49%. Robert Rios, que é pré-candidato a vice de Dr.Pessoa tem 7,16%. Franzé, do PT, soma 6,42%. Na sequência vem os três nomes ligados à prefeitura de Teresina, já que o prefeito Firmino ainda não lançou nenhum pré-candidato.

O melhor colocado é Fernando Said, secretário de Comunicação, com 3,21%. Charles da Silveira, presidente da Fundação Municipal de Saúde, tem 2,72%. O ex-secretário Washington Bonfim tem 2,47%.

São seguidos por Georgiano Neto, com 1,73%. Já Kleber Montezuma, secretário de Educação, ficou com 0,99%. Dos entrevistados, 11,85% responderam Nenhum, 7,16% nulo ou branco, e 6,17% não souberam ou não opinaram.

Intenção de voto - espontânea
Na pesquisa espontânea para prefeito, onde os entrevistados citam o nome que primeiro vem à mente, o mais lembrado foi o prefeito Firmino Filho, com 15,31%, apesar do fato de que não irá disputar a reeleição.

O segundo mais citado foi Dr. Pessoa, com 9,88%, seguido de Fábio Abreu, com 6,42%, e de Wellington Dias, com 2,72%. Citados ainda Robert Rios, com 2,22%, Sílvio Mendes, com 1,98%, Elmano Férrer, com 1,73% e Franzé, com 1,48%. Outros somam 10,85%.

30,62% não souberam ou não opinaram, 13,58% responderam nenhum ou ninguém, e 3,21% indicaram branco ou nulo. 

Dados técnicos
A pesquisa Amostragem foi realizada entre 16 e 22 de agosto, ouvindo 405 eleitores de Teresina com domicílio na zona urbana e rural. A margem de erro é de 4,77% e o nível de confiança é de 95%.

Comentar
Levantamento · 22/07/2019 - 09h48 | Última atualização em 22/07/2019 - 09h54

BrVox | Avaliação positiva do prefeito Rubens Vieira, de Cocal, chega a 82%


Compartilhar Tweet 1



O prefeito Rubens Vieira, de Cocal, alcançou 82% de avaliação positiva na pesquisa BrVox realizada no município, entre os dias 8 e 12 de julho.

No levantamento, 33,57% dos 280 entrevistados disseram avaliar como boa a administração do prefeito. Para 30,71% é regular. 

É considerada ótima por 18,21%.

Foi avaliada como péssima por 8,93% e apenas 4,29% disseram ser ruim. Outros 4,29% não souberam ou não quiseram opinar.

Quando questionados sobre a aprovação do prefeito, 65,71% disseram aprovar a atual gestão. Os que desaprovam somam 20%. 

14,29% não soube ou não quis opinar.

A Pesquisa BrVox tem nível de confiança de 95% e margem de erro de 5,48%.

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O blog Pesquisa Eleitoral traz agora os números da avaliação da equipe do prefeito Professor Ribinha, de Campo Maior. Questionados pelo BrVox quem consideram o secretário mais atuante, 17,88% responderam que é Luís Barbosa Mororó, secretário de Limpeza.

Em segundo lugar, com 10,37%, quem aparece é Marcelo Miranda, secretário de Saúde. É seguido de Conceição Lima, da Educação, a mais atuante para 9,27%, e de Nilzana Gomes, da Assistência Social, que soma 4,85%.

Seguem Hildem Brito, de Habitação (3,31%), Júnior Martins, de Esportes (3,09%), Otálicio Leite, de Administração (2,65%), e o diretor do Saae, Carlos Torres (2,21%). 

Completam a lista Conceição Paz, do Meio Ambiente (1,54%), Lucas Lima, de Planejamento (1,32%), César Robério, de Finanças (1,10%) e Fausto Filho, de Infraestrutura (0,88%). 

Não souberam ou não opinaram somam 41,5%.


