Basta um soldado e um cabo · 21/10/2018 - 11h12 | Última atualização em 21/10/2018 - 17h28

Filho de Bolsonaro ameaça fechar o STF e diz: "STF que pague pra ver que vai ser ele contra nós"


Compartilhar Tweet 1



O PT venceu as eleições de 2014 com a candidata Dilma Rousseff. Logo em seguida, de volta ao Senado, o então candidato derrotado Aécio Neves, faz um pronunciamento afirmando que não aceitariam a derrota e pré-anunciando o golpe que viria a se concretizar em 2016.

Daí em diante não faltaram ações e fatos inconstitucionais, ilegais e imorais contra o PT e integrantes seus.

O PT suportou todas as inconveniências e manteve-se na linha do respeito à Constituição e à democracia.

O maior exemplo da afirmação anterior, aconteceu em 7 de abril, quando Lula decidiu se entregar à Polícia Federal. Ele poderia ter resistido e gente para resguarda-lo não faltava. Porém, sempre com a democracia como princípio mor Lula usou uma arbitrariedade contra si para exemplificar à sociedade como se deve agir em sociedade.

Preso, recursos de Lula foram sistematicamente negados e ordem judicial para soltá-lo foi arbitrariamente negada.

Mesmo assim, continua-se os exemplos: o Brasil tem uma ordem constitucional elaborada e a ela devemos respeito.

Chegamos à eleição de 2018. A seguir vou reproduzir um vídeo (originário do Diário do Centro do Mundo) de uma palestra de um dos filhos de Jair Bolsonaro. O vídeo é auto-esclarecedor de como o candidato da extrema direita do Brasil encara a constituição e a democracia. Vejam:

 


Comentários