Eleições 2018 · 05/03/2018 - 19h59

Guilherme Boulos é mais um candidato a presidente do Brasil que a esquerda coloca como opção


Compartilhar Tweet 1



Alô, leitor e eleitor piauiense. Quero informar a você (já que a Globo não te informa – e boa parte da imprensa piauiense segue o padrão Global); que desde sábado o Brasil tem Guilherme Boulos como candidato a presidente do país.

Boulos será candidato pelo PSoL e junto com Manoela DÁvila (PCdoB) e Lula (PT) serão os candidatos do campo da esquerda. Este blogueiro queria somar nesta relação o nome do cearense Ciro Gomes (PDT) mas o seu histórico político e as últimas ações demonstram que apesar do seu nacionalismo, Ciro passará a largo de importantes bandeiras defendidas pela esquerda.

Guilherme Boulos, oficializou no sábado 3 a sua pré-candidatura à Presidência da República pelo PSOL. A vice da sua chapa será Sonia Guajara, coordenadora da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB).

O evento foi realizado em São Paulo e contou com a presença de integrantes de movimentos indígenas, sem-teto, LGBT e de diversas personalidades do mundo político e da cultura, como o músico Caetano Veloso.

Guilherme Boulos é formado em filosofia pela USP, onde ingressou em 2000, também é psicanalista e leciona psicanálise. Na juventude e nos anos de formação engajou-se no movimento estudantil. Ingressou no Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) em 2002.

Ficou conhecido em 2003 quando participou da coordenação da invasão a um terreno da Volkswagen, em São Bernardo do Campo.

Voltou a aparecer na imprensa em 2014, na esteira das mobilizações sociais em torno da Copa do Mundo, em especial a Ocupação Copa do Povo, realizada pelo MTST no início de maio.

Hoje, Guilherme Boulos, assinou sua ficha de filiação ao PSoL.

Comentários