Fernando Miranda é apontado como vereador mais atuante de Campo Maior

 

O presidente da Câmara de Campo Maior, Fernando Miranda, é considerado o vereador mais atuante, por 11,61% dos entrevistados na pesquisa BrVox, realizada entre os dias 16 e 17 de abril.

Apesar de filiado ao PT, Fernando Mirando rompeu com o prefeito Professor Ribinha e entregou cargos que indicava na prefeitura de Campo Maior. E mesmo fora da base aliada, é reconhecido pela população, em mais um sinal da dificuldade que Ribinha tem de se firmar como líder.

A segunda considerada mais atuante, com 8,76%, é a vereadora Sílvia do Caú, seguida de Edvaldo Lima, com 8,14%. Seguem Manin Pereira (5,09%), Luís Lima (4,68%), Daniel Soares (4,48%), Neto dos Corredores (4,48%), Hamilton Segundo (4,07%), Gabriela Pinho (4,07%), João Maroca (3,26%) e Sena Rosa (3,05%).

Por fim, aparecem Paiva Lasqueirão (2,85%) e Geraldo Paz (2,445). 32,99% dos entrevistados não souberam ou não quiseram opinar.

O levantamento foi feito com múltipla escolha, com os entrevistados apontando dois vereadores.


Antônio Félix lidera intenção de voto em Campo Maior

Novos números do Instituto BrVox, que o 180graus divulga neste sábado (20), denotam a dificuldade que o prefeito Professor Ribinha (PT) terá dificuldade de convencer os aliados a encampar sua campanha à reeleição em Campo Maior (PI).

A um ano e meio das eleições municipais, quem lidera as intenções de voto no município é Antônio Félix, tendo a preferência de 30, 31% dos entrevistados, em levantamento realizado nos dias 16 e 17 de abril, sondando os principais pré-candidatos no município.

Em segundo lugar, quem aparece é o empresário Devan Eugênio, que foi candidato a deputado estadual em 2018, que para prefeito, soma 20,63% de preferência.

Ribinha só aparece em terceiro lugar, com 18,44%. Ainda na estimulada, o presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Miranda, tem 8,44%. Indecisos foram 3,44%. Nenhum, nulo, branco somam 18,75%.

O BrVox simulou ainda os seguintes cenários de confronto direto:

*Números completos abaixo

Em todos as quatro possibilidades de confronto simuladas pelo BrVox, Ribinha sai perdendo. Mesmo para nomes novos, como o da DraHelderlene, e para Joãozinho, interessado na pré-candidatura em Jatobá do Piauí, mas que ainda é opção de candidatura da Família Félix em Campo Maior.

Gestão

No levantamento, os campomaiorenses entrevistados puderam ainda analisar a gestão do prefeito Ribinha, que foi desaprovada por 65,31%. Só 27,81% responderam que aprovam o trabalho do petista. 6,88% não souberam ou não quiseram opinar.

Na avaliação, a gestão foi considerada péssima por 33,13%. É regular para 32,5% e ruim para 13,13%. Apenas 12,81% consideram boa, e 5% avaliam como ótima. Não souberam ou não opinaram 3,44%.

O BrVox ainda perguntou sobre a condição de vida de cada um na gestão de Ribinha. Para 76,25%, a vida não melhorou desde então. 18,13% disseram que sim, que suas vidas melhoraram. Não souberam ou não opinaram foram 5,63%.

Confrontos diretos | Dados completos

Cenário 1

  • DraHelderlene Eugênio - 43,44%
  • Professor Ribinha - 25,62%
  • Não Sabe/Não Opina - 4,69%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 26,25%

Cenário 2

  • Devan Eugênio - 45,63%
  • Professor Ribinha - 26,25%
  • Não Sabe/Não Opina - 4,69%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 23,44%

Cenário 3

  • Antônio Félix - 50,31%
  • Professor Ribinha - 27,5%
  • Não Sabe/Não Opina - 3,13%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 19,06%

Cenário 4

  • Joãozinho Félix - 50,63%
  • Professor Ribinha - 25,94%
  • Não Sabe/Não Opina - 3,13%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 20,31%

Pesquisa indica que Paulo Martins pode ser candidato a prefeito em 2020

O clima de rivalidade entre os líderes petistas na cidade de Campo Maior fica mais acirrado a cada dia. A debandada de nomes da base aliada e os recorrentes desentendimentos entre líderes do Legislativo e o prefeito Professor Ribinha podem até mesmo complicar a pretensa candidatura do gestor à reeleição.

