Comitê da democracia · 13/01/2018 - 09h27 | Última atualização em 13/01/2018 - 09h43

Foi bonito, tinha muita gente, trouxe esperança, mas foi de "nós, para nós mesmo"


Compartilhar Tweet 1



Ontem aconteceu no Piauí o lançamento do “Comitê em Defesa da Democracia e do Direito de Lula se candidatar”.

O local do evento foi cine-teatro da Assembléia Legislativa. E porque cedeu o espaço, Temístocles, presente ao evento, foi saudado por muitos.

A área do cine-teatro está em obras. Não há acesso para carros e no horário marcado para o evento, Teresina se encontrava naquela situação que Noé viveu no início de tudo.

Os discursos emocionaram, há a forte crença que a democracia pode voltar e, mesmo sem estacionamento e com chuva,  o auditório encheu. Foi-se o tempo que o PT não enchia auditórios. Sim, o PT. Foi um momento de nós, para nós mesmos. Ou como diz a senadora Regina Sousa com os “jornaizinhos” do Partido, foi um momento “mamãe me ama”.

Explicando mais um pouco o momento de “nós, para nós mesmos”.

Claro, havia outras representações partidárias lá.

Estavam lá, Flávio Nogueira, do PDT.

Osmar Junior, do PC do B.

Evaldo Gomes, do PTC.

Margarete Coelho, do Progressista.

Themístocles Filho, do MDB.

Havia também as representações sociais: Frente Piauí Popular, CUT, CTB, MST.

Como era um evento em defesa da democracia (defesa do Estado de Direito), nada mais justo que convidar a OAB.

Se ela foi convidada, não sei. Mas no microfone do evento não houve referência a ela.Mesmo caso se aplica a CNBB.

Todas as falas fizeram referência à Justiça brasileira. Caracterizaram a Justiça como injusta. Disseram que opera ao arrepio da Lei e muito mais críticas com as quais o blogueiro concorda.

Mas o blogueiro também acredita que no universo da Justiça piauiense deve haver juízes democratas que valorizam o Estado de Direito. Se há, não foram convidados, porque se tivessem sido, com certeza teriam comparecido.

Conforme já relatei acima, do ponto de vista político havia uma pequena variedade. Mas vejamos....

PT e PC do B, são quase que irmãos siameses. O PDT é velho parceiro de jornadas pela democracia.

Então...

Progressista, MDB e PTC eram os “diferentes”.

Mas a estrela presente do evento era o governador Wellington Dias.

Ora, em torno de Wellington Dias giram muitos interesses. Que bom que o petista conseguiu galvanizar para a defesa da democracia estes “diferentes”.

Comentários