Manifesto político · 13/10/2018 - 17h34

Arnaldo Antunes: "perigo é o jogo de equivalência que serve ao Monstro, omissão é impossível agora"


Compartilhar Tweet 1