São pelejas como a de Fernando Miranda, presidente da Câmara de Vereadores, com Paulo Martins. Inimizade que aflorou quando ex-prefeito fez campanha para ajudar Luis Lima a tomar o lugar do rival na chefia do Legislativo municipal.

Depois foi a vez de Miranda romper com o prefeito Ribinha, com direito a discurso em Plenário e entrega de cargos como o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Campo Maior), que era de sua indicação.

Outra ponta solta do Partido dos Trabalhadores é Raimundo Pereira, ex-presidente da legenda no município, e que disputou as eleições em 2018 para deputado estadual, obtendo 1.063 votos no colégio eleitoral.

Uma salada que pode favorecer Paulo Martins, considerando a inabilidade política de Ribinha em manter um time coeso de aliados. Prova disso os números que o Instituto BrVox divulga agora, de pesquisa realizada em Campo Maior, para saber: quem é o principal líder do PT no município?

Para 48,75%, é de fato Paulo Martins. Na opinião de 12,19%, é o vereador Fernando Miranda. 10,31% avaliam que é Raimundo Pereira. E somente 7,81% apontaram o nome do prefeito Ribinha. 20,94% não souberam ou não opinaram.

A pesquisa deixa claro que os problemas de viés político enfrentados pelo prefeito têm reflexo no modo como a população o referencia como gestor. Evidente também que o sinal para Ribinha está amarelo, apesar de ainda haver tempo para correr atrás do prejuízo. Mas se o professor não fizer o próprio dever de casa, a base por demais insatisfeita não hesitaria em rejeitar sua candidatura à reeleição para apoiar Paulo Martins, sustentados na boa aceitação do político como líder e articulador.

Dados da pesquisa

Foram ouvidas 320 pessoas na zona Urbana de Campo Maior, entre 16 e 17 de abril. A margem de erro é de 5,48% e o nível de confiança é de 95%

Comentar

Compartilhar Tweet 1



O presidente da Câmara de Campo Maior, Fernando Miranda, é considerado o vereador mais atuante, por 11,61% dos entrevistados na pesquisa BrVox, realizada entre os dias 16 e 17 de abril.

Apesar de filiado ao PT, Fernando Mirando rompeu com o prefeito Professor Ribinha e entregou cargos que indicava na prefeitura de Campo Maior. E mesmo fora da base aliada, é reconhecido pela população, em mais um sinal da dificuldade que Ribinha tem de se firmar como líder.

A segunda considerada mais atuante, com 8,76%, é a vereadora Sílvia do Caú, seguida de Edvaldo Lima, com 8,14%. Seguem Manin Pereira (5,09%), Luís Lima (4,68%), Daniel Soares (4,48%), Neto dos Corredores (4,48%), Hamilton Segundo (4,07%), Gabriela Pinho (4,07%), João Maroca (3,26%) e Sena Rosa (3,05%).

Por fim, aparecem Paiva Lasqueirão (2,85%) e Geraldo Paz (2,445). 32,99% dos entrevistados não souberam ou não quiseram opinar.

O levantamento foi feito com múltipla escolha, com os entrevistados apontando dois vereadores.


Antônio Félix lidera intenção de voto em Campo Maior

Novos números do Instituto BrVox, que o 180graus divulga neste sábado (20), denotam a dificuldade que o prefeito Professor Ribinha (PT) terá dificuldade de convencer os aliados a encampar sua campanha à reeleição em Campo Maior (PI).

A um ano e meio das eleições municipais, quem lidera as intenções de voto no município é Antônio Félix, tendo a preferência de 30, 31% dos entrevistados, em levantamento realizado nos dias 16 e 17 de abril, sondando os principais pré-candidatos no município.

Em segundo lugar, quem aparece é o empresário Devan Eugênio, que foi candidato a deputado estadual em 2018, que para prefeito, soma 20,63% de preferência.

Ribinha só aparece em terceiro lugar, com 18,44%. Ainda na estimulada, o presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Miranda, tem 8,44%. Indecisos foram 3,44%. Nenhum, nulo, branco somam 18,75%.

O BrVox simulou ainda os seguintes cenários de confronto direto:

*Números completos abaixo

Em todos as quatro possibilidades de confronto simuladas pelo BrVox, Ribinha sai perdendo. Mesmo para nomes novos, como o da DraHelderlene, e para Joãozinho, interessado na pré-candidatura em Jatobá do Piauí, mas que ainda é opção de candidatura da Família Félix em Campo Maior.

Gestão

No levantamento, os campomaiorenses entrevistados puderam ainda analisar a gestão do prefeito Ribinha, que foi desaprovada por 65,31%. Só 27,81% responderam que aprovam o trabalho do petista. 6,88% não souberam ou não quiseram opinar.

Na avaliação, a gestão foi considerada péssima por 33,13%. É regular para 32,5% e ruim para 13,13%. Apenas 12,81% consideram boa, e 5% avaliam como ótima. Não souberam ou não opinaram 3,44%.

O BrVox ainda perguntou sobre a condição de vida de cada um na gestão de Ribinha. Para 76,25%, a vida não melhorou desde então. 18,13% disseram que sim, que suas vidas melhoraram. Não souberam ou não opinaram foram 5,63%.

Confrontos diretos | Dados completos

Cenário 1

  • DraHelderlene Eugênio - 43,44%
  • Professor Ribinha - 25,62%
  • Não Sabe/Não Opina - 4,69%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 26,25%

Cenário 2

  • Devan Eugênio - 45,63%
  • Professor Ribinha - 26,25%
  • Não Sabe/Não Opina - 4,69%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 23,44%

Cenário 3

  • Antônio Félix - 50,31%
  • Professor Ribinha - 27,5%
  • Não Sabe/Não Opina - 3,13%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 19,06%

Cenário 4

  • Joãozinho Félix - 50,63%
  • Professor Ribinha - 25,94%
  • Não Sabe/Não Opina - 3,13%
  • Nenhum/Nulo/Branco - 20,31%

Pesquisa indica que Paulo Martins pode ser candidato a prefeito em 2020

O clima de rivalidade entre os líderes petistas na cidade de Campo Maior fica mais acirrado a cada dia. A debandada de nomes da base aliada e os recorrentes desentendimentos entre líderes do Legislativo e o prefeito Professor Ribinha podem até mesmo complicar a pretensa candidatura do gestor à reeleição.

São pelejas como a de Fernando Miranda, presidente da Câmara de Vereadores, com Paulo Martins. Inimizade que aflorou quando ex-prefeito fez campanha para ajudar Luis Lima a tomar o lugar do rival na chefia do Legislativo municipal.

Depois foi a vez de Miranda romper com o prefeito Ribinha, com direito a discurso em Plenário e entrega de cargos como o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Campo Maior), que era de sua indicação.

Outra ponta solta do Partido dos Trabalhadores é Raimundo Pereira, ex-presidente da legenda no município, e que disputou as eleições em 2018 para deputado estadual, obtendo 1.063 votos no colégio eleitoral.

Uma salada que pode favorecer Paulo Martins, considerando a inabilidade política de Ribinha em manter um time coeso de aliados. Prova disso os números que o Instituto BrVox divulga agora, de pesquisa realizada em Campo Maior, para saber: quem é o principal líder do PT no município?

Para 48,75%, é de fato Paulo Martins. Na opinião de 12,19%, é o vereador Fernando Miranda. 10,31% avaliam que é Raimundo Pereira. E somente 7,81% apontaram o nome do prefeito Ribinha. 20,94% não souberam ou não opinaram.

A pesquisa deixa claro que os problemas de viés político enfrentados pelo prefeito têm reflexo no modo como a população o referencia como gestor. Evidente também que o sinal para Ribinha está amarelo, apesar de ainda haver tempo para correr atrás do prejuízo. Mas se o professor não fizer o próprio dever de casa, a base por demais insatisfeita não hesitaria em rejeitar sua candidatura à reeleição para apoiar Paulo Martins, sustentados na boa aceitação do político como líder e articulador.

Dados da pesquisa

Foram ouvidas 320 pessoas na zona Urbana de Campo Maior, entre 16 e 17 de abril. A margem de erro é de 5,48% e o nível de confiança é de 95%

Comentar
Novos números do BrVox · 20/04/2019 - 12h27 | Última atualização em 20/04/2019 - 12h35

BrVox | Antônio Félix lidera intenção de voto em Campo Maior; Ribinha está em 3º


Compartilhar Tweet 1



Novos números do Instituto BrVox, que o 180graus divulga neste sábado (20), denotam a dificuldade que o prefeito Professor Ribinha (PT) terá dificuldade de convencer os aliados a encampar sua campanha à reeleição em Campo Maior (PI).

A um ano e meio das eleições municipais, quem lidera as intenções de voto no município é Antônio Félix, tendo a preferência de 30, 31% dos entrevistados, em levantamento realizado nos dias 16 e 17 de abril, sondando os principais pré-candidatos no município.

Em segundo lugar, quem aparece é o empresário Devan Eugênio, que foi candidato a deputado estadual em 2018, que para prefeito, soma 20,63% de preferência.

Ribinha só aparece em terceiro lugar, com 18,44%. Ainda na estimulada, o presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Miranda, tem 8,44%. Indecisos foram 3,44%. Nenhum, nulo, branco somam 18,75%.

O BrVox simulou ainda os seguintes cenários de confronto direto:

*Números completos ao final da matéria

Em todos as quatro possibilidades de confronto simuladas pelo BrVox, Ribinha sai perdendo. Mesmo para nomes novos, como o da DraHelderlene, e para Joãozinho, interessado na pré-candidatura em Jatobá do Piauí, mas que ainda é opção de candidatura da Família Félix em Campo Maior.

Gestão

No levantamento, os campomaiorenses entrevistados puderam ainda analisar a gestão do prefeito Ribinha, que foi desaprovada por 65,31%. Só 27,81% responderam que aprovam o trabalho do petista. 6,88% não souberam ou não quiseram opinar.

Na avaliação, a gestão foi considerada péssima por 33,13%. É regular para 32,5% e ruim para 13,13%. Apenas 12,81% consideram boa, e 5% avaliam como ótima. Não souberam ou não opinaram 3,44%.

O BrVox ainda perguntou sobre a condição de vida de cada um na gestão de Ribinha. Para 76,25%, a vida não melhorou desde então. 18,13% disseram que sim, que suas vidas melhoraram. Não souberam ou não opinaram foram 5,63%.

Confrontos diretos | Dados completos

Cenário 1

DraHelderlene Eugênio - 43,44%

Professor Ribinha - 25,62%

Não Sabe/Não Opina - 4,69%

Nenhum/Nulo/Branco - 26,25%

 

Cenário 2

Devan Eugênio - 45,63%

Professor Ribinha - 26,25%

Não Sabe/Não Opina - 4,69%

Nenhum/Nulo/Branco - 23,44%

 

Cenário 3

Antônio Félix - 50,31%

Professor Ribinha - 27,5%

Não Sabe/Não Opina - 3,13%

Nenhum/Nulo/Branco - 19,06%

 

Cenário 4

Joãozinho Félix - 50,63%

Professor Ribinha - 25,94%

Não Sabe/Não Opina - 3,13%

Nenhum/Nulo/Branco - 20,31%

Comentar